Flávio Bolsonaro “descobriu” que é investigado junto com Queiroz, diz assessoria

Jornal GGN – A assessoria do senador Flávio Bolsonaro emitiu uma nota à imprensa, na noite desta quinta (17), informando que sua defesa descobriu que ele era “objeto de investigação” do Ministério Público do Rio de Janeiro depois que teve acesso aos autos do processo contra o ex-motorista Fabrício Queiroz.

O acesso foi demandado somente após Flávio ter faltado ao depoimento marcado no MP do Rio, em 10 de janeiro.

A defesa afirmou que ao pedir providências ao Supremo Tribunal Federal, a intenção não era beneficiar Queiroz com a suspensão das investigações, mas reparar “nulidades” que os promotores do Rio supostamente teriam praticado contra Flávio.

Entre elas está a alegada quebra do sigilo fiscal e bancário do senador, entre 2007 e 18 de dezembro de 2018 (quando ele recebeu o diploma de eleito), sem autorização prévia da Justiça.

Ao STF, a defesa de Flávio pediu que as provas obtidas junto ao Coaf sejam anuladas. Mas o ministro Luiz Fux só concedeu uma liminar para paralisar as investigações.

Caberá ao Supremo analisar se Flávio deverá ser investigado na Corte, graças ao foro privilegiado, ou se o inquérito continuará tramitando na primeira instância.

Leia, abaixo, a nota completa:

A assessoria de Flávio Bolsonaro informa que sua defesa ajuizou Reclamação no Supremo Tribunal Federal em face do MP/RJ tendo em vista que, ao ter acesso aos autos do procedimento, verificou ser o Senador objeto de investigação, o que atrai a competência ao Supremo Tribunal Federal — única autoridade competente para decidir sobre o foro adequado à continuidade das investigações em curso relativamente a ele.

Ademais, a defesa apontou, na Reclamação, nulidades diversas, como a quebra dos sigilos bancário e fiscal do Senador, para fins de investigação criminal, sem autorização judicial.

Todos os requerimentos feitos limitaram-se à pessoa do Sr. Flávio Bolsonaro e aos procedimentos ilegais que foram tomados em relação a ele pelo MP/RJ, não implicando solicitação relativamente a nenhum terceiro.”

6 comentários

  1. Escândalo é o sigilo das investigações também.

    O MPE/RJ manter segredo de justiça. E ainda pede suspensão até 1 de Fevereiro.

    Alguém sabe o que vai acontecer em 1 de Fevereiro? Posse no Senado.

    Como o Fux pôde antecipar foro privilegiado?

    Não se viu ninguém em frente ao STF protestando. Assim vai o Brasil.

    • Foro Privilegiado de $enador é uma porcaria

      De acordo com o $TF:

      1) O foro por prerrogativa de função aplica-se apenas aos crimes cometidos durante o exercício do cargo e relacionados às funções desempenhadas.

      2) Após o final da instrução processual, com a publicação do despacho de intimação para apresentação de alegações finais, a competência para processar e julgar as ações penais não será mais afetada em razão de o agente público vir a ocupar outro cargo ou deixar o cargo que ocupava, qualquer que seja o motivo”.

       

      O Queiroz não tem foro privilegiado. O Flávio Bolsonaro terá foro privilegiado mas seus eventuais crimes foram cometidos antes do exercício do cargo, além de não ter relação com a função senatorial.

  2. Queiroz não era apenas

    Queiroz não era apenas motorista do senador, tem estado com ele faz tempo. Quando foi descoberta a movimentação prá lá de incriminadora na conta de Queiroz, ainda mais com aquela história de doação de salário dos funcionários fantasmas, só sendo muito cínico. Se bem que, prá quem lembra do Banestado, prisão de Lula e outros tantos casos que envolvem Sérgio Moro, cinismo ali é o que não falta.

    Manipular o sistema judiciário para tentar obter resultados falsos, até que dá prá entender. O que espanta é a bandeira que Sérgio Moro e a família Bolsonaro dão de que são corruptos, mesmo, como quem diz “Somos mesmo, e aí, vai fazer o que? vai encarar?”

    Talvez eles estejam pensando que são Trump e que estão nos EUA, onde comprar setença é comum (a tal barganha), onde comprar voto de congressista não é crime (é “lobby”) mas o pior: onde Trump é milionário faz décadas enquanto o baixo-clero é ladrão de galinha e o ex-juiz só tava se sustentando enquanto lançava mão de seu cargo para benefício próprio e tinha o apoio dos realmente “elite”. Elite que já começa a torcer o nariz para essas baixarias…

    A gente não devia apenas impedir essa turma de permanecer no governo, tínhamos é que segregá-los da sociedade, cadeia ou hospício, isso sim.

  3. Governo Militar

    Quanto mais conhecemos o bando Bolsonaro, mais nos convencemos que é um conjunto de elementos desprezíveis, abjetos, sórdidos.

    O que mais decepciona é constatar que os Bolsonaros são os líderes desse governo Militar reacionário, ignorante, autoritário e que despreza o seu povo.

     

     

  4. Teve acesso aos autos?
    Na condição de teatenunha? Num processo que corre em segredo? Quer prova maior de informação privilegiada?

    Ah se fosse alguém do “PETE”…

  5. NÃO BASTA A MULHER DE CÉSAR “PARECER” HONESTA…

    A cobrança já chegou a cavalo, para Aqueles que venderam um Projeto Político baseado na Honestidade. Contaram a mesma mentira que Esquerdopatas já haviam contado. A Lavagem Cerebral produzida por esta Elite durou muito tempo, porque foi sendo construída por décadas. Honestidade não é projeto político. Honestidade é respirar. Se a falta desta honestidade resultar em Crime, então o Estado tem todos Mecanismos Legais para coibi-los e repreendê-los. Projeto Político poderia ser a total autonomia destes Mecanismos Legais. Mas neste país parece que não aprendemos com a História. Do Povo, pelo Povo, para o Povo. Não existe outro caminho. É a única Política possível. Quem não enxergou isto, ou já foi execrado como Tucanos ou condenados como Petistas. Nos dois casos terminarão na mesma cela. Mesma cela que ainda tem muito espaço para quem quer vender ‘honestidade’ como Projeto Político que o diferncia dos outros. O Brasil de muito fácil explicação. . 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome