Mulher de Moro abre empresa de palestras com Zucolotto, o amigo acusado de cobrar propina

 
Jornal GGN – Em parceria com Carlos Zucolotto – o padrinho de casamento de Sergio Moro acusado de cobrar propina para ajudar numa delação premiada em Curitiba – Rosangela Moro, esposa do juiz da Lava Jato, decidiu abrir uma empresa de palestras. Procurada, “ela disse que se tratava de um assunto pessoal que preferia não comentar”.
 
Segundo informações da Folha deste domingo (8), no início do ano, em sociedade com Zucolotto e os advogados Guilherme Henn e Fernando Mânica, Rosangela abriu a HZM2, que está registrada em Curitiba. 
Rosangela e Zucolotto já foram sócios em um escritório de advocacia, mas a esposa de Moro deixou a empresa com a Lava Jato em andamento.
 
Zucolotto foi acusado pelo ex-advogado da Odebrecht Rodrigo Tacla Duran de cobrar 5 milhões de dólares em propina para ajudar o réu a negociar uma delação premiada com os procuradores de Curitiba. Em mensagens, Zucolotto disse a Duran que colocaria “DD” no circuito e melhoria a multa que seria aplicada a Duran. O ex-advogado rejeitou a proposta de delação.

Procurada, “ela disse que se tratava de um assunto pessoal que preferia não comentar”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Moro pode usar cargo para mandar PF perseguir , diz Damous

11 comentários

  1. Lava Jato é uma mina de ouro pra “turma”…

    ….que aproveita direitinho esses “filões”, sem o menor constrangimento, sem um pingo de preocupação com o desmonte do país onde nasceram.

    Mas queria mesmo entender a concessão do habeas corpus ao Lula pelo desembargador plantonista do TRF 4.  O que está por trás dessa súbita decisão? Não consigo comemorar…

  2. Favorito concede habenas

    Favorito concede habenas corpus o Lula. A decisão do magistrado não será átacada,o próprio Favreto será atacado. As hominem

  3. A Zinha do moro abrir uma

    A Zinha do moro abrir uma firma com o Zinho Zucolotto não tem nada demais. A Lava Jato, é como diria Dom Corleone no filme o Poderoso Chefão: São só negócios. A tempo: Um juiz de Curitiba mandou soltar o LULA. Em pleno domingo. Estragou o fim de semana da quadrilha….

  4. Respeitosamente sugere-se temas para palestras

    – Como ganhar a vida destruindo empresas, empregos e um país

    – Judicialismo: a arte de condenar sem provas

    – Justiça brasileira: sem provas de fato, mas convictos do ato

    – Revanchismo, injustiça, destruição de reputações – a nova sanha do judiciário nacional

    – Usando da hipocrisia para implantar um partido judicialista

    – Como ser um traidor da pátria e ainda parecer um patriota

    – Faturando alto com delações 

    – Como corromper através do falso combate à corrupção

    – Para destruir um partido, destrói-se uma nação. E quem se importa?

    • mais uma sugestão:- palestras

      mais uma sugestão:

      – palestras e livros: saídas para contablizar dinheiro não contabilizado? 

  5. *

    Fica uma questão no ar: o Brasil é um país da impunidade ou da arrogância ou do “crime compensa” ou tudo isso junto e mais uma infinidade de outras irregualridades de competencia da elite?

     

     

  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome