Com direito a trabalho externo, José Dirceu deixa presídio da Papuda

Jornal GGN – O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e ex-deputado Valdemar Costa Neto, apenados no processo do mensalão, foram transferidos do Presídio da Papuda para o Centro de Progressão Penitenciária (CCP).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, a mudança para o local destinado a presos que têm autorização de trabalho externo ocorreu por volta das 14h dessa quarta-feira (2).

Condenado a 7 anos e 11 meses de regime semiaberto, Dirceu, por determinação do Supremo Tribunal Federal, vai trabalhar na biblioteca do escritório de advocacia de José Gerardo Grossi, em Brasília. O apenado receberá salário de R$ 2,1 mil.

A autorização de trabalho externo foi cedida pela Suprema Corte na semana passada. Há alguns meses, o então presidente do STF, Joaquim Barbosa, havia rejeitado o pedido de Dirceu, alegando que ele deveria cumprir o mínimo de um sexto da pena para ter acesso ao benefício.

Delúbio dará expediente na sede de Central Única dos Trabalhadores (CUT), enquanto Costa Neto atuará na parte administrativa de um restaurante.

O pedido de transferência de centro penitenciário foi expedido pela juíza Leila Cury, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, na terça-feira (1), que vem substituindo o cargo do então indicado de Barbosa, Bruno Ribeiro.

A proposta de trabalho oferecida a José Dirceu já havia sido apreciada pela Seção Psicossocial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, além de também contar com o aval do Procurador Geral da República, Rodrigo Janot.

Leia também:  Dallagnol tem mais um processo administrativo suspenso no CNMP

De acordo com o blog do Lauro Jardim, interlocutores de Dirceu afirmaram que ele deve aproveitar o dia para cuidar dos “trâmites burocráticos” do novo trabalho. O jornalista ainda informa que o ex-ministro tentará ser “o mais discreto possível” nos próximos meses, de disputa eleitoral, para evitar problemas à sua entrada no regime aberto, por volta de agosto.

Leia abaixo, a decisão da VEP do Distrito Federal:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

26 comentários

    • Minha cara Maria Luisa, o

      Minha cara Maria Luisa, o Ministro Barbosa tinha muitos apoiadores na midia e na sociedade pela condenação dos reus do mensalão, não podemos nos iludir. MAS, após negar o direito de José Dirceu trabalhar, torcendo o que a Lei de Execuações Penais, asts.36 e 37, determinava, o reu condenado no semi-aberto cumpre desde o 1º dia  nesse regime não tem que cumprir 1/6 da pena em regime fechado, isso está EXPRESSO na lei, depois dessa decisão CONTRA A LEI, mesmo os apoiadores incondicionais do Ministro Barbosa pularam fora, exemplo de Merval Pereira. O Ministro aI nessa decisão mostrou um desequilibrio psicologico impossivel de aceitar, mesmo para quem até então o admirava. Para completar, revogou a permissão de trabalho externo para todos os reus que já estavam nesse regime.  Barbosa perdeu praticamente todo apoio na midia, era aberração demais. Para completar a obra, recusou-se a colocar em votação no plenario os recursos contra seus atos arbitrarios. Ficou isolado dentro e fora do tribunal. A renuncia era inevitavel.

      O chocante é ver que um Pais da importancia do Brasil teve na chefia de seu Judiciario tal personagem. Sua saida foi melancolica, não deixou saudades em nenhum dos circulos de operação do direito, uma unanimidade.

  1. Esses  deveriam fazer questão

    Esses  deveriam fazer questão para ficar na papuda enquanto Genoíno não tivesse o mesmo direito.

  2. Todo cuidado é pouco…

    Vão ficar monitorando Dirceu para apontar qualquer ato que possa prejudicá-lo. Estou preocupada com Genoíno, sem Dirceu por perto, em caso de emergência quem intercederá para pedido de socorro imediato. Ficará entregue às feras? Que Genoíno seja beneficiado com a prisão domiciliar. A essa altura, qualquer preso que necessite de atendimento médico, será atendido com maior rapidez do que Genoíno. Depois de toda essa triste novela, não há como confiar em mais ninguém. Temo pela vida de Genoíno! 

  3. quero saber quando…

    … os FARSANTES do stf vão anlisar o 2474 e demais PROVAS que o mensalão foi um MENTIRÃO.

    O resto para mim é conversa mole para coxinhas e reaças survar.

    Enquanto não libertarem TODOS os condenados da AP 470 o Brasil tem presos politicos SIM !

  4. Caro Nassif, é triste ver um

    Caro Nassif, é triste ver um cidadão, vítma de um tribunal de exceção, conseguir uma migalha, como trabalho externo. Porém, já é alguma coisa. Torço para que o Jenoino, pelo menos possa voltar pra casa.

  5. O povo ao longo da historia

    O povo ao longo da historia da humanidade sempre foi sábio com os seus pensamentos ou ditados.

    E este nunca foi tão verdadeiro ” Não há mal que sempre dure, e bem que nunca se acabe”

    Seja bem vindo José Dirceu, ao mundo que lhe foi injustamente retirado !

  6. Estamos felizes com o regime

    Estamos felizes com o regime semi-aberto de José Dirceu finalmente ter sido implantado, depois de mais de 7 meses de prisão ilegal e arbitrária. Mas, estamos longe de justiça, considerando que ele nem devia ter sido julgado, quanto mais pelo stf, e condenado por voluntarismo de uns, conivência de outros e literatura “permissiva”. Espero que, no tempo oportuno, Dirceu e os demais recorram às cortes internacionais e consigam um julgamento – se necessário – minimamente justo e decente.

    De qq forma, bem-vindo, Dirceu!

    • Acho que foi um tiro no pé,

      Acho que foi um tiro no pé, A.A., a militância de JD cresceu/fortaleceu barbaridade por conta desse pigmeu. A gente pode ter feito tudo errado ( e, se erramos, vamos consertar ) mas o fato é que o tamanho de JD ficou evidente e o de seus desafetos ” amigos”, tb. Os adversários estavam cumprindo o seu papel. A cabeça de JD foi encomendada ao STF que a entregou sem qq constrangimento a adversários, infinitamente menores que ele. É óbvio que não poderia dar certo. Eles não sabiam quem tentavam aniquillar mas toda a militância sabia por quem lutava. Tá tudo bem. JD é um republicano e volta duzentas vezes maior do que antes. Aproveito para agradecer todo o apoio que vc nos deu ao longo desse julgamento.

  7. Oi Dirceu! você estava

    Oi Dirceu! você estava fazendo falta. Seja bem-vindo. Sonho com o dia em que poderá “botar a boca no mundo”. Aí, coitada da mídia brasileira. Esse dia chegará.

    • JD, nunca vai fazer isso

      JD, nunca vai fazer isso edna… nunca fez… e tá tudo bem. Fez mesmo, muita falta mas está aí; não ” plenamente” mas já bem mais perto da militância do que esteve nos últimos sete meses e meio. O que importa é que temos nosso comando, de volta. Vamos torcer para Genoíno conseguir antecipar sua saída para o aberto e voltar ao “normal”.

    • Descasca esta Zanchetta!

      Não teve coragem de aparecer para dar seus “construtivos comentários”? Tá parecendo um dos cavaleiros do apocalipse. “Era crítica construtiva”.

      Ex-chefe da missão brasileira do FMI diz que Fundo temeu colapso do Real em 1999

      Enviado por Pedro Penido dos Anjos

      Do O Globo

      FMI: O socorro que correu risco Teresa Ter-Minassian, ex-chefe da missão no Brasil, diz que Fundo temeu colapso do Plano Real em 1999 por Flávia Barbosa (Correspondente) WASHINGTON – A insistência da equipe econômica em manter a âncora cambial do Plano Real e a resistência do Banco Central (BC) à cooperação com o Fundo Monetário Internacional (FMI) quase custaram ao Brasil as duas etapas do socorro coordenado pelo Fundo, em novembro de 1998 e fevereiro de 1999, disse ao GLOBO a economista Teresa Ter-Minassian, chefe da missão brasileira do FMI entre 1997 e 2001. Os pacotes, que ela negociou com o então ministro da Fazenda, Pedro Malan, e os ex-presidentes do BC Gustavo Franco e Chico Lopes, foram essenciais para evitar o contágio irreversível da crise russa após a reeleição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o impacto da maxidesvalorização da moeda dois meses depois, salvando a economia do calote e da desestabilização. O momento mais tenso foi o anúncio por Lopes do novo intervalo de flutuação administrada do câmbio, a banda diagonal endógena, em 13 de janeiro de 1999. Teresa Ter-Minassian foi avisada duas horas antes. Sem convencer a equipe econômica a adiar a mudança, que considerava desastrosa, teve que dizer à diretoria do FMI, “pela primeira vez na vida”, que os técnicos não tinham como apoiar a medida, o que inviabilizava nova ajuda. — Foi um choque. A equipe do FMI não está acostumada com esse tratamento. Somos parceiros. Não se toma uma decisão dessa natureza, fundamental à estrutura do programa (em vigor desde novembro), sem consultar-nos e informando duas horas antes, por telefone. Ninguém veio a Washington, e não foi o presidente do BC que me ligou, acho que foi um vice. Não tinha como manter consciência profissional se dissesse à diretoria que aquilo era bom. A medida iria, como fez, desestabilizar expectativas e precipitar uma crise com os mercados. Há um certo ressentimento no relato da negociadora, que se empenhou junto à diretoria, ao lado do vice-diretor-gerente do FMI à época, Stanley Fischer, para que a primeira ajuda ao Brasil fosse aprovada. Os EUA e países europeus se opunham a avalizar o pacote sem que o Brasil deixasse o câmbio flutuar, o que a equipe econômica descartava, por resistência de Gustavo Franco e seu então diretor de Política Monetária, Chico Lopes, diz Teresa.

       

  8. Finalmente é feita um

    Finalmente é feita um pouquinho, um pingo justiça em relação a José Dirceu. Mas, da forma como ele tem sido perseguido, mil vezes mais que qualquer outro, talvez pelo que representou a mais nos governos petistas, enfim, nada nos garante que o homem ainda tenha que sofrer pelas mentiras plantadas impiedosamente pelos adversários petistas, sobretudo aqueles que sentem ódio no coração. 

     

  9. Início de jornada em plena terceira idade

    Uêba! Vamoquevamo…

    É só o começo. Há uma longa jornada à frente, mesmo para homens sexagenários como ZD e ZG. Mas somente para aqueles que recusam a aposentadoria, é claro!

  10. Veja bem….não é nenhuma

    Veja bem….não é nenhuma prerrogativa……é apenas cumprir o que determina a lei portanto, nem adianta vir com chororô…….. Dirceu e os outros, estão apenas exercendo um direito que lhes é garantido………só não rolou antes, pois o doidivanas quis mudar a lei…só isso!!!  Vamos ver se agora o STF sai das catacumbas, onde foi largado pelo Rei Sol!!! Imagina fazer isso com um dos maiores nomes da política brasileira!!  JB não chega nem aos pés de um Dirceu, Genoíno…. um Zé Mané que achou que era alguma coisa…só porque se tornou ministro do supremo, alias, graças ao partido que o próprio escorraçou!!  Foi tarde…..ele e toda sua pequenez e seu servilismo para com a mídia. Agora é mandar fazer uma sessão de descarrego lá no plenário…..banhar todo mundo no sal grosso……arejar o ambiente, pra tirar qualquer resquício do coisa ruim!!!

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome