MP pediu dados bancários de Flávio Bolsonaro desde 2007

 

Jornal GGN – Para pedir ao Supremo Tribunal Federal que a investigação sobre Fabrício Queiroz seja suspensa na primeira instância, a defesa de Flávio Bolsonaro reinvidicou o direito ao foro privilegiado e sustentou que o hoje senador estava na mira dos promotores do Rio de Janeiro.

A defesa de Bolsonaro não tem conversado com jornais como O Globo, que disse ter procurado pelos advogados e recebido a resposta de que não vão comentar ações que estão sob segredo de Justiça.

Mas o site O Antagonista surgiu primeiro com uma nota dizendo que a defesa afirmou ao Supremo que os promotores do Rio pediram ao Coaf um relatório sobre os dados bancários de Flávio Bolsonaro de 2007 em diante.

A informação, de um lado, ajudaria a moldar a tese de que o Ministério Público do Rio não teria competência para processar um senador da República. Mas, de outro, ajuda a entender por que Flávio entrou na defensiva, já que suas finanças passariam a ser investigadas.

À imprensa, o filho do presidente vinha dizendo que é o mais interessado na investigação de Queiroz, para que tudo se esclareça e ele deixe de ser cobrado pelas suspeitas que envolvem seu ex-motorista e amigo da família Bolsonaro.

Mas, na prática, Flávio Bolsonaro não tem colaborado com as autoridades, pois faltou ao depoimento marcado pelo Ministério Público. E, conforme informado nesta quinta (17) pela promotoria, foi a defesa de Flávio que entrou no Supremo para paralisar a investigação.

ara barrar a investigação sobre Fabrício Queiroz no STF, a defesa de Flávio Bolsonaro informou que o Ministério Público pediu ao Coaf dados sigilosos do senador eleito que abrangem o período de 2007 em diante.
 
Segundo a publicação do blog, o MP-RJ teria pedido dados sobre Flávio em 14 de dezembro. No dia 18 de dezembro, ele foi diplomado como senador e ganhou foro no Supremo. 
 
“O D. MPE/RJ utilizou-se do Coaf para criar atalho e se furtar ao controle do Poder Judiciário, realizando verdadeira burla às regras constitucionais de quebra de sigilo bancário e fiscal”, diz o pedido.
 
Segundo informações da jornalista Andréia Sadi, no G1, ministros do Supremo avaliaram, em off, que a estratégia de Flávio foi um tiro no pé. Com a investigação suspensa, o pedido para que o inquérito tramite onde o senador tem foro deverá passar pela análise da Procuradoria Geral da República, que será “obrigada” a ampliar o escopo da investigação. Michelle Bolsonaro, que recebeu R$ 24 mil de Queiroz, pode ser investigada.

14 comentários

    • Infelizmente, não. A provável

      Infelizmente, não. A provável manchete deste final de semana será antecipação de mais uma condenaçao sem prova do homem do povo. Porque é assim que fundiona desde o inicío da farsa jato. Toda vez que os golpistas-entreguistas se veem em apuros, mandam bala contra o Pt. E o Pt, que não conhece redes sociais,não se antecipa aos fatos, denunciando de antemão a mudança de foco feita pelos colhordas da direta pra salvar os seus. A disposiçao de ferrar o Pt pelos golspistas só é comparável com a lentidão e falta de inteligência das autoridades do Partido. É que o republicanismo não deixa. Lastimável !!!

  1. “Mas, no site O Antagonista,

    “Mas, no site O Antagonista, surgiu uma nota dizendo que a defesa afirmou ao Supremo que os promotores do Rio pediram ao Coaf um relatório sobre os dados bancários de Flávio Bolsonaro de 2007 em diant”:

    Nem sequer o IMPOSTO DE RENDA dos Estados Unidos sequer mais que SETE anos de documentacao!!!

    Isso nao eh mero abuso!

    Eh tentativa de derrubar o processo do judiciario.

    Das mais abertas e declaradas. “Processo” arquitetado pra ser jogado no lixo.

    Nao confiem nesses”promotores”, gente:  extrema direita puta.  Digo…  Pura.

    • O fisco brasileiro

      tem 5 anos para conferir e cobrar IRRF , mais cinco anos para inscrever o devedor na dívida ativa e mais 5 anos para executar essa dívida.

      O Antagonista tem advogados formados pela Faculdade de Direito de São Judas Iscariotes, a faculdade traiçoeira. Se não,  eles saberiam.

  2. Como ele soube?
    Avisaram pra ele como vazou a operação furna da onça? Deveria ser preso preventivamente afinal esta obstaculando as investigações… Mas não interessa porque não é do “pete”

  3. HOJE, FLAVIO BOLSONARO NÃO É SENADOR

    O Garoto do Jair, Flavio Bolsonaro, é, hoje, Deputado Estadual do Rio de Janeiro,
    até ser empossado Senador no dia 1º de Fevereiro de 2019, quando se inicia
    a 56ª Legislatura do Senado Federal, com encerramento em 31 de janeiro de 2023.

    Ainda que fosse Senador, não teria Foro Especial por Prerrogativa de Função no STF,
    porque, conforme Decisão do Próprio Supremo Tribunal Federal (STF), em 03/5/2018,
    o Foro Privilegiado “aplica-se apenas aos crimes cometidos durante o exercício do cargo
    e relacionados às funções desempenhadas”.

    https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2019/01/17/posse-de-senadores-e-eleicao-da-mesa-serao-dia-1o-de-fevereiro

    http://www.stf.jus.br/arquivo/informativo/documento/informativo900.htm#Prerrogativa%20de%20foro%20e%20interpreta%C3%A7%C3%A3o%20restritiva%20-%203

  4. Queirozene!

    Queirozene! quem tem rabo de palha… chama os bombeiros que tem fogo no rabo dos bozo! E o Fux fuxdeu de novo!

  5. Se fosse sério, estariam investigando os 28 anos de Bozo

    Ou alguém duvida que a ex-esposa e cãdidata não eleita que disse e desdisse que ele ganhava mais de 100 mil por mês nos tempos dela era fruto de “participação gabinetária majoritária” do então deputado Jair Bolsonaro?

    Uma verba de gabinete atualizada (111 mil) mordida em suaves 80% pelo deputado Jair Bolsonaro dá:

    28 anos x 12 meses x 80% x 111 mil = ~ 30 milhões

    Fora os salários e benefícios de de pralamentar e eventuais proventos da reserva militar.

    Sem somar o dos filhotes.

    isso é que é “boquinha”

  6. Se é ex-presidente, vale qq. ilegalidade. Se é o motorista…

    Vão arrumar um jeitinho de anular o processo.

    Na verdade, já estão arrumando…

    Dele e de qualquer outro da patota do atraso eterno.

    E olha que ainda falta o congresso entrar, por enquanto só com o judiciário, as FFAA, a PF, o MP, mídia e empresários.

    E 56 milhões de zumbis.

    Dá pra ter esperança?

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome