O dia em que Gilmar repercutiu as denúncias sobre a indústria da delação no Supremo

Jornal GGN – Era o início do julgamento do habeas corpus (HC 143333) de Antonio Palocci na Lava Jato, que está preso provisoriamene há mais de um ano por ordem de Sergio Moro. Gilmar Mendes, então, pediu licença ao ministro Ricardo Lewandowski e abriu, diante dos colegas ministros, uma informação de bastidor que endossa o que GGN vem denunciando há tempos: que existe uma indústria da delação premiada em Curitiba, que escolhe quais escritórios de advocacia vão participar das negociações e ganhar fortunas e quais ficarão de fora.

No caso, Gilmar citou o exemplo do advogado Rodrigo Castor de Mattos, que atuou na delação de João Santana, mesmo sendo irmão do procurador da Lava Jato Diogo Castor de Mattos.

 
Gilmar parafraseou o advogado José Roberto Batochio para narrar o seguinte episódio: “Esteve comigo, quando imaginava que ia se julgar esse habeas corpus, o doutor Batochio, nos idos do ano passado. Ele disse: ‘fui constituído pelo doutor Palocci [como advogado de defesa na Lava Jato], mas estou deixando o caso. Estou deixando, mas sinto envolvido e, por isso, fiz questão de vir aqui despachar. Estou deixando o caso porque Curitiba assim exige.”
 
“Palavras do doutor Batochio”, disse Gilmar: “Curitiba assim exige.”
 
Segundo a revelação, Palocci estava em vias de negociar uma delação premiada e, por isso, foi obrigado pela força-tarefa a trocar de defensor.
 
“O que o doutor Batochio fez, com a seriedade do grau, foi apontar que estavam a escolher advogados para a delação, ou aqueles que nao poderiam sê-lo. Veja como esse sistema está engendrando armadilhas e, na medida em que estamos [no STF] diminuindo nossa competência, estamos o alimentando. É o ovo da serpente”, disparou Gilmar, convocando os colegas de corte a não esvaziar o uso dos HCs e consequentemente empoderar ainda mais a República de Curitiba.
 
Em meio à revelação, Gilmar olhou para a procurador-geral da República, Raquel Dodge, que estava sentada ao lado da presidente Cármen Lúcia, e disse: “Este é um ponto importante, doutora Raquel, para prestar atenção: para a necessidade de transparência nesse processo [de construção dos acordos de delação].”
 
“A corrupção já entrou na Lava Jato, na Procuradoria”, disse Gilmar, sacando um outro escândalo envolvendo o papel dos procuradores nas delações: “Alguém tem dúvida da atuação de Fernanda Tórtima e Marcelo Miller [no caso JBS]? É um classico de corrupção que tem que ser investigado e ser dito.”
 
“O que estou falando aqui não é segredo para mim nem para o relator [Edson Fachin, que é de Curitiba”, acrescentou Gilmar, ao advertir que “a Procuradoria-Geral tem que tomar providências em relação a isto, aos fatos conhecidos.”
 
O ministro Luiz Fux interrompeu a manifestação de Gilmar para frisar a gravidade da denúncia e pedir investigação.
 
“Eu nunca ouvi falar desse doutor Castor. Acho que temos, como magistrados, de registrar essa sua fala e instaurar um procedimento para apurar isso. Isso não pode ser ouvido assim. Somos juízes!”, disse Fux. “Um juiz não pode ouvir isso de forma passiva”, defendeu. “É o que estou dizendo à procuradora [Dodge]”, respondeu Gilmar.
 
Gilmar Mendes ainda lembrou que fora o escândalo da seleção de advogados, há ainda relatos dando conta de que “pessoas que são indicadas para serem delatadas. Temos o caso de André Esteves que foi delatado por Delcídio [do Amaral] e era falso, e mesmo assim ficou preso. Já temos um caldo de cultura para discutir isso.”
 
EM FAVOR DO HC
 
Ao final da manifestação, Gilmar disse que “não é possível que nós não estejamos observando” os abusos da Lava Jato. 
 
“Esse tribunal só não é menor porque é composto por figuras que o cumpuseram no passado. Não tem nada mais importante na doutrina do tribunal do que o habeas corpus!”, advertiu.
 
“Essas invencionices [para derrubar o HC de Palocci] não apenas matam o instituto do HC, mas matam também, um pouco, a este tribunal.”
 
Em outra passagem, Gilmar disse que “se a gente não concede habeas corpus, veja o poder que se dá para essas instituições. Se chancelarmos esse poder, vamos ser, no mínimo, cumplices de várias patifarias que estão a ocorrer. O caso do doutor Castor, em Curitiba, o caso de Miller, aqui [em Brasíloia]. É notório que teve corrupção.”
 
O julgamento do HC de Palocci já tem 5 votos contra a liberdade do ex-ministro e será retomado nesta quinta (12).
 
Veja, abaixo, o comentário de Luis Nassif sobre o julgamento no Supremo.
 
https://www.youtube.com/watch?v=VgcSP9hlCCQ]
 
A manifestação de Gilmar começa por volta dos 56 minutos do vídeo abaixo.
 
[video:https://www.youtube.com/watch?v=hfASjdaGzj0&t=54s

26 comentários

  1. Gilmar Mendes, o único com **** roxo no STF

    Se a marca registrada de alguns mnistros do STF (Rosa Weber, Cármen Lúcia, Luiz Edson Fachin, Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Luis Roberto Barroso e Luiz Fux) são a incompetência, covardia e mau-caratismo, Gilmar Mendes se caracteriza pela atuação político-partdária em defesa do tucanato, pela truculência e verborragia, quando provocado. Mas GM não se mostra susceptível a pressões e chantagens, sejam elas vindas das OCRIMs midiáticas, judiciárias ou outras instituições estatais. Ele foi na jugular dos lavateiros e reação por meio de nota mostra que GM disse verdade, na denúncia que fez em sessão pública da STF.

  2. Inacreditável. Foi preciso de

    Inacreditável. Foi preciso de um Ministro como Gilmar Mendes para começar a tirar a máscara dessa falsa republiqueta.

  3. Parece que foi assim mesmo….em Curitiba

    Para não irmos tão longe é só lembrar a advogada Catta Preta, que pegou mais de 20 milhões no primeiro pacote de delações premiadas e logo fugiu para Miami…

  4. Hora de virar o jogo

    O ministro Gilmar Mendes está enfrentando os fascistas de Curitiba. Os senadores estão se omitindo.

    Chegou o momento de virar o jogo. O Poder Político pertence aos políticos e hoje está usurpado por membros do sistema judiciário acumpliciados com a Globo.

    O Senado deveria iniciar o processo de impeachment do ministro Luis Roberto Barroso, advogado da Globo lotado no STF.

    • Nem tão cedo. Barroso, é o

      Nem tão cedo. Barroso, é o Cunha da Corte. Marun já tá até de bem com ele.

       

      O STF, hoje, é igual à Câmara de Cunha, uma maioria negociada pra barrar/prejudicar desafetos. Ou seja, não adianta NADA, qq um da esquerda ir ao STF pra NADA. 

      E, essa não é a parte ruim. O pior é o que está porvir.

      Não quero crer que o STF esteja banalizando e facilitando toda a sorte de prisões arbitrárias e, deixando bem claro, pra quem quiser saber, que essa coisa de HC’s é coisa do passado, à toa. Nos novos tempos do Min. Barroso, não tem essa de HC, não.

      Não sabemos o quê ou quem vem por aí mas, pelo ” abre -alas” dá pra termos uma ideia.:

      Prisões arbitrárias

      fim do HC’s

      histeria moralista

      eliminação e/ou inviabilização de lideranças populares…

      Precisamos romper o cerco mas não vejo como isso pode acontecer de maneira republicana.

      • Fim de HCs?

        Parece que o caminho é esse.

        Negaram o HC do Palocci. Placar de 7×4.

        O ministro Celso de Mello tb votou contra.

        Não sei se tudo isso muda depois de prenderem a Dilma, a Gleisi, o Mantega…

        A ver.

  5. O gilmau precisa tomar

    O gilmau precisa tomar cuidado, pois, vá – que os demônios me deixem fora disso – que alguns outros e outros e outros também estejam metidos nos “negócios”. Longe de mim pensar mal de alguns tantos. Mas, vá que instaladas investigações, né dona polara, lá se chegue. Vá que, por milagre (argh), alguma corregedoria não esteje envolvida e vá lá conferir, né dona carmencita, e lá se encontre algo mais do que vaidade… Passou da hora, né dona carmencita, desse trambolho dito cnjotazinho trabalhar e, finalmente, julgar as suspeições desMoronadas, não? Ou o cnjotazinho continua sendo sucursal globosta à critério seu…

  6. GM

    É integrante da máfia tucana, não esconde, tem lado, mas não é covarde.

    Parece muito preocupado em perder poder para os lacaios caipiras chefiados por moro, o escolhido a dedo pela inteligência estadunidense, um psicopata perverso a serviço do Capital e das famiglias donas do planeta. 

    A pergunta: Como vamos tirar Lula da msmorra antes que o matem?

    LulaLivre

  7. Conselho ao Gilmar: Apronta o

    Conselho ao Gilmar: Apronta o “DOSSIÊ” do que até as pedras desconfiam e espalha pelo mundo afora(não dentro d”ESSA PORRA”). Caso vc caia e machuque um dedo, alguém aqui dentro tem que ser responsabilizado(se lembra do PC FARIAS?).  Essa turma é perigosa. O Teori foi abatido. Nada os detém. São bons soldados a serviço da potência do hemisfério  Norte.

  8. O problema é que talvez ele
    O problema é que talvez ele esteja enfrentando o monstro que ele mesmo ajudou a criar, muito tarde.
    O monstro cresceu e agora vai começar a comer a mao de quem o alimentou

    • a branca da globo e os 5 anões

       

      Sergio Parabéns!  Você desatou o nó. Ele ajudou a criar os corvos e agora tenta se livrar deles.Não estou aqui elogiando gilmar, porém tenho que reconhecer sua fina ironia em dar uma estocada na pequena carmen e nos outros 5 anões.

      “Esse tribunal só não é menor porque é composto por figuras que o cumpuseram no passado. Não tem nada mais importante na doutrina do tribunal do que o habeas corpus!”, advertiu.

  9. O golpe já cumpriu um dos

    O golpe já cumpriu um dos objetivos principais, a prisão de Lula. Gilmar está virando a metralhadora para Curitiba, afim de neutralizar o fogo amigo contra seus companheiros do psdb. Se o estado de exceção tiver que ser afrouxado, o será para preservar os partidos aliados do grande capital.  Nas mãos desse judiciário, o direito passou a se moldar ao gosto do freguês, aquele que detém o poder financeiro.

  10. Elogios ao Gilmar

    Elogios ao Gilmar !?

    O GGN foi rackeado !?

    Só falta o Antagonista elogiar o Lewandowski

    🙂

    Tempos confusos ou não.

  11. Muita atenção quando cospe a metralhadora de Gilmar

    Gilmar Mendes não nasceu ontem, não é bobo, conhece mais de política que os outros dez ministros do STF. Mas isso todo mundo já sabe.

    A questão é: porque escolheu este momento, do HC do Palocci, para abrir fogo contra a indústria da delação que se montou em Curitiba?

    Essa é a pergunta que, desconfio, será respondida em pouco tempo. Vamos ficar de olho.

  12. Gilmar Dantas

    Gilmar Mendes é só mais um dos que estão querendo sabotar a Lava Jato porque ela está chegando perto dos seus “amigos”. Suas palavras devem ser analisadas dentro desse contexto.

    • “Hoje é A, amanhã pode ser B ou C”

      Gilmau já tinha advertido que a mesma arma usada para aprisionar ilegalmente o Presidente Lula, amanhã poderá (?) ser usada conta o Mineirinho, MT e quadrilha, Careca, Aloísio500mil e toda a cúpula criminosa do P$DB.

  13. Divagando ou em se tratando de stf, ta dificil falar serio…..

    Nestes ultimos tempos, tenho feito um “intensivão” de TV justiça……sobretudo o/a seriado/telenovela stf…….Uma das melhores, a netifriquis devia comprar….gosto muito da parte onde os juizes argumentam os votos, mesmo se a vezes parece um pouco longo(entre 1 e 6 horas…..), acho muito instrutivo e pedagogico……..mesmo se as vezes é dificil de entender mas começo a me habituar…..frases do tipo “A confirmação da negativa da afirmação da tese” me parecem normais…….o problema é que um ministro diz isso num dia e na semana seguinte, o mesmo ministro em assunto semelhante, opta pela “Infirmação da afirmativa da negação da tese”………mas a intriga da serie e super interessante……..

  14. Se a lavajato estivesse

    Se a lavajato estivesse atacando a direita, ela já estaria totalmente desmoralizada, pois eles já teriam batizada as delações premiadas como “delações combinadas”.

  15. Gilmar Mendes e Toffoli

    Toffoli, de Lula a Gilmar Mendes

    O Jornal de todos Brasis

    Toffoli, de Lula a Gilmar Mendes19 SAB, 24/10/2015 – 18:23

    É curiosa – porém previsível – a transformação  pela qual passou o Ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal). Sua indicação para o STF foi uma demonstração cabal da falta de noção de Lula sobre a dimensão do cargo. Sem currículo, sem conhecimento, sem luz própria, a carreira de Toffoli se limitava a serviços prestados ao PT.

    Como Ministro, não teria mais os laços com a rede protetora do partido ou com os referenciais do padrinho. Teria que se virar em outro ambiente, nos quais cada qual é cada qual, ele, sua obra e sua história. E em posição tremendamente desfavorável, em relação ao peso intelectual e à biografia de seus pares.

    Seguiu então o caminho usual dos fracos. No melhor estilo República Velha, tratou de encontrar abrigo no colega que melhor encarnasse a figura do velho coronel político. Gilmar Mendes, claro.

    Aos poucos foi se aproximando e se abrigando nas costas quentes de Gilmar com a mídia. Não apenas passou a ser poupado pela mídia como, quando tentou com Gilmar o “golpe paraguaio” – no julgamento da prestação de contas de Dilma Rousseff pelo TSE -, ganhou espaço nobre nas páginas da Veja e de O Globo. Merecido: entregou a Gilmar duas relatorias-chave na prestação de contas – a de Dilma e do PT – como se tivesse sido por sorteio, atropelando qualquer métrica de probabilidade.

    Consolidado no novo habitat político, passou a emular os piores hábitos de seu novo padrinho, a arrogância incontida, a grosseria, a falta de limites, o uso da autoridade da forma mais arbitrária possível.

    Seu carteiraço, ontem na Câmara, sobre um servidor da Receita que ousou defender o CPF como base do cadastro único – contra o título eleitoral –, a grosseria com que o tratou e a reclamação posterior ao Ministro da Fazenda Joaquim Levy,  é típica da pior tradição republicana.

  16. Pitaco
    Caro Nassif, esta história de cerca de 600 apelidos não identificados, só da odebrecht, me leva a suspeitar que para além do ‘neopunitivismo’ na justiça, há mesmo é muito rabo preso. Uma hora isto vai ter que vir a tona.

  17. Podridão

    Só confirma a triste realidade de podridão quase generalizada do Judiciário. 

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome