Dono da Riachuelo será julgado em 14 de maio por injúria, difamação e coação

da Agência Saiba Mais

Dono da Riachuelo será julgado em 14 de maio por injúria, difamação e coação

por Rafael Duarte

O juiz da 2ª vara federal Walter Nunes marcou para 14 de maio o julgamento da ação penal contra o dono das lojas Riachuelo e pré-candidato à presidência da República Flávio Rocha (PRB). O empresário está sendo processado pelo Ministério Público Federal por injúria, difamação e coação no curso do processo no episódio envolvendo a procuradora do Trabalho no Rio Grande do Norte Ileana Neiva Mousinho.

Os crimes pelos quais Flávio Rocha está sendo acusado estão relacionados à ação por danos morais ajuizada em 2017 pelo Ministério Público do Trabalho contra a Guararapes Confecções S/A. O MPT acusa a empresa de descumprir vários itens da legislação trabalhista na contratação de facções de costura no interior do Rio Grande do Norte, incluídas no programa Pro-Sertão, criado pelo Governo do Estado. O MPT cobra R$ 38 milhões da empresa na Justiça.

Leia matéria completa aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Olho grande só serve para criar ramela: O patético fim do golpe, por Rogério Maestri

6 comentários

  1. burrice

    O que vem ocorrendo no RGN com a Guararapes é uma pequena amostra do que acontece no Brasil nos ultimos 20anos. Pra sair do buraco que colocaram a Nação sera necessario uma grande mudança em diversos niveis da sociedade brasileira.

    Alem do radicalismo ideológico que atrasa o Brasil, tem muita burrice, levando pequenos ditadores encracalados na maquina publica a atrapalhar a vida e a prosperidade de quem busca produzir alguma coisa neste Pais.

     

     

  2. O chegado, é o

    O chegado, é o seguinte:

    considerar, com um discurso solene, pomposo, pedante e ridículo; que um cara com um QI de um dígito, metido em facaltruas eleitorais desde os anos 90; que explora trabalhadores (e que tomou dinheiro mole do BNDS, banco o qual agora detona), seja um campeão nacional, é considerar a todos burros

    A grande mudança, necessária, como vc prega; começa pela inteligência: pensamento crítico e menos leitura de orelha de livro e likes de facebook farão bem a todos

  3. Pais do futuro?

    A Guerra da Guararapes: ação do MPT leva maior fábrica de confecção do mundo a deixar o Brasil

    Em 2010, o Grupo Guararapes tinha na cidade de Estremoz, divisa com Natal RN, a maior fábrica de roupas do mundo. Eram 20 mil funcionários. Sob o aspecto governamental esta grandiosidade, em contraponto com a pobreza da região castigada pela seca, mostrou que a criação de unidades fabris de produção de roupas era uma boa e, talvez, única solução para absorver mão de obra local.

     

    • Quando está bem é porque o

      Quando está bem é porque o empresário é competente, quando está mal a culpa é dos outros. Aliás, as ações da Guararapes Guar4 foram as que mais desvalorizaram no mês no setor de varejo, cerca de 18%. E nos últimos 6 meses a queda já é de 74%. 

    • Prezado Conde, até por não

      Prezado Conde, até por não ser letrado em Marxismo não sou marxista. Mas ele teria dito que “a propriedade é um roubo”, não sei se disse mesmo. Tenha ou não dito, essa frase é a expressão do ocorrido em Estremoz, 1 se locupletando às custas de 20 mil. Impedido de burlar a Lei, “tchau, queridos, fiquem com os mandacarus e os calangos, fui”.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome