Alvo da Lava Jato, filho de presidente do TCU advoga para Paulinho da Força

Jornal GGN – Alvo de mandado de busca e apreensão cumprido pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato, Tiago Cedraz Leite Oliveira, 32, filho do ministro do Tribunal de Contas da União, é advogado do deputado federal e presidente do Solidariedade, Paulinho da Força. Segundo reportagem publicada pelo jornal O Globo nesta quarta-feira (15), Tiago também é secretário de Assuntos Jurídicos da legenda e manteve em seu escritório uma série de profissionais filiados a outros partidos.

Na última quarta-feira (8), apontou O Globo, Tiago levou Paulinho da Força ao gabinete do ministro Vital do Rêgo, relator de um processo que investiga o deputado, desde 2010, por suspeita de danos ao Erário na contratação de uma fundação pela Força Sindical. O ministro não estava lá. Paulinho da Força negou o encontro com Tiago.

Segundo o jornal, até a semana passada, Tiago circulava “sem constrangimentos” pelo TCU, onde seu pai, o ministro Aroldo Cedraz, ocupa o cargo de presidente. O jovem advogado “teve ascensão meteórica — acumulou clientes, sócios, patrimônio, negócios e prestígio político — desde a chegada do pai ao cargo de ministro, em 2007. Uma fatia importante das causa de seu escritório, o Cedraz Advogados (montado também em 2007), está atrelada à pauta de processos do TCU.” Tiago integra a OAB desde 2006.

Essa semana, a imprensa divulgou que o réu delator da Lava Jato, Ricardo Pessoa, dono da UTC, disse às autoridades que Tiago recebia uma mensalidade de R$ 50 mil para repassar informações do Tribunal de Contas que interessavam aos negócios de sua empresa. Além disso, teria recebido R$ 1 milhão para influenciar um julgamento envolvendo a Usina de Angra 3, obra da UTC. O depoimento foi feito há quase um mês e meio, mas apenas essa semana a Polícia Federal teve autorização para “vasculhar” a casa e a sede do escritório de Tiago. 

Em 2013, Tiago adquiriu por R$ 2,95 milhões um apartamento de 247 metros quadrados em um bairro nobre de Brasília. Cerca de R$ 2,28 milhões foram financiados em 61 meses, em prestações de R$ 37,5 mil cada, com juros de 8,2% ao ano. Antes, em 2009, o advogado comprou um lote de 1,3 mil metros quadrados em outra área nobre da capital federal, por R$ 750 mil, R$ 1,07 milhão em valores atualizados. No lote, ele construiu a sede do Cedraz Advogados.

Leia também:  Período do mandato importa na hora do impeachment

A assessoria de imprensa de Tiago afirmou, em nota, que “o aumento do número de processos acompanha o crescimento gradual e orgânico do escritório” e que o escritório dele tem mais de 35 mil processos em todos os ramos do Direito (e não apenas em órgãos como o TCU). A nota aponta para a possibilidade de processos contra “ilações irresponsáveis e ilegais acerca da atuação dos profissionais que foram ou são do escritório”, bem como acerca do patrimônio de Tiago.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

7 comentários

  1.  
    … Quer dizer, “intonci”,

     

    … Quer dizer, “intonci”, que o filho do carlista do TCÚÚÚÚÚ, além de mensaleiro da UTC, é advogado de porta de cadeia do lacaio e pelego Paulinho da Força Sindical &$ do ‘Aécio Furnas Forever’?!

    Isso é que são [mega]pedaladas!…

    •  
      Viva a “meritocracia

       

      Viva a “meritocracia cheirosa” da [eterna] Casa Grande!

      É a impunidade, estúpido!

      “Vai ter panelaço da ‘coxinhada’?!”

      A conferir: a seriedade dessa gente, estúpida!…

  2. Vira e mexe, fede e dobra,

    Vira e mexe, fede e dobra, são sempre as mesmas figurinhas carimbadíssimas que estão no “jogo”. De outro lado, vê-se que a receita federal não fiscaliza quem quer que seja…

  3. Nem que

    Nem que eu trabalhasse dez vezes a minha vida iria angariar um patrimônio que o Cedrazinho acumulou em alguns anos apenas! Vai ser “competente” assim na casa do chapeu!!!! kkkkkkkkkkk

  4. Quem com propósitos legítimos

    Quem com propósitos legítimos se aproximaria desse sujeito de alguma forma.? nem homem, nem mulher, nem advogado, nem sócio, nem correligionário, ninguém. Só de olhar pra cara dele.

  5. A moral dos investigadores

    Eu fico me perguntando a moral que tem uma instituição presidida pelo pai de um filho com este currículo e este cículo de amizades, para investigar uma pessoa correta como a Presidenta Dilma e um partido que fez a inclusão social de mais de 40 milhões de brasileiros e livrou da fome outros mais de 20 milhões! Definitivamente isto aqui é uma república hilariante, isto é uma piada de muito mal gosto, pq isto seria cômico, se não fosse trágico!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome