Militar que trabalhou para Michelle participou do 08 de janeiro

Mensagens do celular de Luis Marcos Reis mostram vídeos e áudios onde o militar fala sobre a invasão realizada no começo do ano

Agência Brasil

O segundo-sargento Luis Marcos Reis, preso em operação da Polícia Federal que investiga suspeitas de falsificação de comprovantes de vacinação, esteve presente nos atos antidemocráticos de 08 de janeiro.

Reis, que atuou na Ajudância de Ordens sob o comando do tenente-coronel Mauro Cid, é um dos investigados por fazer saques e pagar contas da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, como lembra o jornalista Aguirre Talento, do portal UOL.

Segundo o relatório da PF, era possível observar o militar na cúpula do Congresso Nacional, ao lado de outros manifestantes – Dos Reis deixou o cargo no Planalto em junho de 2022.

As autoridades encontraram no celular do segundo-sargento vídeos feitos por ele durante os atos de 08 de janeiro, além de diversos relatos aos interlocutores – inclusive um áudio onde afirma que “o recado foi dado” sobre as invasões.

Dos Reis chegou a ser citado na investigação onde uma empresa com contratos fechados com a Codevasf efetuou transferências para sua conta, de onde foram retirados recursos para pagar despesas pessoais da então primeira-dama.

Leia Também

Redação

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador