Moro discute “projetos” com Ratinho Junior e o amigo Carlos Zucolotto

Jornal GGN – O futuro ministro da Justiça Sergio Moro inseriu em sua agenda de fim de semana um momento de confraternização entre famílias com o governador eleito do Paraná, Ratinho Junior e o deputado estadual Guto Silva, vice-presidente da Assembleia Legislativa, ambos do PSD.

Além da esposa Rosângela Moro, que aparece em uma foto postada na conta de Instagram de Ratinho, Moro esteve acompanhado também de Carlos Zucolotto, o padrinho de casamento, amigo e sócio de Rosângela, acusado por réu da Lava Jato de cobrar 5 milhões de dólares em propina para facilitar os termos de um acordo de delação premiada com os procuradores de Curitiba.

Na foto que Ratinho divulgou no Instagram, Zucolotto escreveu: “Paraná fez uma grande escolha. #dignidade #esperança #futuro”. Em sua página pessoal, o amigo de Moro também divulgou foto com o deputado e o governador eleito. 

Ratinho, por sua vez, escreveu que a conversa “foi muito boa, descontraída e produtiva”. “Projetos e ideias para o Bem do Paraná e do Brasil” foram discutidos com “nosso ministro Sergio Moro”.

Foi o ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran quem revelou à imprensa que o amigo de Moro supostamente cobrou propina para ajudar num acordo de delação em Curitiba. Quando o escândalo veio à tona, Moro saiu em defesa do amigo, negando qualquer envolvimento dele com a Lava Jato. Hoje, Zucolotto divide mais uma sociedade com Rosângela: uma empresa de palestras.

O ministro anunciado da Justiça passou os últimos dias tangenciando perguntas da imprensa sobre o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, que foi relatado pelo Coaf por ter feito movimentações suspeitas que somam R$ 1,2 milhão, e repassado R$ 24 mil para Michelle Bolsonaro, a primeira-dama, em 2016.

Leia também:  Presidente do STF apresenta sinais de infecção por coronavírus

Jair Bolsonaro alegou que o dinheiro para Michelle era pagamento de uma dívida que totaliza R$ 40 mil, que Fabrícia detinha com o capitão da reserva. 

Nesta segunda (10), cobrado novamente, Moro disse que “o presidente eleito” já esclareceu o caso e que não compete ao ministro da Justiça se posicionar sobre o assunto.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

    • “Hó, pávidos tendeiros,

      “Hó, pávidos tendeiros, gentis bufarinheiros. A cidade é vossa. Pilhai com decência” — Afrânio Zuccolotto

      Romanelli: isto é apenas o início da farra do boi.

  1. Progresso

    Nassif: o Imperio dos Pinhas está em franca ascensão. Savonarola, hoje cognominado EliotNessTupiniquim está ensinando o caminhos das pedras ao colega político. Aulas importantes para quem quer subir. Assim como ele no passado recente, hoje, Ratinho Jr. Amanhã pode alcançar o topo e ter o nome no aumentativo…

  2. Aviso

    Compete ao ministro da Justiça se posicionar sobre os assuntos que também dizem respeito a seus amigos. Que fique bem claro.

  3. Moro nao vai mais ser ministro do Bolsa
    Vai ser secretário estadual do ratinho. Ele tem que garantir a sua boquinha publica

  4. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome