Inquérito sobre lavagem de dinheiro e crime eleitoral de Flávio Bolsonaro prossegue

A Polícia Federal queria que a investigação fosse arquivada, mas o promotor Alexandre Themístocles, do Ministério Público do Rio de Janeiro, não concordou com a PF e vai dar sequência à investigação.

Jornal GGN – O inquérito eleitoral que investiga Flávio Bolsonaro continua. A Justiça Eleitoral investiga se o filho Zero1 de Jair Bolsonaro praticou lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral na declaração de bens. A Polícia Federal queria que a investigação fosse arquivada, mas o promotor Alexandre Themístocles, do Ministério Público do Rio de Janeiro, não concordou com a PF e vai dar sequência à investigação.

O promotor vai pedir auxílio ao Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) na investigação. Ele já é investigado no Gaecc por peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no caso da ‘rachadinha’ na Alerj.

O caso está na 204ª Zona Eleitoral, com o juiz Flávio Itabaiana, responsável pelo caso da ‘rachadinha’. A Gaecc entra no circuito pelo fato das duas investigações terem objetos semelhantes – o patrimônio do sendor.

Com informações de O Globo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Aras pede “apuração preliminar” sobre reunião do GSI e Abin com a defesa de Flávio Bolsonaro

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome