Imprensa chega antes da PF na casa de Jaques Wagner

“Operação é casada com a visão midiática, com a visão da propaganda no ano eleitoral”, alerta governador Rui Costa 
 
jaques_wagner_3_0.jpg
(Foto ABr)
 
Jornal GGN – Equipes da imprensa chegaram antes da Polícia Federal no endereço do ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, que teve a casa vasculhada por volta das 6h da manhã desta segunda-feira (26) para uma ação de busca e apreensão autorizada pelo Tribunal Regional da 1ª Região, no âmbito da Operação Cartão Vermelho que investiga suposto desvio de dinheiro nas obras do estádio Arena Fonte Nova. 
 
O fato de a imprensa chegar antes que a própria operação judicial foi criticada pelo atual governador do Estado e colega de partido de Wagner, Rui Costa (PT). “É incompreensível, em qualquer nação desenvolvida, a imprensa chegar antes de quem vai executar a operação, antes da polícia. A operação é casada com a visão midiática, com a visão da propaganda no ano eleitoral”, alertou Costa durante coletiva de imprensa.
 
Para o governador, a maneira como a Operação Cartão Vermelho foi deflagrada é uma “propaganda negativa” em ano eleitoral. “Infelizmente, dia após dia, nosso país só reafirma essa tendência de parcialidade de quem deveria ser imparcial no processo de investigação”, disse.
 
O ex-ministro vem sendo especulado como possível candidato à Presidência pelo PT, caso Lula não consiga se candidatar. É um nome influente dentro do Partido dos Trabalhadores com lastro em cargos de governo. Foi ministro da Defesa, Casa Civil, chefe de gabinete da Presidência, Trabalho e Relações Institucionais, nos governos Lula e Dilma. Wagner também chefiou o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, durante o governo Lula. Além disso, foi governador da Bahia por dois mandatos consecutivos (2007-2014) e deputado federal por três mandatos. 
 
Atualmente, é secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo da Bahia, e seu escritório também foi vasculhado nesta manhã. Ao todo, a Cartão Vermelho cumpriu sete mandados de busca e apreensão em Salvador.
 
Costa também defendeu Jaques Wagner, afirmando ter “absoluta confiança na lisura” do ex-governador, completando que o Fonte Nova, comparativamente, foi “mais barato por metro quadrado”. 
 
O GGN fez um levantamento e verificou que o custo das obras do estádio esteve dentro do valor médio das obras dos outros 11 estádios reformados ou construídos para receber os jogos da Copa do Mundo de Futebol em 2014. Veja no quadro do final da matéria.
 
https://www.youtube.com/watch?v=bqwq-n4-I04 width:700
 
No inquérito divulgado hoje sobre a Operação Cartão Vermelho, a PF investiga o suposto superfaturamento de R$ 450 milhões. O Fonte Nova custou R$ 684,4 milhões, valor menor do que as obras do estádio do Maracanã (R$ 1,05 bilhão), Arena Corinthians (R$ 1,06 bilhão), Mineirão (R$ 695 milhões) e Arena Amazônia (R$ 669,5 milhões).
 
Se os indícios da Polícia Federal estiverem certos, a reconstrução do Arena Fonte Nova, que teve o antigo prédio implodido em 2010 para receber a nova estrutura, seria bem abaixo do valor das obras de qualquer um dos 11 estádios da Copa: R$ 234,4 bilhões. 
 
O inquérito investiga, ainda, supostas irregularidades no processo de licitação para favorecer a contratação do consórcio Fonte Nova Participações (FNP), formado pela Odebrecht e OAS. A Polícia Federal busca também provar se Wagner teria desviado R$ 82 milhões, parte do recurso utilizado em campanhas eleitorais.
 
A PF chegou a pedir a prisão preventiva do ex-governador da Bahia, mas o TRF-1 negou a necessidade do procedimento, liberando apenas as buscas e apreensões.  
quadro_corrigido.jpg

10 comentários

  1. Nunca imaginei que qualquer

    Nunca imaginei que qualquer policia do mundo CONSEGUISSE ser mais complexada do que o governo dos Estados Unidos…

  2. …..
    Olhando a tabela por metragem quadrada todos os estádios estão dentro dos parâmetros do valor de mercado, estranho toda essa contabilidade que fazem pra dizer que os estádios estão superfaturados.

  3. Ação Conjunta da Mídia com a
    Ação Conjunta da Mídia com a PF.
    Até as eleições, onde houver um candidato competitivo do PT, haverá ações da PF, comandada pelo indicado do Sarney.

  4. Essa gente hoje sobe na terra

    Essa gente hoje sobe na terra do buraco que estão cavando. É certo que já estão desmoronando…..mas eles continuam sem perceber. Esse auto-empoderamento de setores da PF e do judiciário tem levado diversas instituições da sociedade à insignificância. Não tem sociedade que aguente isso por muito tempo. Quando o bumerangue retornar …….

  5. Imprensa chega antes da polícia…
    Isto já passou das medidas, não é possível tamanha manipulação. Somos o que? Idiotas?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome