Com diretoria ameaçada, Vale desautoriza advogado que negou culpa sobre Brumadinho

 
Jornal GGN – A Vale emitiu nota na tarde desta segunda (28) afirmando que “terceiros”, mesmo que sejam advogados contratados, não estão autorizados a falar em nome da empresa.
 
A decisão ocorre após o advogados Sergio Bermudes ter dito a uma colunista da Folha que a Vale não tem responsabilidade provada no desastre em Brumadinho e que, por isso, a diretoria se recusa a pedir o afastamento, como foi sugerido por Renan Calheiros na noite de domingo (27).
 
O presidente em exercício Hamilton Mourão afirmou que a sugestão do senador alagoano está em discussão no Comitê ministerial formado pelo governo para discutir a situação de Brumadinho.
 
Mourão disse, segundo O Globo, que não tem certeza de que o comitê possa fazer a recomendação pelo afastamento, mas que a ideia está na pauta do “grupo de crise”. “Vamos aguardar para ver quais são as linhas de ação que eles estão levantando”.
 
Mourão defendeu a punição exemplar da Vale, a começar por “onde dói mais”, que é na parte financeira. A empresa já teve mais de R$ 5 bilhões bloqueados para reparar os danos do rompimento da barragem da mina Córrego do Feijão. O acidente já deixou 60 mortos confirmados até esta segunda, além de centenas de desaparecidos.
 
Em nota, a Vale dise que “permanecerá contribuindo com todas as investigações para a apuração dos fatos e que esse é o foco de sua diretoria, juntamente com o apoio às famílias atingidas.”
 
“A Vale esclarece que não autorizou nem autoriza terceiros, inclusive advogados contratados, a falar em seu nome, afirmou, após a repercussão da declaração de Bermudes.
 
Em entrevista à Folha, Bermudes disse que somente “uma assembleia geral [dos acionistas da empresa] poderia afastar seus diretores. E eles não vão renunciar. A renúncia não ajudaria a companhia, perturbaria a continuidade das medidas que ela, do modo mais louvável, está tomando”. Para ele, “não cabe renúncia pois não se identificou dolo e muito menos culpa” dos executivos da Vale.
 
Bermudes ainda disse que “não há necessariamente um culpado, não há necessariamente culpa. Ou não haveria casos fortuitos ou ocasionados por motivos de força maior.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Defesa do governo Bolsonaro diz que não sabia da crise em Manaus

10 comentários

  1. Nassif;
    O Bermudes é figura

    Nassif;

    O Bermudes é figura conhecida, é patrão da companheira do Gilmar Mendes, e financiou a festa de casamento da filha do referido, e muitas outras festinhas.

    Este estupendo advogado não perde uma no “supremo”. Ele conhece o caminho das pedras.

    Tenho a certeza de que esta aparente “discordância” entre ele a a diretoria da vale é mutreta.

    O atual presidente da vale foi indicado pelo aécio, que por sua vez é amigo do gilmar, que é amigo do bermudes. É mole?

    Nosso poder judiciário é podre.

    Genaro

  2. A empresa é nossa, o trabalho

    A empresa é nossa, o trabalho é nosso, o lucro é nosso, os rejeitos fomos nós que fizemos, mas a responsabilidade não é nossa. 

  3. Os janotões emplumados,

    Os janotões emplumados, libélulas acostumadas a comandar missas

    quinzenais em apartamento próprios, não perdem a oportunidade

    de mostrarem a bunda gorda e branca, e por vezes expo-la a

    pontapés. Não era isso que se espera de quem diz ser leitor de

    Santo Agostinho. Este deve ter tido engulhos no túmulo onde jaz.

    A sordidez, quase sempre, vem de onde se espera..

  4. quadruple bottom line
    A demissão não deve ser da diretoria da Vale – mas do conselho de adminstração e da diretoria juridica da Vale – ja que o executivo implementa a estratégia definida pelo conselho. Tem Vale em tudo que faço, inclusive ao digitar, então a demissão do conselho e da diretoria juridica é o primeiro ato de mudança em direção ao consumismo responsavel, ambiental, social, cultural e economico.Mariana, ah Mariana…

  5. O problema não é a Diretoria, é a Vale
    O problema não é a Diretoria da Vale, mas a própria Vale. As Diretorias passam, a Vale e seu descaso com a vida permanecem.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome