Barbosa diz que país será humilhado em julgamento da Petrobras nos EUA

Jornal GGN – Em evento realizado em São Paulo, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, afirmou que o Brasil e os  brasileiros passarão por uma humilhação quando começarem os primeiros julgamentos, nos Estados Unidos, de envolvidos nos esquemas de corrupção da Petrobras e Fifa. Para ele, o governo brasileiro ainda titubeia no combate à corrupção, mesmo sendo signatário de acordo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) nesta matéria. Barbosa ainda disse que são necessários mais mecanismos de controle e transparência.

Enviado por antonio francisco

Do Estadão

 
Segundo o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o Brasil ainda deixa a desejar em questões relacionadas ao combate à corrupção
 
O Brasil e os brasileiros vão passar por uma verdadeira humilhação assim que começarem os primeiros julgamentos, pela Justiça norte-americana, de envolvidos nos esquemas de corrupção na Petrobras e da Fifa. A afirmação é do ex-presidente do Superior Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa, que participou nesta quarta-feira, do 10º Siac – Seminário Internacional da Acrefi.

 
Barbosa lamentou o fato de o Brasil ser signatário da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) num acordo para evitar corrupção entre empresas e o governo brasileiro ainda titubear nestas práticas. “A tolerância à corrupção pode causar danos aos investidores. A falta de ética pode ser deletéria na formação de preços, encarecendo-os, desde o mais simples aos supérfluos”, disse.

Leia também:  Defesa de Paes usa tese de Flávio Bolsonaro para pedir foro especial

Quanto ao Brasil, disse Barbosa, há uma preocupação generalizada com a confusão que se faz no País entre o público e o privado. Para ele, a chave para a solução são mais mecanismos de controle e transparência.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

35 comentários

  1. Petrobrás

    Pra mim a humilhação e idiotice já se concretizam com a simples existência desse julgamento lá! Onde um país submeteria a sua mais importante empresa ao julgamento de um outro?! Ainda mais um que tá de olho na maior descoberta dessa empresa: o préssal?!

  2. E o Dr. Joaquim como sendo o

    E o Dr. Joaquim como sendo o maior Jurista das Galáxias, deveria ser o “Patrono” do J.Havilla e do Marin, assim, estaríamos longe de tal humilhação…..rsrsrsrsrs.

  3. Formas de humilhação

    Embora ache que o Ministro Brabosa tenha algo de razão no seu comentário, até pela Inocência com que este episodio tem sido tratado (ver comentários diversos do André Araújo sobre o assunto), eu, pessoalmente, me senti bastante humilhado ao ver que um Ministro do STF comprou apartamento em Miami, de forma indecorosa e sonegando impostos.

    Sinto-me humilhado ao ver puxa-sacos tirar os sapatos para entrar nos EUA e, ainda, de apostar as suas expectativas de vida  no local desde onde somos diariamente explorados.

  4. O Brasil não será humilhado

    Nem o país nem a maioria dos brasileiros serão humilhados por quem quer que seja, porque ninguém humilha ninguém, só você pode sentir-se humilhado. O que não é o nosso caso. É, infelizmente para ele (Joaquim Barbosa), por ser visivel, público e nótorio que sofre de complexo de inferioridade. Apesar de chegar ao cargo mais importante do poder judiciário, não conseguiu deixar de ser um reles capitão do mato. Muito pelo contrário, reafirmou esta condição. Para mim é um ser humano digno de pena.

    • na naina NÃO

      O que o Andy sempre fala é que o Brasil deveria ter uma atitude soberana. Deixar de sabugice. Andy tem muitos defeitos , mas seus acertos são notáveis.

  5. Seríamos humilhados se

    Seríamos humilhados se fossemos representados por ele.

    Um cidadão que  enquanto era ministro  do Supremo,  utilizou-se de meios escusos para adquirir propriedade em Miami, e fazer excurções na Europa a custa do erário.

    Luciana Mota

  6. Há algo mais que se pode

    Há algo mais que se pode dizer de JB. Quem corrompeu a teoria do domínio do fato para condenar réus por suspeita não deveria ficar dando pitacos sobre o que o Brasil faz ou não contra a corrupção. 

  7. JB, agora como ilustre

    JB, agora como ilustre cidadão patriot act à brasileira, alerta e escandaliza o país, para mais um legado/logrado do Petrolão do lulopetismo, quando então, no poder imperial de mando & desmando, isto é, para nenhum juiz federal de comarca americana, estilo durão juiz stanley sporkin, bater de frente com seu malhete de madeira e repreender a nobre corte tribunícia do caso em julgamento: “O povo americano contra PETROBRAS”: 

    “Vocês não irão apelar para a ignorância neste tribunal!”

  8. Uma humilhação para o Brasil,

    Uma humilhação para o Brasil, de que agora o ex-batman e justiceiro-mor da mídia canalha e golpista se esquece, é o julgamento de exceção, imposto a réus da AP-470, que tinham direito a duplo grau de jurisdição e que foram julgados e condenados pelo STF, na época presidido por joaquim barbosa; portanto sem direito a recurso e sem ter a quem apelar. Para condenar José Dirceu, JB contrabandeou um teoria alemã (a do domínio do fato), mesmo com a desautorização e desaprovação de um dos criadores, Claus Roxin, de que ela não era aplicável a casos como os julgados naquela ação penal. Os colegas de côrte de JB usaram argumentos patéticos para condenar o ex-ministro da Casa Civil: Luiz Fux, em seu voto, proferiu a pérola “Vou condenar José Dirceu por que ele não provou sua inocência”, o que é um escárnio e um estupro à Constituição Federal (da qual o STF deveria ser guardião); Rosa Weber (que não tem competência ou experiência na área penal) se limitou a ler o voto redigido pelo então juiz auxiliar (sérgio fernando moro) que para ela escrevia as sentenças “Não tenho provas contra José Dirceu, mas a literatura jurídica me permite condená-lo”. Para levar adiante o embuste, JB omitiu da defesa dos réus as informações contidas no inquérito 2474 da PF, as quais poderiam ser usadas pela defesa para derrubar nos argumentos usados pela acusação e pela côrte  para condená-los.

    Humilhação é o MP brasileiro, pago com dinheiro o público brasileiro, portanto nosso, servir a outro país (os EUA), fornecendo às autoridades de lá informações e cooperação que aquele país está usando para processar uma empresa cujo acionista majoritário e controlador é o governo (parte do Estado) brasileiro, no caso a Petrobrás, o que poderá resultar em multa e prejuízo bilionários ao Brasil. Humilhação é ver os procuradores do MP caninamente se dirigirem aos EUA e de lá receberem ordens para investigar,  denunciar e prender o presidente licenciado da Eletronuclear, vice-almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, coordenador do Programa Nuclear Brasileiro e responsável pelo desenvolvimento das ultra-centrífugas para enriquecimento de urânio (tecnolgia mais barata e eficiente, que o Brasil detém com exclusividade). Isso, sim, senhor Joaquim Barbosa, é uma verdadeira humilhação para o Brasil.

    Mais uma vez, joaquim barbosa perdeu a oportunidade de ficar calado.

  9. Contribuiu muito…
    O

    Contribuiu muito…

    O pastiche do dominio do fato é contribuição dele a Humanidade!

    Valorizou o nosso judiciário quando aumentou a dozimetria dos réus do mensalão por conta própria – justiceiro da elite!

  10. O que é a ACREFI? Pois se é o

    O que é a ACREFI? Pois se é o que estou pensando, o submisso JB está tratando  e defendendo  assuntos de interesses financeiros de outros, não os nossos. Virou uma alma penada, o dr. Joaquim, sem importância nenhuma.

  11. Já foi

    Será não barbosão, já foi, quando sua (ou seria vossa excelência?) presidiu o STF transformando-o num tribunal da casa da mãe joana, para atender os anseios dos tucanos, dos marinhos e de  outros. Os holofotes o deslumbraram tanto que até hoje, depois de uma aposentadoria um tanto quanto nebulosa,  continuas ainda na ânsia de estar sob suas luzes.

  12. Alguém tem que avisar

    para o capitão do mato que ele já é carta fora do baralho da elite branca, pois ele fez um bom serviço para a casa grande.

     

  13. Se passar vergonha significar

    Se passar vergonha significar prender toda a turma do PSDB, pela primeira vez ficarei feliz em passar vergonha.

    Vou “morrer de vegonha” quando ver Aécio, Serra, FHC e seus asseclas serem esculachados pelos americanos.

    Não morro de amores pelos americanos, mas se isso acontecer, vou comprar uma bandeira americana e hastear no terraço aqui de casa.

    Viva a America !

  14. Uma humilhação para o Brasil,

    Uma humilhação para o Brasil, de que agora o ex-batman e justiceiro-mor da mídia canalha e golpista se esquece, é o julgamento de exceção, imposto a réus da AP-470, que tinham direito a duplo grau de jurisdição e que foram julgados e condenados pelo STF, na época presidido por joaquim barbosa; portanto sem direito a recurso e sem ter a quem apelar. Para condenar José Dirceu, JB contrabandeou um teoria alemã (a do domínio do fato), mesmo com a desautorização e desaprovação de um dos criadores, Claus Roxin, de que ela não era aplicável a casos como os julgados naquela ação penal. Os colegas de côrte de JB usaram argumentos patéticos para condenar o ex-ministro da Casa Civil: Luiz Fux, em seu voto, proferiu a pérola “Vou condenar José Dirceu por que ele não provou sua inocência”, o que é um escárnio e um estupro à Constituição Federal (da qual o STF deveria ser guardião); Rosa Weber (que não tem competência ou experiência na área penal) se limitou a ler o voto redigido pelo então juiz auxiliar (sérgio fernando moro) que para ela escrevia as sentenças “Não tenho provas contra José Dirceu, mas a literatura jurídica me permite condená-lo”. Para levar adiante o embuste, JB omitiu da defesa dos réus as informações contidas no inquérito 2474 da PF, as quais poderiam ser usadas pela defesa para derrubar nos argumentos usados pela acusação e pela côrte  para condená-los.

    Humilhação é o MP brasileiro, pago com dinheiro o público brasileiro, portanto nosso, servir a outro país (os EUA), fornecendo às autoridades de lá informações e cooperação que aquele país está usando para processar uma empresa cujo acionista majoritário e controlador é o governo (parte do Estado) brasileiro, no caso a Petrobrás, o que poderá resultar em multa e prejuízo bilionários ao Brasil. Humilhação é ver os procuradores do MP caninamente se dirigirem aos EUA e de lá receberem ordens para investigar,  denunciar e prender o presidente licenciado da Eletronuclear, vice-almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, coordenador do Programa Nuclear Brasileiro e responsável pelo desenvolvimento das ultra-centrífugas para enriquecimento de urânio (tecnolgia mais barata e eficiente, que o Brasil detém com exclusividade). Isso, sim, senhor Joaquim Barbosa, é uma verdadeira humilhação para o Brasil.

    Mais uma vez, joaquim barbosa perdeu a oportunidade de ficar calado.

  15. Com Toda a Razão…COMO SEMPRE!!!!

    Mais uma vergonha para um país onde a vergonha na cara anda cada vez mais escassa. JB, como sempre, coberto de verdade e razão.

    Mas, dizer o que de um pais que tem em seu esporte nacional um outro antro de ladrões. Só mesmo o FBI para colocar o ex-presidente da CBF no lugar que lhe cabe. VERGONHA.

    VERGONHA….o atual presidente da CBF não vai ao Paraguai com medo de ter o mesmo destino de seu antecessor. VERGONHA.

    VERGONHA…quando TODO brasileiro que a possui sabe muito bem que a pessoa que atualmente posa para fotos como presidente da república era MINISTRA DE MINAS E ENERGIA e PRESIDENTE DO CONSELHO DA PETROBRAS…VERGONHA….

    VERGONHA…quando esta mesma pessoa diz a Nação brasileira que NADA DESTES ESCÂNDALOS tem a ver com seu governo…huuuuummmmmmm…..MUITA, MUITA VERGONHA…

    Eu nem vou falar que o governo do meu país vai ajudar a LAVAR o dinheiro sujo dos que o dilapidam…VERGONHA….

    Bom, eu vou ficar só com a primeira e a última frase do clássico do Ultraje a Rigor…

    “A gente não sabemos escolher presidente…

    A gente joga bola e não consegue ganhar

    Inútil!…”
     

    • Tá bem, seu com vergonha,

      então nos informe por que a atual Presidenta e ex ministra das Minas e Energia tem responsabilidade sobre os desvios da Petrobrás. Vou te contar só uma historinha. Se em buteco sócio rouba e ninguém fica sabendo, imagina em uma administração federal. A não ser em casos de privatização onde o presidente tem total responsabilidade, em compras de diretoria de uma estatal S.A. cpmp a Petrobrás, somente com muita investigação a partir de indícios. Do contrário, ninguém fica sabendo. E se tu não sabes disoo, vais te informar. E se sabes, és somente mais um papagaio da mídia golpista.

    • Vergonha!

      Fiquei curioso em saber em quem o envergonhado votou lá no Ceará. Mas aposto minhas fichas que anulou para governador, e ajudou a eleger Tasso Jereissati. Existe o coxinha de botequim. Mas esse é um coxinha de Buffet, vem embalado em boa formação acadêmica, e profissional. Parece!

  16. O caso do Barbosa é o mesmo
    O caso do Barbosa é o mesmo do Elvis: “Barbosa não morreu”. Love me tender, love me true….

  17.  
    Vergonha e humilhação é ter

     

    Vergonha e humilhação é ter um cabra como joaquim barbosa, e tantos outros vira-latas locais, incançáveis na arte de balançar o rabo para agradar governos brancos, e de olhos azuis anglo-americano.

    Vai procurar o que fazer na terra de merda que escolheu pra gastar o que ganhou aqui no Brasil. País que não merecia abrigar cabras tão ordinários e capachos como vocês, tucanos e aderentes.

    Orlando

  18. Humilhação?

     

    Não! 

    O que estamos vendo é só mais um CRIME, entre muitos, que o MPF do Brasil comete contra o povo Brasileiro.

    Em qualquer país do mundo, um procurador ou procuradores que enviassem para um governo estrangeiro, documentos, para que esse governo estrangeiro processasse uma empresa ESTATAL, do povo, já teria sido preso imediatamente.

    Aqui no Brasil, patetas travestidos de “justiça”, idiotas entreguistas, metidos a “jornalistas”, aplaudem a irresponsabilidade, o crime, que esses senhores comentem contra o povo que lhes paga o salário.

     

  19. Ele deve estar sabendo isso

    Ele deve estar sabendo isso através dos seus contatos da CIA, afinal ele prestou relevantes serviços para a agência..

  20. Vergonha alheia

    Do imóvel nos EUA à sua fala, um tanto quanto colonizada, o Senhor Barbosa dá exemplo lapidar do significado de ser portador do “Complexo da Vira-Latas”. 

     

     

     

     

  21. Algo estranho

    Na minha opinião, tem algo estranho, quando qualquer jurista ou intelectual brasileiro idolatra o sistema judicial dos EUA, para mim um dos mais corrompidos do mundo*. Traz a impressão de uma visão colonizada, de olhar o exterior como superior, e por isso a vergonha da condição nacional. Algo que me traz a sensação de algum tipo de complexo de inferioridade. “O que será que eles vão pensar de nós?” ou coisa parecida. Para mim, o que importa é o que NÒS vamos pensar de nós mesmos, com nossa tão grande falta de patriotismo e esse complexo de vira-latas que vem da época de nossa colonização de exploração, escravocrata, predatória e latifundiária. Essas sim, as nossas vergonhas atávicas, que parecem hoje mais fortes do que nunca, num contexto crescente de fascismo e de discurso de ódio, que o Judiciário, aliás, deveria, sem pusilanimidade, reprimir, prevenir, evitar, e NUNCA incentivar. Na História desse país, justo quando tentamos nos afastar dessa origem histórica deprimente, as elites choram e rangem os dentes. Vejam Dom Pedro II e a Princesa Isabel. Um ano depois de abolirem a escravidão sofreram impeachment. Muito antes de Getúlio Vargas ou João Goulart. Essa é a nossa humilhação mais forte: a marca colonial. Quanto ao julgamento do caso da Petrobrás nos EUA, deve se repetir o mesmo caso do julgamento do Barão de Mauá contra os Rotchild no século XIX: o judiciário brasileiro abriu caminho para o judiciário inglês. Advinhem quem ganhou e quem perdeu…

    * Sobre a corrupção -no sentido de apodrecimento- no sistema judicial dos EUA, leiam “O Inocente”, de John Grisham, que enfoca bem os riscos das delações premiadas.

  22. Joaquim Barbosa……Joaquim

    Joaquim Barbosa……Joaquim Barbosa……Joaquim Barbosa…..esse nome não me é estranho……Tenho quase certeza que já li ou ouvi falar dele nesses últimos anos. Vou recorrer ao “papai sabe-tudo” Google depois retorno.

    …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

    Voltei para dizer que minha busca deu positiva. Esse cidadão foi ministro do STF, indicado por Lula, e nessa função se destacou por:

    1) Estrelar “arranca-rabos” homéricos com seus colegas, em especial com Gilmar “odeio o PT” Mendes. Chegaram a tirar os grampos várias vezes. Só no julgamento do mensalão normalizaram as relações em virtude do objetivo comum. 

    2) Como adiantado em “1”, foi relator da Ação 470, vulgo mensalão, onde se destacou pelo perfil que faria morrer de inveja Torquemada e Roland Freisler.

    3) Protagonizou alguns episódios considerados, no mínimo, constrangedores envolvendo magistrados, imprensa(mandou repórter catar no lixo), OAB etc etc etc etc………..Sem esquecer a ainda nebulosa compra de um apartamento em Miami. 

    4) Seu grand finale foi o “carão” que passou nos ministros(oito) que votaram contra seu parecer quando das apelações dos réus da AP 470. Para “a cidade e o mundo” (e para os noticiários da TV. claro) externou sua indignação e proclamou sua solidão como o herói que tentou salvar o país das garras dos mensaleiros. Solidão que se acaba quando surge o Dr. Moro. 

    Depois da ad hominem vamos para o tema do post.

    Vergonha por quê? Vergonha mesma é essa sabujice da lavra do ex-batman. Todos os países do mundo, TODOS, lidam com corrupção. Não é monopólio do Brasil. 

    Mente o Dr. Joaquim ao afirmar que o país titubeia no combate a esse mal. Temos legislação avançada, estruturas e governanças inéditas. Nunca se investigou, prendeu, julgou e condenou tanto nessa seara. 

    Realmente a confusão entre público e privado é grande. Até um ministro do Supremo usou como referência para ultimar negócios privados um imóvel da União. Será que o Dr. Joaquim sabe dessa estória? 
    Sabe nada!

     

     

  23. Humilhação perante os yankees??

    O escambau !!!

    Essa escória do mundo que fez o que fez com o  Brasil nos tempos da ditadura não tem moral prá julgar nem briga de galo, quanto mais  um grande player internacional que é o caso da Petrobrás.

     

  24. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome