Ex-assessora de Jair Bolsonaro também aparece no relatório da Coaf


Flávio Bolsonaro ao lado do seu pai, futuro presidente – Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
 
Jornal GGN – Além da própria acusação de repasse do ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício José Carlos de Queiroz, à primeira-dama Michelle Bolsonaro, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) também incluiu detalhes sobre movimentações financeiras entre as contas do ex-assessor e de sua filha, Nathalia Melo de Queiroz, que até o mês passado era assessora do então deputado e futuro presidente Jair Bolsonaro.
 
O Coaf já havia identificado uma movimentação classificada como “atípica” de R$ 1,2 milhão em uma conta do ex-assessor e policial militar Fabrício Queiroz. O caso obteve uma maior repercussão após se tomar conhecimento de que, entre os repasses, estava a futuro primeira-dama Michelle Bolsonaro como uma das beneficiárias, que recebeu um cheque de R$ 24 mil.
 
A quantia integrava uma série de outras movimentações entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017 do ex-assessor de Flávio Bolsonaro. 
 
Entretanto, nos detalhes do Coaf é revelado, ainda, que a filha do ex-assessor, Nathalia Melo de Queiroz, também teria intermediado algumas das remessas de dinheiro. Sem especificar todos os valores detalhados e individuais, o nome de Nathalia aparece no relatório do Conselho ao lado da quantia de R$ 84 mil, entre as transferências junto a seu pai.
 
O caso do policial e ex-assessor do filho de Bolsonaro mostra que as relações são familiares: a filha era lotada até o mês passado como assessora no gabinete do então deputado e hoje presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL).
 
Nathalia foi nomeada em dezembro de 2016 para atuar como secretária parlamentar de Bolsonaro e deixou o cargo no dia 15 de outubro, juntamente com o seu pai, que havia deixado o gabinete de Flávio na Alerj. Não se sabe se ambos estavam sendo cotados para ocupar outros cargos no governo de transição. O último salário recebido por Nathalia, segundo registro da Transparência da Câmara, foi de R$ 10.088,42 em setembro deste ano.
 
Até ontem (06), Flávio Bolsonaro havia saído em defesa do seu ex-assessor: “Fabricio Queiroz trabalhou comigo por mais de dez anos e sempre foi da minha confiança”, disse em suas redes sociais. Mas sem se arriscar por uma possível responsabilização futura, completou: “Nunca soube de algo que desabonasse sua conduta”.
 
 
 

14 comentários

  1. BOLSOLÃO de 100 mil reais mês

    o cheque é 1/4 do valor mensal

    Porque o Bretas nãoprendeu o BOSTAfilho, na operação “Furna Onça” que acusava os presos de propina de 20 a 100 mil (coincidencia ?)

    Ou esse “vazamento” é uma maneira de pressionar o BOSTApai, para receber um cargo no STF

    O problema é esse “vazamento” sair do controle

     

    E o amigo do traficante, será que aprovou esse vazamento ???  

  2. O Bolsonaro vai caçar os Marajás

    Vai começar a caçar os Marajás da sua própria casa.

    A Mulher do Bolsonaro recebia mensalinho.

    Esse motorista tá movimentando mais dinheiro do que a Carmem Lúcia, ex-Prizidenta do $TF.

    O que a Michelle 24 Bolsonaro disse para o motorista do Flávio Bolsonaro:

    Tem que manter isso aí, viu, Fabrício

  3. Por onde andam os boquirrotos do MP?

    Cade o Carlinhos Boca de Ovo? O Dallagnol ja preparou um Power Point sobre isso?

+ comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome