As implicações geopolíticas da operação Lava Jato

Hoje, no programa Brasilianas.org, especialistas analisam repercussão das operações Mãos limpas, na Itália, e Lava Jato, no Brasil
 
 
Nesta segunda (09), a partir das 23h00, na TV Brasil, o programa Brasilianas.org discutirá as implicações  geopolíticas da operação Lava Jato, deflagrada em março de 2014 pela força tarefa organizada por procuradores do Ministério Público Federal e policiais federais, sob o comando da Justiça Federal do Paraná.
 
Em junho desse ano o Ministério Público anunciou uma parceria de cooperação com autoridades dos Estados Unidos para obter mais informações sobre o esquema de corrupção.
 
O avanço geral das investigações contra o crime organizado, os tratados de cooperação internacional e a possibilidade de rastrear contas nos paraísos fiscais representam notáveis avanços na luta contra a corrupção, mas quais são as implicações desses acordos na política e desenvolvimento internos do país?
 
É para responder esta pergunta e analisar a repercussão das operações Mãos limpas, na Itália, e Lava Jato, no Brasil, que Luis Nassif recebe o presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), Marcos Leôncio Ribeiro o consultor de empresas internacionais no Brasil, o consultor de empresas americanas no Brasil e colunista do Jornal GGN, André Araújo e o advogado especialista em processo penal, Luiz Guilherme Decaro para avaliar as implicações geopolíticas da Operação Lava Jato. 
 
Não perca! Será hoje (09), à partir das 23h00, na TV Brasil. Clique aqui para saber como sintonizar o canal.
 
Como esta edição foi gravada, não abriremos espaço para o recebimento de perguntas, como fazemos em todas as edições ao vivo.
 

Leia também:  Defesa do governo Bolsonaro diz que não sabia da crise em Manaus

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Pauta alternativa

     

    “Lula tem todo o direito de não gostar de mim’, diz ministro da Justiça”

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/11/1703806-lula-tem-todo-o-direito-de-nao-gostar-de-mim-diz-ministro-da-justica.shtml

    “Folha – O PT tem feito severas críticas à atuação da Polícia Federal nas operações Zelotes e Lava Jato e, internamente, responsabiliza o sr.

    José Eduardo Cardozo – o ministro da Justiça sempre será acusado em investigações que atingem a área política. “

    “Não esperem jamais que eu peça uma perseguição a um adversário ou um aliviar a um aliado.”

    “O que acha da avaliação de setores do PT de que a PF persegue o ex-presidente?”

    “Há petistas que, para sustentar críticas ao sr., alegam que Thomaz Bastos soube controlar melhor a PF. O sr. vê alguma diferença nisso?”

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome