Wikileaks: como o DoJ preparou a Lava Jato e cooptou a Justiça brasileira, por Luis Nassif

Já havia elementos suficientes mostrando a preparação da Lava Jato pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos. O encontro da AJUFE despertou pesquisadores, que localizaram um telegrama, no Wikileaks, que descreve com previsão como começou a Lava Jato.

O próximo evento da AJUFE (Associação dos Juízes Federais), financiado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, é uma continuação do Projeto Pontes, que transformou definitivamente a Justiça e o Ministério Público Federal em instrumentos de disputas geopolíticas.

Já havia elementos suficientes mostrando a preparação da Lava Jato pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos. O encontro da AJUFE despertou pesquisadores, que localizaram um telegrama, no Wikileaks, que descreve com previsão como começou a Lava Jato.

De 4 a 9 de outubro de 2009, foi montado seminário similar no Rio de Janeiro, com o título “Crimes financeiros”, bancado pelo DoJ, com a participação de juízes e procuradores de cada um dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, mais de 50 policiais federais e mais de 30 procuradores, juizes e policiais estaduais. Participaram também membros do México, Costa Rica, Panamá, Argentina, Uruguai e Paraguai.Foi um seminário de uma semana, sob o álibi genérico de combate ao terrorismo.

Foi o primeiro evento do Projeto Pontes, cuja missão era consolidar o treinamento das polícias para a aplicação da lei bilateral. Cuidou-se de concentrar em trabalhos práticos, evitando os temas teóricos – que, aliás, poderiam enveredar por aspectos legais da cooperação.

Segundo a nota do Wikileaks, em geral as autoridades brasileiras preferiam termos mais genéricos, como “crimes transnacionais”, evitando qualquer referência ao terrorismo. Naquele ano, a conduta mudou. No telegrama da Wikileaks, anota-se o fato de que, ao contrário das reuniões com o Ministério das Relações Exteriores e da Justiça, onde se evitava o termo terrorismo, o público da conferência estava claramente interessado no tema.

Terrorismo, aliás, a palavra-chave para a cooperação internacional e, especialmente, para a parceria entre juízes e procuradores brasileiros com as áreas de segurança do governo americano – leia-se DHS e CIA.

Leia também:  STF começa a julgar parcialidade de Moro nesta sexta (16)

O treinamento foi amplo e prático, incluindo a preparação de testemunhas. Nas conclusões do seminário estava a necessidade de, no futuro, as investigações se basearem em forças tarefas, como maneira mais efetiva “de combater o terrorismo no Brasil”.

Segundo as avaliações do telegrama, o seminário demonstrou claramente que os juízes federais, promotores e outros profissionais da lei estavam menos preocupados com o campo minado político e “genuinamente interessados em aprender como melhor envolver o processo judicial na luta contra o terrorismo”.

Os dois conferencistas mencionados no telegrama foram o Ministro da Justiça Gilson Diap e o juiz paranaense Sérgio Moro. Dipp participou por desinformação; Moro por estar plenamente integrado ao Departamento de Justiça, por conta da parceria no caso Banestado. Nos debates, o tema principal versou sobre as sugestões dos brasileiros sobre como trabalhar melhor com os EUA.

Entre as diversas solicitações, pedia-se treinamento especial sobre a coleta de provas, interrogatórios e entrevistas, habilidades em tribunais e o modelo de força tarefa proativa, com a colaboração entre procuradores e as forças de segurança. Saía-se do campo estritamente penal, para o campo geopolítico.

Pediram conselhos, também, para mudar o código penal. Os americanos defenderam mudanças recentes no código, como a exigência do exame direto das testemunhas pela promotoria e pela defesa, não pelo juiz, e o uso de depoimentos ao vivo, em vez de declarações escritas. No entanto, dizia o telegrama, os brasileiros confessaram não saber como utilizar as novas ferramentas, mostrando-se ansiosos para aprender.

Os especialistas americanos notaram que o fato da lavagem de dinheiro já estar na alçada dos tribunais federais tornava mais eficaz o combate à corrupção de alto nível. “Consequentemente”, diz o telegrama, “há uma necessidade contínua de fornecer treinamento prático a juízes federais e estaduais brasileiros, promotores e agentes da lei com relação ao financiamento ilícito de condutas criminosas”.

Leia também:  Supremo é pressionado a soltar Lula por juristas e ex-ministros de 8 países

Sugeriu-se a preparação de um projeto piloto. Os locais ideais, dizia o telegrama seriam São Paulo, Campo Grande e Curitiba. Apresentou-se o desenho do piloto: “Forças-tarefa podem ser formadas e uma investigação real usada como base para o treinamento, que evoluiria sequencialmente da investigação até a apresentação e a conclusão do caso no tribunal”, diz o telegrama, corroborando a palestra de Kenneth Blanco, do DoJ, no Atlantic Council. ”Isso daria aos brasileiros uma experiência real de trabalho em uma força-tarefa proativa de financiamento ilícito de longo prazo e permitiria o acesso a especialistas dos EUA para orientação e apoio contínuos”.

A conclusão final do encontro é que o Projeto Pontes deveria continuar a reunir as forças de segurança americanas e brasileiras em diferentes locais, “para construir nossos relacionamentos e trocar boas práticas”. E concluía que, “para os esforços de combate ao terrorismo, esperamos usar a abertura que esta conferência proporcionou para direcionar o treinamento de forças-tarefa de financiamento ilícito em um grande centro urbano”.

Nos anos seguintes, DHS, DoJ e CIA forneceram informalmente os elementos centrais que permitiram ao juiz Sérgio Moro, a partir de Curitiba, conduzir uma denúncia de corrupção ocorrida no Rio de Janeiro, tendo como personagens centrais pessoas de Brasília e São Paulo. Conferiu a juízes e procuradores o “abra-te Sésamo”, a informação provinda dos serviços de espionagem eletrônica americano, que lhes garantiu poder, glória e um protagonismo político inédito.

A consequência foi a destruição de parte relevante da economia brasileira, desmonte do sistema político e das instituições democráticas, permitindo à Lava Jato se tornar sócia do poder, através de seu aliado Jair Bolsonaro. E jamais apareceu um terrorista de verdade para justificar a parceria. O então Ministro da Justiça Alexandre Moraes precisou inventar terroristas de Internet.

Leia também:  Dia do advogado, por Fábio de Oliveira Ribeiro

É inacreditável que um evento tão ostensivo como este tenha passado despercebido do governo Lula, na época, cego pelo sucesso que marcou seu último ano de governo.

Cable: 09BRASILIA1282-a

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

58 comentários

  1. E o ataque terrorista da nação mais terrorista do planeta, os EUA, continua disparando seus mísseis teleguiados, na figura do traidor Moro e seus comparsas.

  2. Há meio século ensinaram as polícias e os militares brasileiros a destratarem, machucarem, torturarem e matarem pessoas do povo.
    Agora ensinam a extrair o patrimônio, a soberania, a dignidade, os direitos e a esperança.
    Malditos sejam

  3. A justificativa dada por Sergio Moro para o início da investigação de corrupção na Petrobrás foi um automóvel dado por Youssef para Roberto Costa. Uma desculpa um tanto quanto esfarrapada já que Costa a época era ex-diretor da Petrobrás e prestava serviços de Assessoria. Como no turbilhão de informações Moro iria ligar um automóvel dado por Youssef a Costa para iniciar uma investigação de corrupção na Petrobrás. Por certo, ele já tinha muito mais dados e esse fato foi uma mera desculpa

  4. Acho um tanto quanto injusto se atribuir a Lula responsabilidade pela cooptação desses órgãos pelo EUA. Se alguém deve ser responsabilizado é ABIN. Nunca vi um órgão de inteligência tão inepto.

    • Caro Castro, não nos esqueçamos que a (nossa) abin, desde sempre, é a primeira a ser coonestada por convergência ideológica com os norte-americanos. Não existe alguém mais americanófilo que nossos miliquintos.

  5. Só atacaram a estrutura do estado brasileiro porque tinham certeza absoluta de que não seriam investigados ou incomodados pela imprensa dominante local, como realmente não foram

    o principal inimigo do Brasil também por usurpação de poder, não eleito

  6. Ingenuidade? Falta de compreensão dos conflitos geopolíticos? Em retrospecto, a nossa esquerda parece tola. Um bando de idiotas, que achavam que os Aécios e os Cunhas eram o problema.
    Lembro-me que aqui muitos diziam que era “teoria da conspiração”. Bem… conspirações existem.
    Mas deve haver uma explicação mais fundamentada; o que, afinal, explica a total incapacidade das nossas lideranças políticas de entender o que estava por vir?

  7. Mas vem cá…..essa vaza a jato não vai acabar não? O juiz só age se provocado, esse processo já acabou faz tempo, apenas não querem largar o osso……..falta coragem pra enterrar isso de vez….

  8. Fatos que comprovam o que já imaginávamos pois o imperialismo, em conluio com a elite daqui, por séculos tem executado um pacto. A elite quer acima de tudo evitar que ex-escravos ascendam socialmente conquistando o conhecimento. Por isto a elite busca acima de tudo impedir que o Brasil torne-se um dos paises mais ricos e poderosos do mundo, pois desta forma haveria risco de que parte da riqueza nacional melhorasse o poder aquisitivo do povo, que assim poderia ter acesso a uma educaçao de qualidade que fizesse-os perceber a perversidade da estrutura social e perceber quem sao os culpados por isto. O pt é ameaça a esse pacto de séculos entre elite e imperialismo para evitar que o Brasil desevolva-se plenamente. A lava jato destruiu totalmente a ideia de que através da política o país poderia evoluir, tentou provar que todo político
    é corrupto e nocivo ao país. Resultado: hoje policiais, pastores, e pessoas com uma mentalidade anti-democrática e violenta predominam no congresso (fascistas).Seu objetivo: atacar de todas formas quem lute por justiça social, vendo nos EUA a salvaguarda poderosa contra a esquerda e vendo o ultra-neoliberalismo e o autoritarismo como forma de realizarem o que querem: fazer com que o pobre sempre continue pobre , e impedir o desenvolvimento do paīs pra impedir o pobre de tornar-se classe média

  9. É inacreditável e revoltante como ao longo dos anos ,esse país “EUA” ao longo de vários governos exerceu e até o presente momento, continua agindo como uma espécie de poder paralelo em nosso país,uma sombra maldita que de forma sutil e calculista golpeia e invade o território alheio,envenenando suas instituições,economia e governos ,e consequentemente o seu povo ,sempre na busca de sua auto-afirmação e manutenção de potência imperial.

  10. A despeito da infantilidade política dos governos petistas nessa questão, eu gostaria de ressaltar que a autonomia administrativa e independência funcional conferidas ao judiciário e ao MP são o erro mais grave cometido pela nossa legislação. Nesse sentido, o CNJ é o portão (porta é pouco) por onde entram a maioria dessas “parcerias”. Autonomia e independência deveriam ser da atividade judicial stricto sensu. O CNJ vem impondo práticas estadunidenses em diferentes materiais, até na infância e juventude; tudo na base do copia e cola (Moro especisliziu-se nisso). Juízes e promotores brasileiros, seletivos como são, adoram copiar dos EUA o que lhes traz vantagens e poder, nunca o que lhes tiraria poder, como por exemplo a subordinação do MP ao Executivo. Duas instituições sem nenhum controle social do povo brasileiro, mas sob o controle do velho tio Sam.

  11. Brasil volta à condição de Colônia.
    EEUU, a Matriz, nos impõem alinhamento com Israel, em claro desrespeito às nossas tradições diplomaticas e às decisoes da ONU.
    O nordestino de baixa escolaridade e “analfabeto” foi substituido por um Capitão burro, analfabeto e apátrida.

  12. O marreco de Maringá, sempre ele, um traidor da pátria que se fosse nos EUA, país a que serve como vassalo, estaria Na cadeia.

  13. O marreco de Maringá, sempre ele, um traidor da pátria que se fosse nos EUA, país a que serve como vassalo, estaria Na cadeia.

  14. Olhar o passado prá entender o presente e ver o que virá no futuro. Eu já tinha cantado essa bola há tempos. Já vinha observando os movimentos pelo mundo TODOS utilizando massivamente as mídias digitais, orquestradas demais prá não ter alguém por trás. E vieram a primavera árabe, os protestos na Ucrânia, ocuppy wall street, os black block no Brasil e, claro, o que ocorreu aqui na época do regime militar. Tinha certeza que havia um Dna comum: o DoJ e a CIA. A história se repete em ciclos, os atores são os mesmos.

  15. Combate a corrupção, corrompendo a justiça e exército dos outros países, como são bonzinhos esses gringos!
    Maior orçamento para guerra do mundo tem quê ser alimentado, pela pirataria dos gringos!

  16. A reportagem fala por si só. Quero ajudar a esclarecer um fato : ficamos encaquifados porque a turma da lavajato está tao empenhada em gerenciar verbas. Mais uma cópia da desfaçatez americana. É o intuito de promover asseclas, transcendendo sua competência.
    Abaixo vigorosamente esses puxa sacos.

  17. Quem destruiu a economia brasileira foram os políticos ladrões, da esquerda à direita, que, para justificar seus atos espúrios e imorais, inventam teorias de conspiração e tentam desacreditar o Judiciário a qualquer custo.

  18. Tá. Agora conta uma novidade. Acrescento algumas observações:
    1. Só não viu isso quem é muito tapado;
    2. O PRIMEIRO a dizer que a Lava Jato era uma operação de Guerra Híbrida foi o saudoso prof Luiz Alberto Moniz Bandeira. Isso em 2014, alguns meses depois dessa m**** aparecer;
    3. O SEGUNDO a dizer que a Lava Jato era uma operação de Guerra Híbrida foi o Pepe Escobar, que confirmou tudo o que disse o prof Moniz Bandeira;
    4. Será que na esquerda só tem idiotas que não viram o perigo da Lava Jato? Por maior que seja minha simpatia pelo Lula e pelo PT não posso deixar de notar que eles tem rompantes de ingenuidade que me deixam pasmo;
    5. Tá na hora da esquerda entrar em contato com um especialista em estratégia política. Não professores imbecis de faculdades. Chegou a hora de chutar esses idiotas que só sabem recitar teses e chamar um cara que saca mesmo da coisa. Recomendo o Rui Costa Pimenta, o ÚNICO analista política que sabe o que fala. Perto RCP todos os outros são burros analfabetos;
    6. Passou da hora de escutar um estrategista em comunicação. Sugiro o Wilson Ferreira, como o RCP é um dos poucos que sabe o que fala.
    Bom, Nassif e leitores, perdoem meu desabafo, mas cansei de ver tanta estupidez da esquerda. Uma estupidez que podia ser evitada se escutassem os caras “certos”, ou seja, gente que manja do riscado. E a esquerda tem esse tipo de gente. Só falta a humildade de escutá-los.

    • Ninguém entende totalmente de tudo e poucos têm a percepção do todo.
      Lula foi bem sucedido porque soube trilhar o caminho do meio, mas nada bom dura muito.
      Quando se pensa o bem estar coletivo a primeira medida é melhorar as instituições que servem ao povo.
      Não se pode culpar o que se fez de certo somente porque, usurpado, teve um destino errado. Seria como culpar o inventor da faca por todas as mortes a facadas.
      Lula e Dilma reordenaram o serviço público, fortaleceram as instituições, equiparam a polícia federal, a justiça federal, o ministério público, as procuradorias, os órgãos arrecadadores, cuidou de tudo e de todos além da medida de todos os governos anteriores juntos.
      O problema é que o governo estava dando certo demais.
      Criar cizânia, instaurar o descontentamento, reforçar divisões sociais e iniciar ataques às instituições seria o primeiro passo.
      Depois, ir pouco a pouco enfraquecendo os poderes, colocando-os em conflito com o forte apoio da mídia que constrói e destrói reputações conforme o interesse do capital, até criar-se o caos. Existe orientação escrita para essas práticas que, aliás, são antiquíssimas.
      É a doutrina do choque

      – ” — Kubark Counterintelligence Interrogation, manual da CIA, 1963
      Tive a honra e o prazer de traduzir um dos livros mais impressionantes que li na vida — A Doutrina do Choque. Ascensão do capitalismo de desastre, de Naomi Klein. Sua tese principal, resultante de uma pesquisa meticulosa acerca dos últimos 40 anos de expansão capitalista, é a de que, aproveitando as circunstâncias traumáticas que cercam a ocorrência de choques e desastres, naturais (tsunamis) ou provocados (golpes de Estado), o grande capital consegue se tornar dominante e hegemônico onde antes não existia ou enfrentava barreiras e obstáculos. ”
      https://faltahistoria.com.br/2016/03/21/a-doutrina-do-choque/

    • ..

      exato.
      por isso a primeira ação deles foi neutralizar o Zé Dirceu.
      o único provido de desconfiol.

      aliás foi a denúncia contundente que ele dirceu fazia aos poderes dos procuradores que precipitou sua queda.

      aí foi fácil.
      um de cada vez.
      até chegar ao Lula ao golpe esse desastre todo aí.

      perdemos a guerra.
      e uns e outros por aí..
      nem sabem que ela aconteceu.
      ou fazem questão de ignorar.

      autocrítica meus amigos autocrítica.
      a hora é agora.
      ou nunca.

      ..

    • Nassif tem razão. “Chutaram a escada do Brasil” na cara dura……Celso Amorim, Abin, Marco Aurélio Garcia ( falecido), Samuel P. Guimarães, etc… foram muito mal. Dilma então ??? Nem se fala. Desde 2012 sabiam, e nada fizeram…..

  19. Como sempre a palavra final do Nassif é uma crítica ao PT e diretamente ao Lula. Agora que tudo aconteceu é fácil falar do passado.

    • É inegável que o PT descuidou do solapamento das instituições. Mesmo após as revelações do Wikileaks não tomou atitude ofensiva, sequer adotou comunicação criptografada para a presidência, como o grampo criminoso de moro da conversa dela com Lula demonstrou. Não só descuidou como facilitou, com as indicações dos governos do PT aos tribunais superiores. Para ficar apenas no stf, colocou desqualificados para a função como Ayres Britto, Toffoli, José Carlos Direito, Eros Grau, Carmen Lúcia, Fux, Fachin, Rosa Weber e Barroso.
      A única indicação defensável foi a de Lewandowski.
      Uma pequena relação de operadores do direito que engrandeceriam o STF mas foram ignorados: Eliana Calmon, Carol Proner, Kenarik Boujikian, Patricia Acioli, Nilo Batista, Dalmo Dallari, Pedro Serrano, Marcelo Devenéres, Lênio Streck, Eugênio Aragão, Lédio Rosa, Kakay, Cláudio Lembo (se a justificativa era de que precisaria fazer concessão aos conservadores), para citar aqueles que lembro agora. O critério nem é ser petista ou de esquerda. É ser capaz e descente.

  20. Depois de tanto tempo observando o mundo da politica cheguei a uma conclusão: A corrupção sempre esteve presente na politica e, pelo que estamos vendo continuará por muito e muito tempo.
    Todos os políticos podem ser acusados de envolvimento em corrupção, e não tem como escapar dessas acusações, culpados ou não.
    As acusações não têm a finalidade de prender ninguém, só tem o propósito de manter a politica sobre controle. Os Serras, Aécios, Richas, Bolsonaros e etc, jamais serão presos, não importa as provas que tenham contra eles, mas políticos como o Lula não têm a mesma sorte, para eles a justiça é curta e grossa e as provas não são tão importantes.
    No governo FHC houve muitas acusações contra políticos e empresários, mas ninguém foi preso ou julgado.

    • “A corrupção sempre esteve presente na politica e, pelo que estamos vendo continuará por muito e muito tempo.”
      Quem se informar um pouco, ainda que superficialmente, sobre Sociologia, explicada pelo destemido Jessé de Souza, há de se conscientizar de que a corrupção no meio político não é uma causa, mas, sim um efeito da corrupção maior que segue intocada e oculta aos olhos do cidadão comum. O que o ilustre professor não diz e aparentemente esse é o elo que falta para explicar todo o enredo da tragédia que assistimos, é que essa corrupção oculta também vem a ser um efeito colateral do grande MAL que também se esconde dos olhos incautos de nós todos, cidadãos condicionados pelas interpretações fantasiosas mediáticas da realidade, que transformaram o criminoso Sejumoro em herói nacional. O MAL, que assola o país e impacta de forma severa e ameaça a existência de todos os cidadãos do planeta, se chama CAPITALISMO. Aí, sim, está a causa de todos os males geradores dos efeitos deletérios que observamos.

  21. Adulação e massagens no ego são muito mais poderosas que uma estadia em guantánamo.
    Uma personalidade ególatra, um sonho de heroismo, uma inteligência mediana, um caráter flácido,uma boa dose de liderança…
    Essa experiência de campo deu muito certo aqui no Brasil e tem dado certo onde haja pessoas ambiciosas e de caráter duvidoso.
    A causa do sucesso total pode ter sido o excesso de confiança no “combate à corrupção”, no “deixar cortar na carne”, na pureza ideológica e na crença de que é possível fazer política com pessoas e entidades totalmente honestas.
    É de se parabenizar a estratégia americana.
    Quebrou o primeiro bric, expandiu sua área de influência, conquistou mercados e posses sem dar um tiro. Utilizou-se apenas os lindos espelhinhos que sempre carregam na sua bagagem como amostra grátis. Nossos otários sorriem, fazem poses e inspiram filmes onde o país explode às suas costas.
    Esse é o primeiro tijolo, eles ainda têm grandes planos, que seguirão pela ordem.
    A tática é tão antiga, escrita e alardeada pelo mundo como “teoria da conspiração” que custa crer que os nossos governantes não tenham percebido a sua aplicação e eficácia.

  22. Observo estupefato que os nobres comentaristas e articulista fixaram-se no aspecto ideológico e americanofobia para desclassificar a lava-jato. Bando de parvos…acaso ignoram a corrupção instalada e institucionalizada como forma de governo? Acaso ignoram o desvio de recursos públicos para financiar ou perdoar ditaduras corruptas? ” Canhota vesga”!

  23. Da mesma que nos indignamos pelas interferências estrangeiras no governo brasileiro e, consequentemente, nas eleições, nós devemos repudiar visitas de autoridades de nosso governo a outros países que estão as vésperas de sua principal eleição, principalmente a nossa autoridade maior, que é o presidente da república. Não autorizamos o presidente eleito a usar o nome do Brasil e a autoridade provisoriamente a ele concedida para tomar partido e posição por um dos lados da disputa, pela simples razão de ser o candidato, ou o regime que ele defende, o mesmo de seu agrado e da sua preferência. Isso deveria servir para todas as autoridades do país. Por mais desagradável e prejudicial que a eleição de um candidato de outro país possa afetar as relações entre o Brasil e este país, a neutralidade e isenção deve ser exigida e fiscalizada com bastante atenção e rigor. Acredito que só a população de eleitores, do país em eleições, é que tem poder e autoridade para aprovar ou reprovar, através do sufrágio popular, quem merece e quem não merece; quem deve e quem não deve representá-los. Fora isto, qualquer interferência externa é invasão, é terrorismo diplomático e uma gravíssima e desrespeitosa agressão a população e aos eleitores do país em questão.

  24. Há um bom tempo eu já tinha lido sobre esse telegrama, não é a primeira vez que se fala dele. Onde eu vi, não lembro mais, mas tenho certeza que já havia lido.

    É bom porque deixa cada vez mais clara a conexão entre a espionagem da Petrobras e da presidente, Sergio Moro, Lava a Jato. Foi difícil para nós pobres mortais anônimos que desde o início percebíamos que havia algo muito errado na Lava a Jato. O moralismo da luta contra a corrupção pegou na veia dos desavisados e a Globo se encarregou de criar Moro no céu e na terra. Deu no que deu.
    Estamos indo para uma nova ditadura em parte devido aos governos petistas que deviam ter percebido melhor o que significaria o pré sal para os assaltantes internacionais, em parte devido a nós que ficamos dormindo durante os governos petistas, em parte devido a um grande jogo geopolítico, no qual a Venezuela é central hoje.

  25. A Lava jato não quer prender corruptos
    Temos que entender o porquê da reforma da previdência
    Último bastião que o mercado vai tirar da mão do estado….
    Se liguem todo o dinheiro da previdência jogado no MERCADO FINANCEIRO
    Pobre morrerá a míngua…..
    A mercado de capitais malditos.!!!!!!!
    Sugaram até às últimas gotas de sangue de nós brasileiros…..

  26. Nassif, vc precisa escrever um livro sobre isso em parceria com o André Araujo.
    O André ficaria com a parte introdutória sobre sobre a teoria e as relações entre Estados Nações (primeiros capítulos).
    E você na segunda parte demonstrando (provando com evidências) como o Judiciário e o MP agiram como terceira coluna, a serviço de uma nação estrangeira.

  27. É notório a ligação dos magistrados brasileiros, com a agência de segurança americana, onde confabulam e vendem informações sobre a Petrobrás e minerais existentes no Brasil.
    Vejo o povo brasileiro sendo influenciado pelas redes sociais e fazendo escolhas simplesmente por acreditar em mentiras que foi disseminadas nas redes; vejo com muita preocupação a forma como está sendo conduzida as operações da Petrobrás, refinarias com ociosidade na transformação do petróleo, bem como a nova política de preços, que com certeza não vamos conseguir pagar o preço que estão cobrando pelo litro de combustível, pois daqui mais um ano não conseguiremos possuir um veículo para o conforto das famílias brasileiras devido estas políticas.

  28. concordo com a cleide….
    e juro que um dia ainda a história e os que
    criticam lula e dilma pedirão desculpas
    pelas acusações que acho infames contra eles….
    traidores, bandidios,estupradores de todos os tipos,
    cometeram uma gama infinda de infamias contra eles,
    e lula e dilma acabam sendo tachados de culpados….
    desse jito mesmo é que não chegaremos a lugar nenhum….

  29. Os EUA não são inteligentes. Como são amadores, só grampearam a Presidente Dilma e a Petrobras, pela NSA, e ainda terminaram descobertos. Se fossem realmente espertos, teriam grampeado também ministros do STF, STJ, PGR, militares de alto escalão, parlamentares, jornalistas e chantageado todos eles, para seus propósitos. A esquerda brasileira, como a esquerda em geral, é que é muito burra!!!

  30. Sobre a ingenuidade” do pt… O chavismo foi ingenuo e por conta disto “naufragam”? O chavismo nao quis, ou nao conseguiu, retirar da burguesia o poder economico. Desta forma o inimigo interno, junto dos EUA, inviabiliza o país. Jango foi ingenuo? Nao, ele fez o que podia, tendo a midia, o capital, o exercito e a frota americana contra ele e sendo o nosso povo alienado. Lula é o maior herói de nossa História e extremamente capaz: ganhou o voto do povo conservador e alienado em 2002, melhorou imensamente a qualidade de vida do povo e afirmou a soberania nacional, soube alavancar o desenvolvimento. Nunca disse pro povo: a culpa da pobreza de voces é DA BURGUESIA EM CONLUIO COM OS E.U.A. porque, fazendo isto, seria deposto. Estava tao maravilhado com a mudança que promoveu que tornou-se confiante de que seu destino seria o sucesso permanente. Ele fez tanto e ainda vamos exigir que ele fosse um estrategista do porte de Lenin, forjado na revoluçao e na guerra civil? Além disso se tivesse tentado abortar a lava jato , os EUA mandariam o congresso derruba-lo pelo pretexto do “mensalao” ou outro pretexto qualquer. A partir do “mensalao” a midia já convencia a classe média a odia-lo e o povo é totalmente passivo, a .menos que tenham a chance de linchar um assaltante. Povo alienado, conservador , intolerante , violento contra as minorias e cultuador dos ricos, povo manipulado.E a elite é um milhao de vezes mais intolerante e agressiva que o povo, uma das elites mais perversas que jå existiu no mundo

  31. Por isso a Republica de Curitiba faz o que quer sem que alguma instituição jurídica se levante contra os desmandos de Sérgio Moro. É dessa forma que MPF, STF, STJ e juíze de primeira instância sabotaram nossa Constituição!

  32. Você leu um relatório detalhado sobre detenções arbitrárias em massa de turistas russos no Brasil em 2016? A pesquisa russa vê nisso o papel dos Estados Unidos, que estava por trás da ordem da polícia federal “de prender todos os russos na Amazônia, ignorando qualquer evidência de inocência”. Cerca de uma dúzia de turistas russos passaram cerca de um mês nas prisões e não foram libertados do país por quase um ano para que a imprensa de direita usasse isso como um argumento contra Dilma – “criminosos russos capturaram o Brasil graças aos socialistas”. Nas audiências, o promotor desistiu das acusações, não encontrando sinais de crime em roupas, documentos e ações dos russos. http://www.sitebs.ru/blogs/37215.html

  33. O que acontece no Brasil?
    A destruição das grandes empresas de engenharia, da indústria naval, da Petrobras entre outras façanhas da famigerada lava-jato, acrescida da eleição do miJair & prole & MILICANALHAS levará os Brasil e os brasileiros para um poço tão fundo que só por milagre e muito esforço conseguiremos sair, se conseguirmos…
    Sobreviverão apenas os OFICIAIS das FFAA (a mesma 5ª coluna que participou do golpe de Estado de 1964 – os MILICANALHAS), os membros do nosso Judiciário CORRUPTO e corrompido por interesses PRIVADOS nacionais e estrangeiros e políticos igualmente corruptos que se escudam em bancadas de interesse como as ruralistas e evangélicas (cafetões de Deus) por exemplo.

    A deterioração do estado que estava sendo construído no governo Lula/Dilma e que levou o Brasil a ser a 5ª economia do mundo está sendo destruído (ou já foi?) por gente totalmente DESQUALIFICADA e que jamais escondeu, mesmo durante a recente campanha eleitoral, que NÃO defenderia os interesses do Brasil e dos brasileiros.

    Mesmo assim os eleitores conduzidos como manada por uma IMPRENSA calhorda e venal agiu e preparou uma 5ª coluna de movimentos tipo MBL, de milícias e produtores de “fakenews” (notícias falsas) levando-os a eleger figuras caricatas como atores pornô, pastores ignorantes, farsantes, milicianos, criminosos e outras excrecências sociais.

    O instrumento criado para isso foi uma “empresa” judiciária-policial, projetada pelo Depto de Justiça dos EUA, que a IMPRENSA calhorda e venal convencionou chamar de LAVA-JATO e que proporcionou, usando artifício infame, o “impeachment” da presidenta Dilma e a prisão completamente descabida do ex-presidente Lula.

    Não tenho “pena” do povo brasileiro. Ele sabia da desonestidade da IMPRENSA, do caráter do miJair, da absoluta CANALHICE dos oficiais, principalmente os superiores, das “nossas” FFAA, golpistas até a medula, e da total CORRUPÇÃO dos MPs (MPF à frente) e do JUDICIÁRIO em geral, notadamente nas suas mais altas cortes (os DESEMBARGADORES).

  34. Na prática, só existe um tipo de terrorismo, no Brasil : o de “criar” os terroristas entre a maioria da população através do medo disseminado pelo fantasma do desemprego e da fome.
    Jamais existiu terroristas no Brasil, exceto os terroristas do próprio Estado. Servidores públicos, detentores de cargos com poderes concedidos pelo Estado, os quais extrapolaram estes poderes com objetivos e interesses pessoais escusos, se autoproclamando “patriotas”! Inclusive, à ponto de chegarem às raias do absurdo de pregarem que no seio da própria família poderia m existir inimigos da Pátria, com a nítida intensão de que filho em irmãos e país delatassem o membro familiar suspeito da prática do crime de traição da Pátria.
    Não é possível mensurar, ainda, a quantidade exata de cidadãs e cidadãos brasileiros que tiveram suas vidas ceifadas pelos psicopatas dos poderes do Estado no período da Ditadura Cívico -Militar de 1964/1985, mas é possível imaginar as atrocidades cometidas e as que poderão ser cometidas no atual estágio da situação caótica da política nacional.
    Uma das formas que o terrorismo se apresenta, por exemplo, é a falta de perspetivas para o futuro da Nação brasileira com as famigeradas Reformas da CLT, da Previdência que geram impactos na economia e com o crescente e avassalador crescimento da violência em razão da não geração de empregos e a possibilidade de cometimento de suicídios como os que ocorrem no Chile em face dos ínfimos salário s pagos aos aposentados.
    Terrorismo real, concreto, verdadeiro é no fato do congelamento ão longo dos próximos 40 anos sem investimentos nas áreas da saúde, segurança vê educação.
    Terrorismo real, verdadeiro e concreto é o aprofundamento da extinção de direitos pelos projetos e propostas do atual governo federal e do apoio de parlamentares e dos governos estaduais.

  35. A corrupção não é privilégio de político profissional. Ela é uma instituição brasileira. Cientistas sociais já chegaram a esta sintese tem muito tempo, a exemplo do Que Faz brasil, Brasil, de Damatta, só para citar um.

    A outra consideração é que por razões ideológicas e fundamentalistas (de base religiosa), a justiça, através do MPF, está fazendo política. E isto quebrou uma norma básica do poder Judiciário. A lava jato deu início a uma reforma no sistema judiciário e penal. E para consolidar, agora precisa protocolar na CF ou até mesmo revogá-la e constituir outro marco/pacto. O STF perdeu o “time” sobre isso. Este é um motivo, inclusive, da disputa entre TSF e MPF, a exemplo do episódio da revogação da criação da Fundação, do crime de caixa 2 ser objeto da justiça eleitoral e das investigações de ofensas a magistrados da corte suprema.

    No entanto, Moro foi ambicioso demais, fominha de poder quando aceitou pedir exoneração e ser superministro. Ele não tem trajetória política, não comeu milho para chegar à Esplanada. Seu triunfo é insustentável. Ninguém vem do nada e fica. Tem que bater cabeça antes e respeitar a força da superestrutura presente nas instituições e nas relações com o poder. Logo dará com os burros na teia da cultura que molda o fisiologismo clientelista e patriarcal da política brasileira. Ele não perde por esperar ou por se enganchar. Parece até que já está, a depender de pedir abenção a Maia. A nova política nunca foi tão velha, né mesmo?!

    E todos sabem que o pacote enviado ao congresso nacional tem a missão de revogar premissas basilares e estruturantes do Estado Democrático de Direitos, constituir Estado Policial promotor de injustiças para pretos pobres, e de legitimar esta relação direta entre justiça de segunda instância brasileira com agências do governo federal norteamericano. Este caminho é mais fácil que elaborar outra constituição.

  36. Nassif, Dipp ministro da justiça? Ele estava no STJ nessa época. Não consta nos anais do MJ que ele tenha sido ministro da justiça do Lula.
    E, ademais, eu não passaria esse pano todo pra ele. Dipp ter se envolvido por “displicência”, segura um pouco. Nesse xadrez do DoJ, o mais bobinho ali dá rasteira em saci.

  37. A guerra híbrida em andamento e o sistema de justiça cooptado por algumas centenas de dólares, pagos em diárias pelo governo brasileiro. Nada tem a ver com corrupção, em tese, e tudo tem a ver com derrubar governos. Ou este grupo de Curitiba tem pouco conhecimento jurídico ou nem brasileiros são. Ou, os dois. Na esteira da guerra contra a corrupção entregam o Brasil e o povo bate palmas.

  38. Desde o iníciio o juizeco de Curitiba era o rei. Seus escudeiro, o príncipe do power point. E a PF, hem? Cinquenta agentes participando do treinamento. Por certo tem figuras conhecidas na farsa tarefa da farsa a jato.

  39. Acho que está faltando alguma coisa. Terrorismo é uma palavra que faz os milicos colocarem as orelhas em pé. Literalmente. E não tinha nem um, nem no coffeebreak. Ou estavam atolados até o pescoço nesta história ou foram pegos com calças na mão.
    Independente da hipótese correta, quando este período de burrice, incompetência e preguiça terminar, não sei quanto tempo leva, e não sei se o país ainda vai estar inteiro, vamos ter que re-estruturar e profissionalizar os órgãos de segurança do estado, que deixou a muito de ser um problema de defender as fronteiras. E entreguistas do jeito que estão…. gastar com todo este aparato é jogar dinheiro fora.

  40. Uma nação que foi capaz de assassinar seus dois maiores presidentes, jogar 2 bombas atômicas, conhecendo seus efeitos devastadores sobre civis japoneses, (velhos, crianças e mulheres), usar armas químicas contra civis no Vietnã, mentir sobre uma viagem à lua que nunca existiu, atentar contra si mesma derrubando com dois aviões, suas torres gêmeas, matando milhares de pessoas inocentes nas torres e nos aviões, assassinar milhares de civis no Afeganistão, no Iraque, na Líbia, no Líbano, na Síria, até que foram bonzinhos conosco, não deram um tiro contra brasileiros, ao contrário dos outros países, onde despejaram milhões de toneladas de bombas, aqui despejaram alguns milhões de dólares para políticos, juízes, ministros e mídia. Derrubaram uma presidenta honesta, elegeram uma anta e estão conseguindo muito mais que conseguiram das outras vítimas.

    • Então eu vejo muitas pessoas com excelentes comentários em matérias (Como esta) mais excelente ainda, porém não vejo ninguém dar solução. Nem por parte do autor da matéria bem por parte de quem comenta a matéria.

  41. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome