Empresário com medo de virar réu pede audiência com PF e delata Lula sem provas

Ex-vice-presidente da Engevix não quis esperar Sergio Moro decidir se aceitaria ou não uma denúncia contra ele. Buscou a PF e disse que, por dedução, acredita que Lula e Dirceu são beneficiários de uma conta em Madri. Mas admitiu que não tem provas nem da existência da conta, nem de que os recursos iriam mesmo para os petistas
 
Foto: Agência Brasil
 
Jornal GGN – Virou moda entre empresários delatar o ex-presidente Lula de maneira informal para demonstrar boa vontade em colaborar com a Lava Jato e, quem sabe, cair nas graças do juiz Sergio Moro. Para isso, não é preciso nem dispor de “provas”. É o que mostra reportagem do Estadão sobre o caso Engevix.
 
O ex-vice-presidente da empresa, Gerson Almada, foi denunciado pelos procuradores de Curitiba em 2 de maio. Com medo de ser transformado em réu por Moro, ele decidiu procurar a Polícia Federal e dizer que tem conhecimento de uma “suposta” conta em Madri, na Espanha, onde o lobista Milton Pascowitch supostamente depositava propina recebida a partir de contratos com a Petrobras.
 
A conta era de Pascowitch, mas os beneficiários? Os beneficiários eram Lula e o ex-ministro José Dirceu.
 
Só nos parágrafos finais é que o Estadão informa que Almada não tem provas de nada do que disse contra os petistas. Mais do que isso, ele só arrastou o ex-presidente para a delação com base em deduções. 
 
A moral da história é que há possibilidade de Pascowitch ter usado o nome dos petistas para pedir propina. Chegou até a dizer que a comissão serviria à “aposentadoria” de Lula.
 
SEM PROVAS
 
“(…) a Ecovix [da Engevix] firmou contrato com a PNBV [da Petrobras] no ano de 2009 ou 2010 para o fornecimento de 8 cascos replicantes para FPSO – Floating Production Storage and Offloading no valor de R$ 3,5 bilhões de dólares, cujo valor de comissão em favor de Milton Pascowitch seria  de 0,5%; que o declarante não detém elementos de informação e provas de que parte dessa comissão de 0,5% teria sido destinada ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva’”, escreveu a Polícia Federal.
 
Sobre a conta na Espanha, a informação é que “Milton Pascovitch teria dito [a Almada] que ‘iria viajar para Paris e dali, para não deixar rastro, viajaria de trem para Madri/Espanha para ‘olhar a conta’ que ele administrava para ‘pessoas do PT’.”
 
Almada usou a mesma estratégia de sucesso empregada por outros empresários na Lava Jato: não apresentou nenhuma prova do que disse contra Lula e Dirceu, muito menos evidência da existência da conta em Madri. Mas entregou papéis que atestariam pagamentos a Pascowitch em Nova York, mas em 2014 – ou seja, 4 anos depois dos fatos supostamente relacionados a Lula e Dirceu – e não há nenhuma informação no Estadão que explique porque o empresário depositou R$ 10 milhões ao lobista.
 
Nas sentenças contra Vaccari, que foram revertidas em segunda instância, Moro avalizou a estratégia ao admitir que uma delação pode ser considerada totalmente verdadeira quando o delator comprova pelo menos uma parcela dela.
 
A MOTIVAÇÃO
 
A motivação de Almada em delatar os petistas ficou mais clara neste parágrafo do Estadão: “A acusação da força-tarefa da Lava Jato foi ajuizada em 2 de maio e ainda não foi recebida por Moro. Gerson Almada pediu para falar antes de Moro decidir se coloca ou não os investigados no banco dos réus.” 
 
Segundo os relatos, Almada também teria dito que a Engevix fez contratos dissimulados com a empresa Entrelinhas, com finalidade de pagar vantagens indevidas a Dirceu. Ele alegou que os serviços nunca foram prestados, mas que desembolsou R$ 900 mil. 
 
Ele ainda afirmou que tinha contato com Pascowitch desde 2005, e que o lobista foi quem deu a ideia de pagar Dirceu para ter acesso à Petrobras. 
 
“Almada afirma que ‘no início de 2014’  Milton Pascovitch teria dito que ‘iria viajar para Paris e dali, para não deixar rastro, viajaria de trem para Madri/Espanha para ‘olhar a conta’ que ele administrava para ‘pessoas do PT’”, publicou o Estadão.
 
O depoimento à PF ocorreu em junho, mas que só foi revelado por Moro na última sexta-feira (1). “Além do executivo e de Dirceu, são acusados Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão do ex-ministro; João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT; e Walmir Pinheiro Santana, ex-executivo da UTC”, acrescentou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Lava Jato em Curitiba na mira da PGR por camuflar nome de políticos

19 comentários

  1. A palhaçada está piorando. E

    A palhaçada está piorando. E honestamente, se o criminoso Moro aceitar essa “denúncia” e vocês como brasileiros não fizerem nada de novo, eu vou pedir pessoalmente para Trump jogar algumas ogivas nucleares no território brasileiro para refazer essa terra de lunáticos do zero. Porque já é demais para aceitar

  2. provas?

    a palavra honrada desses empresários honrados é mais que qualquer “prova”.

    e é o suficiente para mais uma condenação de lula e dirceu.

     

  3. Já virou bagunça,
    delação sem

    Já virou bagunça,

    delação sem provas deveria simplesmente dar cana…..mas é contra o Lula, então pode tudo….os lojistas descarados não se importam……..

  4. Mais prova que isso?
    Todo

    Mais prova que isso?

    Todo mundo já entendeu como funciona a Lava jato!

    Nem precisa desenhar mais…

    E eles vão lá e repetem a mesma velha história ensaiada pelo PIG e repetida a exaustão…

    Só coxinha para cair no golpe da delação premiada, antigamente era bilhete premiado!

  5. Terá o torquemada colhão de mandar prender José Dirceu?

    Essas manobras dos lavajateiros de Curitiba – notadamente sérgio moro e seus comparsas  no TRF4 – nada têm de ‘sofisticadas’ ou surpreendentes; ao contrário, são manjadíssimas e muitos de nós, simples cidadãos leitores, atentos, observadores e defensores do Estado de Direito Democrático, já havíamos antecipado essaa jogadas da 
    ORCRIM lavajateira.

    Não é mero acaso e já tinhamos observadoo seguinte:

    1) Os desembargadores da 8ª turma do TRF4, comparsas do torquemada das araucárias, já haviam negado os embargos apresentados pela defesa de José Dirceu, preparando o ‘grand finale’, que seria a nova decretação de prisão de JD como resposta ao depoimento bombástico feito pelo advogado Rodrigo Tacla Durán, que revirou e expôs ao sol as visceras da ORCRIM lavajateira;

    2) Após devastadoras denúncias feitas por Rodrigo Tacla Durán e, possivelmente, após recados da ala legalista/nacionalista das FFAA, otorquemada não expediu a ordem de prisão contra José Dirceu. Em lugar disso resolveu requentar uma delação de Gerson Almada e Milton Pascowitch, para tentar enredar – SEMPRE SEM PROVAS – José Dirceu e o ex-Presidente Lula como beneficiários de uma conta na Espanha, mas cuja titularidade e movimentação eram do prórpio Pascowitch. É a versão nº 2 daquele mesmo tipo de empulhação que os lavajateiros obrigaram Léo Pinheiro e Glauco Dacostamarques a inventar, para forjar/plantar/fraudar provas que incriminem os líderes do PT;

    3) Como para sérgio moro e seus comparsas no TRF4 não são necessárias provas para condenar réus, desde que sejam do PT ou simpatizantes desse partido ou da Esquerda Política, os lavajateiros se valem das coações, chantagens, ameaças a familiares,  culminando em torturas pisicológicas contra pessoas presas preventivamente, para arrancar delas delações forjadas, que atendam aos interesses da ORCRIM lavajateira;

    4) Desesperados pelo fato da jogada de nº 1 ter sido um fiasco, os lavajateiros urdiram as jogadas 2 e 3, mas já anteciparam o que eles consideram o troféu máximo e ‘grand finale II’, que é a condenação do Ex-Presidente Lula pelos lavajateiros da 8ª turma do TRF4, lidearada pelo duplo de sérgio moro, de nome joão pedro gebran neto; esse duplo de sérgio moro no imundo tribunal de exceçao sediado em Porto alegre não teve nenhuma cerimônia em vazar para blogs de extrema direita que já concluiu o voto dele em relação à relação apresentada pela Defesa do Ex-Presidente Lula. Essa aberração foi noticiada exatamente pra chamar a atenção das maltas e matilhas sedentas por inabiltar o Ex-Presidente para a vida política; não é outra a razão para qque esse voto tenha sido proferido de forma açodada e vazado para blogs de extrema direita extamente 100 dias após a defesa de Lula protocolar a apelação.

    O que essa turma da ORCRIM Fraude a Jato não percebe ainda é que, quanto mais perseguirem e caçarem o Ex-Presidente Lula, mais auemntarão s intenções de voto nele. A maior parte dos brasileiros já percebeu que a Fraude a Jato é uma ORCRIM institucional com claros propósitos golpistas – vira-lata e submissa ao alto comando estadunidense e internacional – e político-partidários. Se o tapetão judicial inabilitar Lula, quaquer candidato apoiado pelo Ex-Presidente Operário terá votos para ir ao 2º turno e derrotará qualquer candidato da direita. Essa é a razão maior para as manobras e convescotes entre Michel Temer, Gilmar Mendes, José Sera et caterva; o golpe no golpe, com parlamentarismo ou semi-parlamentarismo é a prova de que pelo voto popular, em eleições diretas livres, limpas e legítimas a direita golpista, oligárquica, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista não tem a menor chance de chegar à presidência da república.

     

  6. Provas???

    Porque da revolta com delações sem provas.

    Isso é tudo que o dito “juiz” Sérgio Moro quer ouvir, alguém que acuse Lula ou Zé Dirceu, ou Dilma de qualquer coisa sobre qualquer coisa. 

    Pronto. Sentença condenatória definida e embasada. Não foi assim os 9 anos e 1/2 para o caso do Triplex? E ninguém fez nada sobre esse absurdo (que será ainda mais execrado pela confirmação do TRF-4 – feita pelos “desembargadores” os amigos do ditocujo “juiz”).

    Esses fazem o que bem entendem do jeito que querem, até um dia… 

  7. Devo uma coxinha no bar da esquina…

    Devo uma coxinha no bar da esquina sera que se delatar dizendo que comprei para o Lula tenho alguma chance de escapar ileso?

  8. #

    Isso é o que dá termos um juiz parcial, visivelmente partidário, cometendo irregularidades solenemente ignoradas por seus superiores.

    Os bandidos se apressam a procurá-lo para tentar agradá-lo com delações envolvendo nomes que lhe interessam e com isso reduzir suas penas. Isso está muito errado e envergonha mundialmente este país.

    O bandido procurou a PF, mas sem a concordância do juiz nada acontece, nem o andamento do processo e nem o acordo de delação.

    Enquanto isso uma quadrilha de ladrões e corruptos, dando sorrisos e entrevistas, desmontam o país e tiram direitos da população. Vergonha de ser brasileiro.

  9. lava jato atraindo e valorizando cada vez mais a má fé…

    nada mais que um bando de negociantes desonestos a alterar a verdade dos fatos,

    pois lava jato já mostrou o que quer de cada um deles……………………

    e se a PF entrar nessa ou aceitar, incorporam-se

  10. e o pt ?

    até quando o pt vai vai ficar sem reação a todos esses crimes ?

    até quando o pt vai se calar diante destas ações criminosas ?

     

    A quadrilha de curitiba, colocou fogo no escritório de uma doleira

    A quadrilha de curitiba, ameaçou de morte a familia do Tacla Duran.

    A quadrilha de curitiba, ameaçou de morta a advogada que intermediava os acordos de delação que fugiu para os eua 

    sem falar no crimes contra o pt e seus integrantes

     

    e o pt ? exatamente como o exercito brasileiro, de quatro, aceitando tudo calado.

     

     

  11. Glória aos alcaguetes

    Palhaçada do teatro do absurdo, da ópera bufa, a provocar bocejos.

    Só nos parágrafos finais é que o Estadão informa que Almada não tem provas de nada do que disse contra os petistas. Mais do que isso, ele só arrastou o ex-presidente para a delação com base em deduções.

    Alcaguete: ETIM esp. alcahuete, este do ár. al-qawwâd ‘alcoviteiro, modernamente cáften’

  12. Dedução

    Dizem que certo juiz de Curitiba estava a ler um livro de capa vistosa e nome chamativo: “O método dedutivo”. Um colega de malta, digo, de malte escocês, viu o livro e quis saber se sera bom, e como funcionava o tal método. O juiz leitor dispôs-se a explicar o método dedutivo a seu comparsa, perdão, compadre, mediante uma pergunta.

    – Diga-me: você tem aquário em casa?

    – Tenho! – respondeu o curioso ao torquemada, perdão, retorquiu ao camarada.

    – Vou então arriscar que você é casado, tem filhos e mora em apartamento  – disse o juiz leitor, com voz de fuinha.

    – Acertou em cheio! Foi por dedução?

    – Sim. Deduzi tudo isso a partir do seguinte: um adulto habitualmente não tem aquários, a não ser que tenha filhos. Se tem filhos, em geral é casado. E se tem um aquário, ao invés de um gato ou um cachorro, é porque não tem espaço. Daí, deduzi que você mora em apartamento, e não numa casa.

    – Fantástico, disse o juiz curioso. Posso ver se o método funciona mesmo? Uma contraprova, digamos?

    – Pode…

    – Então, colega, você tem aquário em casa?

    – Não.

    – Pois é! Deduzo que você é um tremendo paneleiro (na acepção portuguesa do termo)!

     

  13. fustrado

    Estou fustrado!

    Estou aguardando que alguém  que abra uma conta no exterior e me coloque como beneficiario.

    Eu já me imagino levar a vida como um deslumbrado entre Paris, Londres e Berlin. Que luxo!

    Mas ainda tenho a esperança

     

  14. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome