Juíza do RJ proíbe cremação do corpo do miliciano Adriano da Nóbrega

A família fez o pedido de autorização judicial, como previsto em lei para mortes por causas violentas. A cerimônia deveria ocorrer na manhã desta quarta, dia 12.

Jornal GGN – A juíza do plantão judiciário Maria Izabel Pena Pieranti proibiu a cremação do corpo do miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega pois, segundo ela, não constam no pedido documentos imprescindíveis para a cremação, como a cópia da Guia de Remoção de Cadáver e o Registro de Ocorrência.

A família fez o pedido de autorização judicial, como previsto em lei para mortes por causas violentas. A cerimônia deveria ocorrer na manhã desta quarta, dia 12.

A juíza diz, em sua decisão, ‘que não se encontram preenchidos os requisitos previstos na Lei de Registros Públicos (lei 6.075/1973)’, além da falta dos documentos exigidos por lei.

Diz ainda que Adriano não morreu de causas naturais, constando em sua certidão de óbito que sofreu anemia aguda e politraumatismo causados por instrumento perfuro-cortante.

O ex-policial era um dos três integrantes considerados chefes do grupo de milicianos do Escritório do Crime e o único foragido. Ao menos desde 2003, o ex-PM está envolvido com problemas na Justiça ou com a polícia.

Com informações do jornal O Globo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Posse do TST tem ‘algozes’ do Judiciário, embate sobre reformas e crítica velada a Bolsonaro

3 comentários

  1. Circula nas redes sociais várias versões sobre a morte do miliciano.
    Essa ultima notícia reforça uma dessas teses, qual seja:

    O corpo a ser cremado é de um morador de rua.

    O Adriano sai do Brasil com identidade trocada e boa grana.

    A retirada do seu nome da lista de procurados mais o pedido da família para que o corpo seja cremado, o que torna totalmente impossível futura exumação para exames.

    Só falta justificar a escolha de um estado governado por um governador petista, ma nom tropo.

    No entanto, mesmo sem a participação e conhecimento direto do chefe do executivo bainao, mas com a colaboração da PM, todo o teatro se torna quase perfeito, afinal trata-se de fato ocorrido num estado petista, portanto insuspeito de incorrer nesse tipo de fraude.

    Elementar meu caro?

    Hummmm
    Se fosse em outro estado que nutre alguma simpatia, minima que seja, pelo governo as suspeitas de armação seriam muito maiores.

  2. O QUE É QUE JORNALISTAS DA ESQUERDA FAZEM QUE NÃO VÃO CHECAR O CORPO?
    SEQUER SABIAM DA TAL CREMAÇÃO…
    SEQUER SABIAM QUE O CORPO SUPOSTAMENTE SAIU DA BAHIA E JÁ TAVA NO RJ…
    PORQUE É QUE DEPUTADOS DA ESQUERDA NÃO VÃO CHECAR A VERACIDADE DISSO?

    É MAIS UMA FARSA COM A CUMPLICIDADE DE TODOS????

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome