Exclusivo: Moro interferiu na sindicância do grampo ilegal na PF, por Marcelo Auler

A confirmação do grampo sem autorização judicial, logo no início da Operação Lava Jato – março de 2014 -, poderia (pode ainda?) contaminar todas as investigações que se seguiram, motivo da tentativa de abafar o caso.

Sérgio Moro, como juiz, palpitou em sindicância da Polícia Federal, antes dela ser concluída. (foto Marcelo Camacho/Agência Brasil)

Embora na função de julgar com imparcialidade os casos que lhe chegassem, Moro também palpitou em investigações feitas internamente na Superintendência do Departamento de Polícia Federal do Paraná (SR/DPF/PR). Ocorreu, pelo menos, na Sindicância SI-04/2014-SR/DPF/PR, instaurada para apurar o uso de um grampo ilegal na cela em que ficou preso o doleiro Alberto Youssef, dentro daquela superintendência.Não foi apenas junto ao Ministério Público Federal que o então juiz Sérgio Moro, quando magistrado à frente da 13ª Vara Federal de Curitiba, interferiu apresentando provas, sugerindo testemunhas e palpitando sobre investigações e peças de acusação, tal como mostraram diálogos revelados pelo The Intercept – ‘Não é muito tempo sem operação?’ .

A própria corregedora da SR/DPF/PR, delegada Rosicleya Baron de Albuquerque Barradas, encaminhou ao juiz a sindicância antes dela ter sido concluída. Atendeu um pedido do juiz, como revelou, em depoimento oficial, o delegado federal Maurício Moscardi Grilo, em fevereiro de 2017. Foi Moscardi quem presidiu aquela investigação interna que, segundo ficou provado posteriormente, tinha o intuito de abafar a utilização de uma escuta ambiental na cela, sem qualquer autorização legal.

A confirmação do grampo sem autorização judicial, logo no início da Operação Lava Jato – março de 2014 -, poderia (pode ainda?) contaminar todas as investigações que se seguiram, motivo da tentativa de abafar o caso.

Protesto do DPF Magno contra o arquivamento (foto do despacho editada)

O IPL 01/2017 deveria apurar possíveis responsabilidades criminais sobre o grampo. Mas acabou arquivado, a pedido dos procuradores da República da Força Tarefa da Lava Jato, em Curitiba, pelo juiz Nivaldo Brunoni, da 23 Vara Federal de Curitiba, onde ele tramitava tombado com o número 5003191-72.2017.4.04.7000/PR. O arquivamento contrariou a manifestação feita pelo delegado federal Marcio Magno de Carvalho Xavier, responsável pela investigação, que em 20 de julho de 2017, deixou claro que o seu trabalho ainda não estava concluído. No despacho consignou:Revelação Sigilosa – O depoimento de Moscardi é praticamente desconhecido. Encontra-se no Inquérito Policial 01/2017 – COAIN/COGER/DPF 01, instaurado em 2017 pela Coordenadoria de Assuntos Internos da Corregedoria Geral do DPF. Ele foi aberto a partir da conclusão de uma segunda sindicância – SI 04/2015 COGER/DPF -, realizada um ano depois da Sindicância presidida por Moscardi. Esta segunda investigação sobre o grampo ilegal foi presidida pelo delegado Alfredo Junqueira, da Corregedoria do DPF em Brasília.

Leia também:  Lava Jato decidiu poupar grandes bancos para não quebrar "sistema financeiro"

Deste modo, como os procuradores atipicamente requereram o arquivamento do Inquérito Policial, antes mesmo da realização de diligências básicas e da confecção do relatório final, requer, que esse MM Juízo se digne a conceder a dilação de prazo para a conclusão deste Inquérito Policial“.

Ele, porém, não foi atendido. Rapidamente o inquérito foi arquivado e ninguém responsabilizado criminalmente pela ordem da colocação do grampo ilegal. Jamais, também, vieram a público o conteúdo das gravações captadas. Tudo foi jogado para debaixo do tapete.

Continue lendo…

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

8 comentários

  1. A situação de Moro e Deltan Dallagnol está insustentável. Eles não páram de cometer crimes em conluio com um Desembargador do TRF do Paraná, logo o João Pedro Gebran Neto, que foi o Relator do Recurso do ex-presidente Lula, que, além de manter a condenação do ex-presidente, mesmo sem prova, ainda aumentou a pena para 12 anos e um mês, determinando o cumprimento da pena em regime fechado, e agora, esses três ministros do STF: Barroso, o de bigode chinês, Fachin, o da boca torta, e Fux, o da cara de mal. Fica cada vez mais patente, que essa turma do mal, não pára de cometer crimes! As revelações do site “The Intercept Brasil”, mostrando o conluio entre o ex-juiz Sérgio Moro, Deltan Dallagnol, e demais procuradores da força tarefa da Lava Jato e, agora, o Gebran, para condenar Lula, sem provas, comprovam a existência de uma “conspiração política” contra o ex-presidente Lula, ficando, portanto, comprovada a parcialidade e a suspeição do ex-juiz Sério Moro no julgamento de Lula. “O Supremo Tribunal Federal tem agora o dever de retirar todas as consequências destas gravíssimas irregularidades que conduziram a uma condenação injusta e ilegal e, consequentemente, libertar Lula e anular a sua condenação”. “A corrupção é tão importante quanto a democracia e o Estado de Direito. “Mas no caso de Lula, ela foi usada para alimentar estratégias que o eliminassem do jogo político, a fim de permitir que Bolsonaro chegasse ao poder e, em seguida, ‘recompensasse’ Sérgio Moro, nomeando-o ministro da Justiça”, utilizando-se de “lawfare”, que é a manipulação das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política. É o uso indevido do Direito contra inimigos, objetivando a condenação e a prisão de Lula, mesmo sem prova, com respaldo do Departamento de Justiça norte-americano que os orientou para tirar Lula da corrida presidencial para que ele não fosse eleito Presidente da República. Essa gente deveria ser exonerada de seus cargos a bem do Serviço Público. As máscaras de Moro, Deltan Dallagnol e sua trupe, caíram! Foi necessário chegar aqui, no país do carnaval, um renomado, corajoso e o maior jornalista do mundo, o norte-americano, Green Glennwald, para denunciar o escândalo da Lava Jato, desferindo golpes fulminantes nessa corja de bandidos, através do site “The Intercept Brasil”, do qual é cofundador; desbaratar e acabar com a farra, e a farsa dessa quadrilha que está à frente da Lava Jato, deixando-a de joelhos. Acabou! Caiu a máscara dos algozes e perseguidores de Lula! A vida é assim: “Aqui se faz, aqui se paga!” “Quem com grampo fere, com grampo, será ferido!” É a lei do retorno. Cadeia pra essa corja! Parabéns, Green Glennwald! “In Lula and Green Glennwald we trust!” #LulaLivre #LulaPresoPolítico #LulaPerseguidopelaJustiça #LulaCondenadoSemProva #LulaInocente (Poeta nordestino, de Sousa, no Sertão da Paraíba)😂😂🤣🤣😎🤩✊

    2
    1
  2. Nassif: curto e grosso — por quê não se afasta e, cautelarmente, caça o passapórte e manda prender esse safado TogaSuja? Será que a Querência de CruzAlta ficaria chateada. Ou os babões da PraiaVermelha fariam passeata de pijama? Pode ainda, a mando do Planalto, as Milícias do Queiroz fazerem arruaça e promoverem a Revolução dos Laranjas. Aos poucos o Brasil, com essa corja, se transforma numa pocilga. Melhor mesmo e ir fritar hamburger em Washington…

  3. alguém da limpesa descobrirá certamente a sujeira
    embaixo desse infernal tapetão
    sob esse estado de exceção

  4. QUADRILHA , quanto mais se mexe nessa sujeira ,a tal de lava-jato,mais claro fica que fomos jogados nesta situação por uma QUADRILHA DE DELINQUENTES que usaram o poder de agentes do ESTADO para praticar CRÍMES.
    Parece claro também que nos aguardam revelações da participação de instâncias superiores ,(que a gente tem certeza que se aliaram a esta quadrilha com o mesmo intuito).
    A pergunta é ,com essa massa deforme despolitizada,alienada que povoa este país,quem fará a limpeza necessária e fundamental para saírmos deste caos.?

  5. Vamos aos fatos, vou falar o que estou assistindo, conhecidos, parentes e amigos…….trabalhadores e aposentados não tem dinheiro suficiente para suprir suas necessidades……pessoas estão morando de favor para não ter que ir para a rua……..jovens se prostituindo para não passarem fome………são situações que estou assistindo, presenciando…….e essa escumalha do governo passeando?, uns dando vexames em encontros internacionais, outros bundeando nos staits???? Quem paga essa trolha toda? Desses imbecis deveria sair as soluções para os problemas do país, mas, egoístas, so pensam nos proprios umbigos enquanto o povo sofre, humilhado e calado, e ainda querem que os repeitemos????????????? VTC!!!!!!!!!!!!!!!bando de vermes……
    E onde a oposição? Esses idiotas que falam mal da destruição da previdencia, mas são totalmente a favor?
    Estamos mal……..isso só se reverte quando a primeira antena de tv for parar no chao……

    3
    1
  6. Beleza de prevaricação!
    Devemos supor que tais delegados não devem ter ficado satisfeitos com o “amoitamento” de suas diligentes investigações por parte das autoridades competentes.
    Logo, as alegações de moro e dalanhol sobre a existência de “hackers” cairão no ridículo .
    Eles fizeram tantos inimigos, desrespeitaram tantos bons profissionais pelo caminho que a certeza de que os vazamentos sairam dos próprios órgãos da lava-jato se tornará absoluta.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome