Especialistas dizem que Lula Livre pode até beneficiar Bolsonaro

Liberdade do ex-presidente tende a reforçar polarização, reprisar ambiente bélico das eleições 2018 e colocar os problemas da atual gestão presidencial em segundo plano

Jornal GGN – A possibilidade de libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), após a decisão do Supremo Tribunal Federal de barrar a prisão de condenados em segunda instância, pode levar a um novo aumento da polarização política pelo país e até mesmo favorecer a gestão de Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo reportagem publicada na BBC Brasil, pesquisadores acreditam que a eventual saída de Lula da prisão pode ajudar o presidente ao tirar foco da série de problemas existentes na atual gestão.

“Creio que a mobilização dos dois lados, a mesma que foi forte nos últimos dois anos, vai se intensificar”, afirma o professor Bruno W. Speck, do departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP), ressaltando que tais manifestações não ficarão centradas na imagem de Lula.

“De um lado, as pessoas que protestaram nos primeiros meses do ano contra cortes na educação, por exemplo. Essa ponta será galvanizada caso haja a presença de Lula”, diz Speck. “Do outro lado está a massa de ‘indignados’, os que protestam contra a corrupção, vestindo verde e amarelo. Esses serão estimulados pela base de Bolsonaro, que tratará uma libertação de Lula como exemplo de ‘impunidade’ e usará o sentimento de indignação para chamar protestos.”

Na visão do cientista político Sergio Fausto, superintendente da Fundação Fernando Henrique Cardoso, a presença de Lula tende a reforçar a polarização vista em 2018 às vésperas da disputa das eleições municipais, além de ajudar a reunificar a base bolsonarista, que tem se dividido ao longo dos últimos meses.

Leia também:  Segundo Bebianno, Guedes chamou Moro para ministério antes do 2º turno

Outro ponto a ser citado é que o aumento da polarização Lula/Bolsonaro pode favorecer o apagamento da série de problemas apresentados pelo governo atual, como as denúncias de verba do fundo partidário nas campanhas do PSL e até mesmo a citação a Bolsonaro nas investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco. “Se vier mesmo a acontecer em breve, a soltura do Lula será um fato que apagará por um bom tempo todos os outros assuntos”, acredita Bruno Speck.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

9 comentários

  1. Desde quando os problemas do desgoverno miliciano estão em primeiro plano? Contem outra…..na verdade é só uma justificativa barata para criminalizar a soltura de Lula…..tambem, olhem só para quem vão pedir opinião, risível….

    12
    1
    • Tem todo um movimento para desviar o foco dos problemas da gestão atual, inclusive das implicações criminosas do Bozo. Agora parece que tem um movimento para ligar o Lula a isso.
      Eu gostaria mesmo era de ver a “massa de indignados” tirar as panelas de lá de onde a dona Marisa sugeriu que eles guardassem e saíssem na rua.
      Acho que a gente poderia estender a máxima de FH no vosso C (“não se escreve, nem se lê”) para todo o glorioso instituto.

  2. Como sempre,tudo pode.Esquecem-se os mestres que,diferentemente do passado,os que protestavam estão representados no governo e,aquilo pelo qual protestavam,está indo de mal a pior.
    Do outro lado,daqueles que já enxergavam a loucura que seria ter essa gente no governo,a situação mostrou que estavam certos.
    Haverá nova polarização? Difícil prever mas,se houver,o povo do diversionismo terá de trabalhar porque discurso contra a corrupção não acba com a corrupção e muito menos enche a barriga.

  3. O Jair foi eleito num delírio coletivo, agora que estamos frente a realidade, a história é outra. O Lula solto é o fim do governo do Bozo, será um governo alternativo, ficará mais claro e pequenez dos Bolsominions.
    Imagine só, o Lula é solto numa mega festa, depois um mega comício, daí o Lula vai visitar o Papa lá no Vaticano, estica a viagem e passa na Alemanha e conversa com a Merkel, depois aproveita e visita o Putin e o Xi Jinping. Antes de voltar ao Brasil, para na Argentina e visita a Kichner e o Fernandez, aproveita e vai para o Uruguai conversar com o Mujica. Voltando para o Brasil ele se casa, e vai passar a lua de mel em Cuba e na Venezuela.
    Enquanto isso o Bozo pesca com o Queiróz, e faz “lives” com o Heleno e o Mourão.

    13
  4. É o processo político em essência! Imprevisível, dinâmico e do qual não podemos fugir. Só não é razoável que se deseje a continuidade de uma injustiça, o cárcere do ex-presidente, como contrapartida à um possível desgaste de Bolsonaro! Essa saída só resolve o incômodo do centro e da centro-direita política, colaboradora, em determinado momento (lembrem-se do Aécio questionando o resultado das eleições de 2014) pela situação em que nos encontramos.

  5. É Lula, PT e esquerdas mostrarem que o inimigo não é o povo e sim quem tem conduta de ser inimigo do país e do povo. É mostrar que sua conduta foi inclusiva (interna e externamente). O governo atual é excludente e antiprogresso. Não entrar em questões moralistas (ou de falso-moralismo) pois ao lado do governo estão os moralistas do atraso e seu discurso caminha por ali. É nisto que polarizam. O povo quer saber se sua vida vai melhorar ou piorar. O fundo das manifestações no mundo são de cunho econômico e distributivo. Chega de concentração. Bolsonarismo é pró-concentração: de poder e de riqueza – favorece milicianos, mercadistas e banda podre do sistema de repressão. O povo nunca fez parte de sua vida pública. Sempre foram seus interesses e de sua família. É contra isto que deve ser a meta e não contra os eleitores.

  6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Especialistas, Digo: O que beneficiou esse dublê de presidente: A mídia golpista que desde sempre atacou o PT e Lula e Dilma (A primeira mulher desse país a ser uma presidenta) um banco de parasitas que condenaram Lula sem provas para tirar da corrida nas eleições, o STF que sempre desconfiou que existia no processo interesses políticos e ficou por isso mesmo, Cadê o Janot? O Supremo sempre soube que Dilma saiu por um Golpe, se calou para toda essa barbárie que vivemos. Cadê esses especialistas? onde eles estavam? Nesse país o único jornalista que teve caráter de enfrentar esses lacaios foi Glenn e ainda hoje é perseguido por ter caráter e ética, coisa difícil entre essa manada de robôs que só repetem as notícias sem nenhuma criticidade. Eu não sou especialista nessa área, mas qualquer pessoa que tenha o mínimo de consciência sabe o motivo da polarização. Lula Livre Já.

  7. Bolsonaro não tem mais essa força toda, que estava justamente no anti-petismo, agora já mto bem desmascarado pelo Glenn e o The Intercept. Lula vai esmagá-lo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome