Cármen Lúcia impede investigação contra Moro por obstruir operação hacker

"Do que consta, houve apenas informação a determinadas autoridades públicas no sentido de que teriam sido elas também vítimas do crime investigado”, escreveu Raquel Dodge

Jornal GGN – A ministra do Supremo Tribunal Federal Cámen Lúcia determinou o arquivamento do pedido de abertura de investigação criminal contra Sergio Moro, por obstrução da Operação Spoofing, que prendeu 4 hackers suspeitos de invasão em celular de autoridades.

Moro falou com agentes que teriam sido interceptados e prometeu, de acordo com o presidente do STJ João Otávio Noronha, “descartar” as mensagens de Telegram que citava a referida vítima.

[O GGN prepara uma série de vídeos para mostrar a interferência dos EUA na Lava Jato. Quer ser nosso aliado nessa causa? Clique aqui]

Os petistas Humberto Costa, Gleisi Hoffmann, Paulo Pimenta apresentaram pedido de investigação por crimes de abuso de autoridade, violação de sigilo funcional e supressão de documento.

Ele alegaram ao STF que Moro usou o cargo de ministro da Justiça, com ascendência sobre a Polícia Federal para “benefício próprio”.

Quando os hackers da operação Spoofing foram presos, a PF estava cautelosa quanto à ligação deles com o dossiê do Intercept – até hoje esse suposto vínculo não foi provado com elementos cabais diante da opinião pública.

Mas Moro disparou no Twitter que eles seriam a causa dos vazamentos “criminosos” ao Intercept. Horas depois, ele vazou a informação de que Jair Bolsonaro havia sido alvo dos hackers.

Em manifestação ao Supremo, a PGR defendeu que não há elementos que indicam que Moro tenha obtido conhecimento dos dados obtidos pelos hackers.

“Do que consta, houve apenas informação a determinadas autoridades públicas no sentido de que teriam sido elas também vítimas do crime investigado”, escreveu Raquel Dodge.

Cármen Lúcia acolheu a manifestação.

5 comentários

  1. Ela o disse antes ou depois de um pedaco de bosta lhe despencar do nariz?

    Era “dia sim”ou “dia nao” de Moro???

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome