Meu primeiro beijo judicial, eu nunca esqueço

Quando analisamos o  processo contra os PTistas no STF  e toda a desconstrução da defesa na acusação apresentada, não posso deixar de me colocar no lugar dos injustiçadas, pois eu também já fui uma delas

 1- Na década de 90 (  1991  ou 92) eu me envolvi em um acidente de trânsito, eu havia provocado o acidente e assumi a culpa imediatemente. Esperei a pericia e fui a delegacia prestar depoimento. Uma semana depois todas as custas materiais foram pagas, mas 1 ano depois recebi uma intimação para ir ao FÓRUM DE TAGUATINGA-DF para audiencia preliminar em processo criminal de LESÃO CORPORAL. Naquela ocasião fiquei sabendo que o delegado havia enviado ao MP denuncia de presunção de LESÃO e o promotor havia aceito a denúncia. Da audiencia preliminar meu advogado havia me representado de maneira incompetente e o processo correu. 

2- Passados 10 anos eu volto a um outro FÓRUM, agora em SAMAMBAIA/DF respondendo agora processo por DESACATO COM AMEAÇA A VIDA.

Vamos as explicações:

1- No processo de LESÃO  houve uma falha ( FALTA DE PROVAS) – Um processo por lesão tem que aparecer um laudo médico dizendo que houve a lesão, onde foi e sua gravidade.  Delegado não pode emitir laudo médico e nem pode presumir uma lesão ele tem que deixar isso ao profissionais da área. Até aí nada demais, o promotor do caso poderia corrigir o erro pedindo ao delegado que procurasse o tal laudo médico. Fato que não ocorreu. 

RESPONDI PROCESSO CRIMINAL SEM PROVAS. ELE PRESCREVEU E NUNCA PUDE ME INOCENTAR.

2-Em março de  2003 denuncieu uma autoridade por prevaricação ao MP de Brasilia, 6 meses depois por retaliação a autoridade me denunciou e pasmem, a promotoria aceitou. Em menos de 6 meses o MP correu com o processo por desacato e até hoje eu estou esperando o processo de prevaricação ser respondido, ou melhor ele foi respondido, foi arquivado em 2006 isso depois que o MPF entrou no caso.

Leia também:  Como a raiva política ajuda campanhas eleitorais, mas prejudica a democracia

O processo de desacato tinha várias falhas e uma delas se sustentava em testemunha viciada ( futuro genro da suposta vitima) já meu processo por precaricação estava recheado de provas.

 

Que um processo criminal sem provas possa ser aberto? Tudo bem, o homem é um ser imperfeito e erros acontecem, mas que no julgamento esses erros sejam corrigido.

Os réus do GOLPE BRANCO chamando mensalão estão sendo julgados sem provas materiais e a testemunha de acusação já inocenteu grande parte deles. Vai ser muito ruim o STF não inocentar todos, afinal o que eles fazem lá em cima pode servir de exemplo aos debaixo. É por isso que todos aqueles que foram processados sem provas, foram injustiçados precisam se manifestar, para o bem dessa capenga justiça.

Por tudo exposto estamos criando o clube:

Meu primeiro PCSP, eu não esqueço  

P.S. PCSP- Processo Criminal Sem Provas

P.S. 2 anexaremos documentos posteriormente e andamento do clube. Por que disso e que isso fez de mim?

Enquanto professora de ciências da natureza, não me envolvia em causas politicas. Fazia campanhas para meus candidatos de esquerda, mas nada além disso,mas depois de 2003 a revolta tomou conta de mim e de lá para cá não deixo de me comover com a injustiças por aqui e pelo mundo afora e no meu pequeno nucleo de poder( sala de aula) tento fazer minha parte. 

Em 2011 lancei essa bandeira abaixo

Que agora se ampliou para essa bandeira hoje…

Leia também:  Freixo reconsidera candidatura, mas em troca quer “união das esquerdas”

E mais tantas outras bandeiras

http://www.ced123.com/meusarquivos/FOLHETO5bandeiras.jpg

 O grupo de discussão sobre erros judiciais

http://www.advivo.com.br/grupo/judiciario

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome