Evitar o aumento de instabilidade no STF é salvar o que resta, por Janio de Freitas

O desgaste na Corte fortalece os planos da extrema direita. Nomes cotados nos corredores do Planalto para ocupar vagas no Supremo são de Sérgio Moro e João Gebran

Supremo Tribunal Federal. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Jornal GGN – A composição do Supremo Tribunal Federal (STF) pode sim ser insatisfatória para as urgências do Brasil, sobretudo na defesa da Constituição e de sua frágil democracia, entretanto, essa composição é também ruim para os planos da extrema direita. A avaliação é de Janio de Freitas em sua coluna deste domingo (21) na Folha de S.Paulo.

Em outras palavra, Janio ponderam que a instabilidade envolvendo os ministro Dias Toffoli e Alexandre de Moraes, se resultar na queda dos dois membros do STF, irá beneficiar os planos do grupo político que, de forma extrema, é contrário a “consolidação do Estado democrático de Direito, liberdades civis, eleições livres, pluralidade política”.

“Muito ao contrário. Tal projeto é que explica as escolhas desatinadas na composição do governo, continuadas a cada dia. Anúncios frequentes de medidas insensatas, umas, revoltantes outras. E mesmo atitudes que perturbam ministros, para maior embaraço da governança”, completa Janio.

O presidente da república é quem nomeia os membros o Supremo Tribunal Federal. Logo, em caso de substituição, Bolsonaro poderá nomear dois homens de sua confiança para assumir uma cadeira na corte. Dois nomes possíveis para ocupar essa função são do ministro da Justiça e ex-juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, e João Gebran, “desembargador da corrente extremada no Tribunal Regional Federal do Sul”, destaca Janio.

“Desgaste maior do Supremo, portanto, fortaleceria o plano da extrema direita. Duvidosa embora, para muitos estarrecidos com a série de decisões decepcionantes do tribunal, ainda é lá que permanece a possibilidade de dificultar-se o plano medievalesco personificado em Jair Bolsonaro”, conclui o articulista.

Leia também:  Gilmar critica relação da mídia com Lava Jato e Bial defende Globo

Uma prova de que a mudança na composição do STF é um dos planos do governo Bolsonaro está no pacote da reforma da Previdência, produzida pelo ministro da Economia Paulo Guedes, e entregue pelas próprias mãos de Bolsonaro à Câmara dos Deputados. A PEC inclui a antecipação de cinco anos na aposentadoria compulsória de ministros dos tribunais superiores, incluindo portanto, os do Supremo. Para ler a coluna de Janio de Freitas na íntegra, clique aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

  1. URGENTE !!

    Espero que este blog tome ciência e faça um artigo sobre uma notícia estampada no Jornal O Dia (RJ) :
    ” Governador Witzel quer derrubar possível candidatura de Eduardo Paes à Prefeitura do RJ utilizando o Juiz Bretas ”
    A utilização do judiciário para atingir adversários políticos escancarou-se .
    VERGONHA MUNDIAL !!

  2. No Brasil não temos extrema direita. Temos golpistas que fingem ser de extrema direita. Uma rápida comparação com a extrema direita de outros países basta para percebermos isso.
    A substituição de ministros,se viesse a ocorrer,embora tornasse o processo de entreguismos mais acelerado,também o tornaria mais aviltante e,portanto,com maiores riscos.
    A diminuição da aposentadoria compulsória não é um casuísmo. Casuísmo foi aumentá-la em cinco anos para impedir que a presidenta Dilma pudesse indicar os novos ministros.
    O resto,como sabemos,é golpismo descarado.
    A atual composição da côrte máxima do país cumpre muito bem o papel a ela designado pelos golpistas: O de dar caráter legal ao golpe. Nada mudará,portanto. Tudo continuará como está com os palhaços distraindo a plateia enquanto o circo é entregue de graça aos falcões do norte e seus aliados carniceiros.

  3. Sinceramente…
    A campanha contra o STF já está tocando por ai, assim como fizeram com a Dilma…
    As forças que apoiam o bolsonaram vào desde os evenagélicos, sistema financeiro, as redes de TV, os milicianos e a turma da Lava jato e todo empresário que visa apenas se dar bem nào importando com a condiçào de seu empregado se for análoga a escravidao!

  4. Incluir essa mudança na PEC da Previdência é no mínimo exdruxula… Não existe a menor relação… Por que não faz uma PEC exclusiva ? E trabalha para aprovar…

  5. Este filme eu já assisti(tropa de elite),estão usando o sitema para limpar o STF, para entregarem aos milicianos bosonaristas.

  6. Pode entrar quem for……aquilo não melhora nem piora, não se presta aos interesses do povo brasileiro, é imprestável portanto……

    Fariam um bem se fechassem…….aliás, o judiciario deveria ser remodelado de cabo a rabo impondo aos seus deuses a fiscalização popular, e nem adiantaria reclamar, pois todo poder emana do povo e por ele é exercido…..

  7. Entendo que a queda desses dois magistrados (sem notável saber jurídico e reputação ilibada) e a sua substituição pelos dois “notáveis” da lava jato sugeridos pelo Jânio, por mais desejads que possa ser pelo governo, pode não alcançar o efeito desejado.
    A menos que se aposentem os ministros estáveis, de real saber jurídico, esses dois indicados só vão passar vergonha.
    Porém, pode suceder que se materialize o pior: esses dois assumem, a PEC da bengala aposenta os notáveis e casa recebe uma composição esdrúxula.
    Caso aconteça, consequências poderão ser tão lesivas quanto o fechamento do tribunal.
    Estamos vivendo a síndrome do sapo cozido e já não há mais como pular da panela.

  8. Quem está envolvido com falcatruas tem mais que ser investigado , doa a quem doer e se estiver fora da lei tem mais que ser preso.

  9. li um artigo de eugenio aragão, ex-ministro da justiça,
    que me convenceu disso tb…
    o stf pode ter dado o golpe em conluio com outras
    partes de outras instituições inclusive e principalente
    com a grande mídia, mas agora nitidamente está
    sendo atacado pela extrema-direita mais infame …

  10. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome