CNJ abre processo para apurar ida de Moro ao governo Bolsonaro

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) abriu um processo para apurar a ida de Sergio Moro para o Ministério da Justiça do governo Bolsonaro. Contra as circunstância da decisão do juiz da Lava Jato, o CNJ recebeu 3 pedidos de investigação: um de civil, outro da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia e um terceiro do PT.

Moro, em vez de pedir exoneração do cargo, está desfrutando de férias acumuladas enquanto planeja sua empreitada política, contrariando a Lei Orgânica da Magistratura, que proíbe atividades políticas e partidárias a magistrados.

Segundo a Agência Brasil, o corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, instaurou o pedido de providências na sexta (9) e deu 15 dias para que Moro esclareça questionamentos feitos ao CNJ. Além da permanência no cargo enquanto atua no gabinete de transição, Moro também tomou durante a disputa eleitoral decisões que, na visão dos reclamantes, influenciaram o pleito.

Nesta semana, a jornalista Mônica Bergamo afirmou que outras reclamações contra Moro serão apreciada em breve pelo CNJ. Entre elas, a que aborda o vazamento de conversa entre Lula e a então presidente Dilma Rousseff, a respeito da posse na Casa Civil.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  MPF volta a investigar empresas financiadoras da ditadura militar

7 comentários

  1. $ Moro fala demais porque tem que esconder
    Quem tem mais do que precisa quase sempre se convence que nao tem o bastante e, no causo do $ Moro fala demais para tentar sua parcialidade e arbitrariedades publicas e notorias ate por ratos de inteligencia media classe

  2. cnj apurar moro no governo
    O cnj não passa de um sindicato dos juizes. Apurar o quê? Como piada essa é boa.

  3. A questão realmente importante……….

    é se o processo ou processos, terão suas decisoes finais em que dia da semana…………se for segunda, terça, quinta ou sexta, vai acabar em pizza……ja se for quarta ou sabado, acaba em feijoada……..

  4. Não adianta reclamar de

    Não adianta reclamar de Sérgio Moro ao CNJ. Aquele cabide de emprego de luxo já funciona como um Sindicato do Crime desde que não puniu imediatamente o nóia da Justica Federal quando ele grampeou a presidenta Dilma Rousseff e liberou o áudio para a Rede Globo usar contra Lula.

  5. Moro devia recusar o convite do Bostonaro
    O $ergio Moro devia ter recusado o convite do $ergio Moro nao tanto por ter condenado o Lula quando ele tentava ajudar os tucanos, tornando Lula inelegivel aa revelia de provas, mas por ter beneficiado o Bostonaro e prejudicado o Haddad, vazando delacao sem provas.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome