Depois de prejudicar imagem de Haddad por 2 anos, delação da UTC é desmentida

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A campanha de Fernando Haddad a prefeito de São Paulo pelo PT, em 2012, não recebeu caixa 2 da UTC, ao contrário do que alegou o empresário Ricardo Pessoa em delação premiada, em meados de 2015.

Só agora, 2 anos depois do escândalo, é que a Polícia Federal ouviu o dono da gráfica acusado de ter sido o destinatário final de aproximadamente R$ 2,6 milhões pagos pela UTC em favor do PT. O montante ajudou a pagar a campanha de candidatos a vereador e prefeito em cidades pequenas, mas não inflou o caixa da campanha de Haddad.

A informação foi revelada pelo empresário e ex-deputado estadual Francisco Carlos de Souza (PT), em depoimento à PF, em junho passado, após a operação Cifra Oculta ter sido deflagrada para investigar de Haddad havia se beneficiado dos recursos repassados pela UTC.

Segundo a Folha desta quarta (19), Chicão, como é conhecido o dono da gráfica LWC, reconheceu que recebeu caixa 2 da UTC como pagamento por serviços prestados a candidatos do PT em 2012. Contudo, os recursos não estão ligados a Haddad. O ex-prefeito, aliás, sempre negou que tenha recebido qualquer recurso da UTC, já que a empreiteira teve interesses contrariados em seu governo.

Segundo o dono da gráfica, a UTC teria feito os pagamentos a ele após orientação de Edinho Silva. Na delação, Ricardo Pessoa disse que fez repasses não a pedido de Edinho, mas de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT.

Após a eleição, o partido devia à LWC cerca de R$ 3 milhões. A UTC aceitou quitar, em dinheiro vivo, cerca de R$ 2,6 milhões. O doleiro Alberto Youssef teria ajudado a operacionalizar as transferências.

Leia também:  Operação contra Bivar mostra que Bolsonaro usa PF de Moro como "polícia de governo"

À PF, o ex-deputado petista ainda disse que sua gráfica prestou serviços para a campanha de Haddad, na ordem dos R$ 350 mil. Porém, o pagamento – não vinculado à UTC – teria sido feito de acordo com as regras eleitorais. Há registro disso na Justiça Eleitoral.

Em nota, Haddad reafirmou que “nunca fez nenhum sentido, e não era crível, que uma empreiteira assumidamente corrupta que teve todos os seus interesses (notadamente os da construção do túnel da avenida Roberto Marinho) contrariados, tivesse agido da forma alardeada em sua delação”.

“Embora tardiamente depois de evidentes prejuízos à imagem do ex-prefeito, o depoimento do empresário Francisco de Souza resgata a verdade”, acrescentou o ex-prefeito, em resposta à Folha.

Edinho Silva, hoje prefeito de Araraquara (SP), afirmou “desconhecer dívidas do PT de São Paulo relacionadas à campanha de 2012” bem como as contratações citadas por Souza. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

8 comentários

    • Se candidatar é bom pq eu

      Se candidatar é bom pq eu teria em quem votar. Mas o interior de São Paulo é terra de coronéis do Pmdb, Dem e Psdb. Na minha cidade o pessoal comemorou a reforma trabalhista. O argumento: vai aumentar o número de empregos.

      O nível de atraso e desinformação é maior em São Paulo do que nos rincões do país. O motivo: desinformação via grande mídia e redes sociais. O estado de São Paulo é uma mistura de Texas com Utah. Conservadorismo, atraso, preconceito e religiosidade canhestra via pentecostais e neopentecostais.

      Tem jeito não. Vão ter que apanhar muito para adquirir consciência política.

      • Tem razão! Mas uma coisa é certa, o Haddad é o melhor quadro da

        Tem razão!

        Mas uma coisa é certa, o Haddad é o melhor quadro da esquerda. Uma campanha para governador daria visibilidade ao ex-prefeito, o que serviria para prepará-lo para o Planalto em 2022.

        Acredito que uma aliança entre o Lula e o Ciro poderia unir a esquerda organizada e uma parcela considerável da classe média paulista.  O que poderia virar o jogo.

        Só na Grande São Paulo há mais de 20 milhões de pessoas, um colégio eleitoral expressivo que poderia compensar os votos do interior, e é a região reduto do PT, o chamado cinturão vermelho.

        Acredito ser possível uma vitória sim. O Lula apoia o Ciro ao Planalto, em troca o Ciro apoia o Haddad para governador e em ambos apoiam Suplicy e Chalita para o Senado.

         

        • Aliança com Ciro na cabeça de chapa? Esqueça.

          Se o PT quiser se manter como partido orgânico, com claros projetos para o País, JAMAIS deve aceitar compor uma aliança com Ciro Gomes, figurando este como cabeça de chapa numa candidatura presidencial. Se fizer isso, o PT se desintegra, se atomiza em psóis e pstus e jamais terá chances de eleger governadores nos estados mais importantes, muito menos apresentar candidatos com chances de conseguir a presidência da república.

          Fernando Haddad, Tarso Genro, Gleise Hoffmann, Fernando Pimentel, Patrus Ananias, Olívio Dutra, todos eles são nomes qualificados, com credibilidade e densidade política, portanto devem ser considerados quando do lançamento de candidato à próxima disputa presidencial.

          Alguns mais idealistas e puritanos dirão que se o PT capitular/aceitar a inabilitação do Ex-Presidente Lula como candidato na próxima disputa presidencial significa compactuar com o golpe dentro do golpe. Mas o partido, como instituição e por meio dos representantes eleitos e mesmo pelo universo dos filiados, não tem essa capacidade de ‘fazer a revolução’, de derrubar o golpe e exigir não só eleições gerais imediatas (presidência e congresso nacional) como exigir a revogação dos atos legislativos e executivos pós-golpe.

          Menor ainda é a capacidade do partido em influenciar decisões judiciais que inabilitem Lula para disputa presidencial; no âmbito jurídico, tanto em nível nacional como internacional, a defesa técnica do Ex-Presidente Lula tem feito tudo o que deve ser feito, mostrando que Lula é vítima de lawfare e que sérgio, por agir como juiz investigador, instrutor e acusador, JAMAIS teve a imparcialidade que se exige para julgar o Ex-Presidente Lula. As ilegalidades e crimes de sérgio moro estão escancaradas e mostradas ao mundo. 

          Se todas essas ações institucionais não surtem efeito não é(são) apenas o PT ou algum partido, isoladamente ou em conjunto, o(s) responsável(is). As massas precisam sair às ruas, incomodar os golpistas, ocupar tribunais, empastelar veículos do PIG/PPV, fechar o Congresso Nacional, paralisar a receita federal e a arrecadação de tributos, fechar aeroportos e vias públicas, ocupar terrenos e prédios públicos, dar uma chacolhada na banca financeira  e rentista. O PT e outros partidos podem e devem participar dessas ações, mas sozinhos não conseguem fazê-las nas proporções que se fazem necessárias neste grave momento de ruína do Brasil.

        • Eu gosto do Ciro. Nunca

          Eu gosto do Ciro. Nunca conseguiram apontar um único desvio, um único ato de corrupção, apesar de terem tentado muito. Gosto das suas ideias desenvolvimentistas e gosto do fato dele ter sido o único que demonstrou enfaticamente ser contra a ciranda de juros no Brasil.

          O problema é que ele é afobado. Tem a língua solta demais. Queima suas pontes como quem troca de roupa. Quando ele diz que Lula é o grande responsável por Temer na presidência, me revolta alguém claramente tão inteligente exigindo poderes oniscientes de um ser humano, mesmo esse humano sendo Lula.

          • Concordo sobre o Ciro. Admiro

            Concordo sobre o Ciro. Admiro as ideias dele, mas o jeito dele é mais de afastar do que atrair, mesmo quando ele tem razão. O ideal seria chapa Lula-Ciro, mas isso é impossível. 

            O trágico da política brasileira é sua baixa renovação. Isso é quase impossível na estrutura partidária brasileira. O peso de Lula impediu que no PT surgisse uma figura que pudesse chegar perto do peso dele. Por isso, acho que numa reforma política, eu colocaria que um político só poderia ser governador de um estado por duas vezes e presidente da república uma vez só, com o mandato de cinco anos. Assim os partidos seriam obrigados a já preparar substitutos a altura dos seus melhores quadros. 

  1. Haddad sempre foi perseguido e massacrado

    Esta notícia não surpreende a ninguém. Os que conhecem a atuação de Fernando Haddad, seja como acadêmico, seja como administrador, jamais engoliram essa fantasiosa e rocambolesca história contada por um empresário – Ricardo Pessoa, da UTC -preso/coagido/chantageado/ameaçado/torturado psicològicamente pela Fraude a Jato – para delatar quem os persecutores do PT, dos petistas e dos líderes desse partido e da Esquerda Política queriam e nos termos impostos por esses persecutores.

    A delação de Ricardo Pessoa tem a mesma credibilidade e valor jurídico daquela feita por Delcídio do Amaral, em circunstâncias semelhantes, ou seja: NENHUM. Entretanto essas delações foram usadas para cconsumar e consolidar o golpe, além de influir nas eleições municipais e no assassinato da reputação de líderes do PT.

    Nem mesmo  essa narrativa atual, mostrando que Fernando Haddad não se beneficiou de quaisquer recursos de caixa 2, pagos pela UTC, esclarece satisfatòriamente os casos e traz à luz a verdade fática. Notem que a notícia desmente a versão inicial, que prejudicou Fernando Haddad, mas mantém artilharia sobre Edinho Silva e sobre João Vaccari.

    O que concluímos é que desde 2005 – com a farsa do chamdo “mensalão  do PT” – JAMAIS foram obtidas provas de corrupção contra os grandes líderes petistas, como José Dirceu e José Genoíno. Até hoje a legislação não tipifica como crime a prática de caixa 2, admitida desde então pelo PT e praticada por TODOS os grandes partidos (PSDB, DEM,PMDB, PP, PSD, PSB, etc.). A Fraude a Jato e outras operações midiático-policiais-judiciais de perseguição à Esquerda e ao PT visam criminalizar essa prática somente depois que o PT aprendeu a jogar o jogo e venceu 4 eleições presidenciais consecutivas. O resto é conversa para boi dormir. A moralizção desses sem moral está explícita nas quadrilhas que eles ajudaram a colocar no governo federal, após o golpe  que derrubou a Presidenta Dilma Rousseff.

    Nenhum dos líderes ou tesoureiros do PT mantém contas no exterior ou se mostra beneficiário da corrupção que lhe(s) atribuem a direita reacionária e golpista e o aparelho golpista-repressor-persecutor-assassino de reputações. Ao PIG/PPV interessa manter sempre a desconfiança popular no PT e na Esquerda; por isso é que sempre reviram o lixo e o entulho noticioso, na tentativa de sempre manter uma imagem negativa das lideranças petistas. O PIG/PPV é o principal partido da direita golpista e reacionária, pelo menos desde 2010, como admitu Judith Brito, então presidente da a ANJ.

  2. convenhamos  ..entre os

    convenhamos  ..entre os paulistanos que AINDA pagam a sacolinha ed supermercado e tem que encarar todo dia ciclovias DESERTYS  ..a imagem do cara nunca foi essas coisas

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome