Comissão de Direitos Humanos do Senado fará diligência na prisão de Lula

Patricia Faermann
Jornalista, pós-graduada em Estudos Internacionais pela Universidade do Chile, repórter de Política, Justiça e América Latina do GGN há 10 anos.
[email protected]


Foto: Senado
 
Jornal GGN – Por pressão da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), a Comissão de Direitos Humanos do Senado fará uma diligência na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba (PR) para verificar as condições do local onde está preso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
 
A visita foi aprovada pela Comissão nesta quarta-feira (11) e buscará analisar as condições do espaço relacionadas ao ex-presidente, na sala onde permanece, e também as dependências da Superintendência, aonde estão os demais presos.
 
A senadora líder do PCdoC no Senado pediu, em documento, “a realização de diligência à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, com a presença de membros desta digna Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, a fim de verificar as condições de encarceramento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos demais presos naquela sede”.
 
A presidente da Comissão, Regina Sousa (PT-PI), já assinou o ofício que será encaminhado à Justiça Federal do Paraná, comunicando a visita, na próxima terça-feira (17). Até o momento, a expectativa é que dez senadores devem realizar o procedimento de diligência.
 
Assinaram a intenção de participar os parlamentares Lindbergh Farias (PT-RJ), Ângela Portela (PDT-RR), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN), Telmário Mota (PTB-RR), Paulo Paim (PT-RS), Jorge Viana (PT-AC) e Paulo Rocha (PT-PA).
 
De acordo com nota da senadora, a visita está sendo conversada com a Polícia Federal e que os parlamentares é que devem arcar com as despesas. 
 
 
Patricia Faermann

Jornalista, pós-graduada em Estudos Internacionais pela Universidade do Chile, repórter de Política, Justiça e América Latina do GGN há 10 anos.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador