Moro fica incomodado com elogios de Bono Vox a Lula: propaganda inapropriada, diz

“Depois da morte de Nelson Mandela, só existe no mundo uma pessoa capaz de juntar ricos e pobres, pretos e brancos, gordos e magros. E essa pessoa se chama Luiz Inácio Lula da Silva.” 

Jornal GGN – O juiz da Lava Jato Sergio Moro ficou incomodado com a audiência do jornalista Fernando Morais no processo em que Lula é acusado de receber propina de empreiteiras associadas à Petrobras. Parte da denúncia coloca em xeque as palestras que Lula fez, em parte, com patrocínio empresarial.
 
Morais, que vem escrevendo um livro sobre o ex-presidente, contou a Moro que acompanhou Lula em 18 viagens internacionais. Em uma delas, a Londres, Lula recebeu a visita de Bono Vox, ocasião em que foi comparado pelo cantor a Nelson Mandela. Moro ficou incomodado com os elogios e taxou os relatos do jornalista de propaganda inadequada.
 
Por volta dos 11h40 do vídeo, Moro começa a demonstrar impaciência com o depoimento de Morais e pede para que o jornalista seja mais breve e objetivo nas respostas. “Com todo o respeito, não precisa se alongar nas histórias.”
 
Na sequência, a defesa de Lula emenda uma pergunta sobre um episódio em especial, o encontro com Bono Vox em Londres. 
 
“O presidente foi a Londres convidado para fazer palestra para empresários. Às vezes ele ia convidado por empresários e às vezes por trabalhadores [na África do Sul, o convite partiu de sindicatos]. (…) Depois do almoço, estávamos no hotel conversando e chegou Bono Vox para fazer visita a ele. Conversaram. Na hora em que o Bono Vox foi embora, o presidente perguntou se eu poderia fazer a delicadeza de acompanhá-lo até a saída do prédio. Eu disse sim. Havia ali uma centena de repórteres, mais por causa do Bono do que por Lula. Os repórteres perguntaram para ele o que achou da conversa com Lula. E Bono disse uma frase que ficou muito marcada na minha memória, que foi a seguinte: Depois da morte de Nelson Mandela, só existe no mundo uma pessoa capaz de juntar ricos e pobres, petros e brancos, gordos e magros. E essa pessoa se chama Luiz Inácio Lula da Silva. Por se tratar não de um cientista político nem de um teórico mas cantor de rock, aquilo me impressonou muito”, respondeu Morais.
 
“Mas essa questão é relevante para o caso por qual motivo?”, perguntou Moro. O advogado Cristiano Zanin respondeu: “Nós estamos falando da reputação de um acusado.”
 
Moro retrucou: “Não, não estamos falando de reputação. Existe uma acusação a ser julgada… Não é apropriado [ceder espaço a elogios para Lula]”, anotou Moro.
 
O juiz ainda disse que “a defesa pode fazer essas questões meritórias em relação ao ex-presidente fora do processo, não precisa ser aqui, em audiência. (…) Essa questão não tem nenhuma relevância para o julgamento”, cravou Moro.
 
Zanin tentou argumentar que a questão era importante para o processo porque as palestras que Lula deu ao redor do mundo estão diretamente ligadas à sua credibilidade e reputação, e perguntou a Moro se ele estava incomodado com algo. “Não incomoda, doutor, só acho que o processo não deve ser utilizado para esse tipo de propaganda. “
 
Sentindo-se ofendido, Fernando de Morais pediu para usar a palavra, ao que Moro, duramente, respondeu: “Não, o senhor responde as perguntas que forem feitas.”
 
O jornalista obedeceu mas, visivelmente, indignado, voltou à baila com a questão da “propaganda” e “repudiou” a fala de Moro. Morais reforçou que seu trabalho, em parceria com a editora Companhia das Letras, é jornalístico e sério, muito longe de ser “chapa branca”. Ele afirmou que não colocaria em xeque uma carreira sólida e de mais de 50 anos no jornalismo para fazer “propaganda” de um ex-presidente.
 
No depoimento, o jornalista ajudou a desmontar as acusações da Lava Jato em Curitiba.
 
Ele relatou que Lula proferiu, de fato, todas as palestras que foram solicitadas no exterior. Morais afirma que, para seu livro, fez o registro em áudio e vídeos e acompanhou todos os eventos. 
 
O jornalista também afastou a ideia de que Lula usava as reuniões com autoridades estrangeiras para praticar tráfico de influência, afirmando que acompanhou o petista em todas as conversas com chefes de Estados e outros poderosos e, em nenhum momento, foi solicitado a ele que se retirasse do local dos encontros.
 
Assista ao vídeo abaixo.
 
https://www.youtube.com/watch?v=VEt7yF5iQyU

24 comentários

  1. E se avizinha

    E se avizinha mais uma condenação 

     

    o que tem haver Bono Vox com o Julgamento?

     

    Qual prova substancial pode ser subtraída?

     

    Este Zanin vai conseguir mais uma condenação 

    • A pergunta é: O que tem a ver

      A pergunta é: O que tem a ver este julgamento? Impedir a candidatura do Lula? por que seu heró não se candidata?

    • O objetivo é claro, dar um
      O objetivo é claro, dar um exemplo da reputação do Lula no mundo. O que o juiz deve achar um absurdo dado o seu preconceito e sua postura direitista e partidária.

  2. O “Talk Show do Mazzaropi” começou a semana agitado!

    Mazaropi além de perder a paciência com a defesa de Lula, insultar testemunhas de defesa… se redimiu na outra entrevista.

    Fechando a noite, a atração principal era FHC! 

    Entrevistar o próprio chefe é sempre constrangedor… mas Mazaropi se saiu bem.

    Para terminar de vez as insinuações de corrupção envolvendo FHC, Mazaropi foi direto ao ponto: perguntou se FH recebeu alguma propina.

    AFINAL DE CONTAS, PRA QUE INVESTIGAR… É SÓ PERGUNTAR AO ACUSADO SE ELE COMETEU ALGUM CRIME… E CONFIAR NAS PALAVRAS DO CHEFE!

    Apesar de Mazaropi ter ouvido dezenas de vezes de outros delatores que o governo FHC foi corrupto, que FHC interveio em contratos para beneficiar seu filho, que FHC também fez palestras, que FHC também teve o acervo guardado por empresas envolvidas naLava-Jato, que o iFHC recebeu todo tipo de benefício das empresas investigados… nada disso levou a alguma investigação… nada… 

    Pelo jeito o TalkShow mais assistido do país terá novas temporadas.

    • Passando pelo 247, me deparei
      Passando pelo 247, me deparei com o seguinte: olha o tipo de pergunta que o Savonarola caipira fez ao FHC, acerca de como FHC era pago pelas palestras e outros trabalhos que realizava: “Alguma empresa reformou alguma propriedade que utilizava por fora, em reforma, algo assim?” Reparando bem, isso quer dizer: o juizeco faz uma pergunta de quem não quer saber mais nada. A pergunta feita se encerra em si mesma. Mesmo sendo inquirido como testemunha, a pergunta certa a ser feita a FHC, caso houvesse um interesse legítimo de saber detalhes, seria no sentido de entender como se dava a relação entre a palestra dada e seu pagamento. Mas não com uma pergunta capciosa apenas, mas no estilo MPF e Moro, escarafunchando detalhes. Maaaaaas, para o juizequinho, quando se tem o chefinho tucano sentado à sua frente, não fica bem perguntar as perguntas que são feitas ao Lula. Esse circo interminável desse puteiro de Curitiba já deu tanto no saco que cansa até de ficar repetindo o óbvio.

      • Mazzaropi escondeu os emails de FHC pedindo “o de sempre”

        “ALGUMA DESSAS EMPRESAS QUE LHE CONTRATOU REFORMOU ALGUMA PROPRIEDADE QUE O SENHOR UTILIZAVA POR FORA”???

        A Camargo Correa construiu logo um aeroporto na fazenda de FHC:

        https://istoe.com.br/33102_PORTEIRA+ABERTA/

        Além disso, tem delação do Cerveró falando abertamente que FHC interveio em contratos para empresa do próprio filho, PHC.

        Mazaroppi vem falar isso logo na semana dos e-mails de FHC pedindo “o de sempre” para a Odebretch… essa Lava-Jato é mesmo uma completa piada!!!

         

  3. Caro juiz Sergio Fernando

    Caro juiz Sergio Fernando Moro,

    Apresente as provas contra o Presidente Lula.

    Saudações cordiais, Gabriel.

  4. Uma vez panaca….

    Esse playboy togado está se achando, mas perto do Lula, como os da sua plebe,  não passa de um grande bobão deslumbrado. Mais um que tem lugar cativo no lixo da história.

  5. E usar o cargo de funcionário

    E usar o cargo de funcionário público concursado para fazer perseguição política? Isto pode Arnaldo?

    Juiz de merda. A roda da vida gira e em um desses giros sua hora chega.

  6. Mais uma oportunidade
    Mais uma oportunidade desperdiçada. Mais uma chance que se vai de deixar claro que é a meganhagem que utiliza uma peça de propaganda como se teoria politica fosse; e, pior ainda, para corromper o Estado de Direito, pra transforma-lo em Estado de Direita.

  7. Desrespeito ao Mazzaropi
    Embora divertido, é falta de respeito comparar o juiz de paz da roça com o nosso palhaço maior. Mazzaropi sempre repesentou personagens ingênuos, puros e honestos. As histórias sempre tinham um fundo edificante. O oposto do deslumbrado do paraíso fiscal.

  8. Está muito difícil aturar
    Está muito difícil aturar esse juizeco de 1a instância, deslumbrado,e com lado bem definido.

  9. Moro é juiz ao acusador? Pensei que ele fosse juiz….

    Moro é juiz ao acusador? Pensei que ele fosse juiz…. onde já se viu um juiz classificar de propaganda a defesa de um réu? Como assim? Inacreditável ver a que ponto chegamos. 

    Propaganda quem faz é Moro, enquanto que tais citações é claro e evidente não são propaganda pró-Lula e sim parte da sua defesa….noutro pais, Moro já estaria preso por praticar, dentre outros crimes, obstrução da defesa…ele faz de tudo para condenar um inocente….

    Duvido que exista no mundo uma figura mais reles e cinica com tanto poder como esse arremedo de juiz…..

    Parece que Moro ignora que ele Moro, ao fazer propaganda politica ou de promoção pessoal, como tem feito de forma abusiva,  é crime…

    Ao fazer isso, Moro pratica corrupção, dentro outros crimes…

    Classificar de propaganda a defesa do réu é de um escárnio sem tamanho…isso apenas demonstra a degradação das Instituições, como bem apontou o assessor do Papa Francisco (https://jornalggn.com.br/noticia/assessor-do-papa-francisco-tambem-e-impedido-de-visitar-lula)

    Que Moro seja acionado junto ao CNJ por esse grave crime previsto na Lei da Magistratura e na CF….ou será que a ditadura deu fim ao direito de defesa na Terra Brasilis….

  10. Bono Vox é mais brasileiro

    Bono Vox é mais brasileiro e entende mais sobre nosso pais do que esse viralatas como Moro e cia….

    Neste video Bono Vox desenha bem o motivo do golpe: o petróleo!

    E aponta a solução para o fim da corrupção: a transparência…

    Ah se tivemos muitos  Bono Vox neste pais…até temos, mas são silenciados por essa classe dominante assassina da qual Moro é um reles capitão do mato…

    https://www.youtube.com/watch?v=igxOs1F4zgM

    [video:https://www.youtube.com/watch?v=igxOs1F4zgM%5D

  11. RELEMBRANDO: Depoimento do zelador do triplex que ofendeu Lula

    Moro considerou “propaganda” o depoimento de Fernando Morais e decidiu intervir pedindo a testemunha para ir direto ao caso.

    Já no caso do depoimento do zelador do triplex, que não acrescentou absolutamente nada ao processo, Moro foi bem mais tolerante. Na realidade Moro deixou o tal zelador usar o depoimento para simplesmente ofender Lula sem nenhum tipo de comprovação, utilizando até a palavra “lixo”… depois Moro saiu em defesa do zelador falando que as perguntas do advogado eram ofensivas.

    Os jornais da época adoraram e divulgaram à exaustão as ofensas.

    O zelador ainda era candidato a vereador ou coisa do tipo.

    Vejam a partir de 9:31

    https://www.youtube.com/watch?v=4FjH26ekPhI

  12. Uma resposta irrelevante não resultaria de uma pergunta relevant

    Se a resposta não tem relevância significa que a pergunta também não tem relevância. Se a pergunta não tem relevância, porque ela não foi indeferida pelo juiz $érgio Róppi Moro?

    Assim como uma árvore má não pode dar um bom fruto, uma pergunta relevante não pode resultar numa resposta irrelavante. É elementar, meu caro Mazzaroppi.

    Juizeco Trolhudo!

  13. ESTAMOS diante de uma pessoa

    ESTAMOS diante de uma pessoa DOENTE, emocionalmente transtornada  ..vaidoso, de personalidade afetada

    SERGIO MORO sofre de transtornos psicológicos graves 

    ..arrogante, de estima elevada, carregando um latente complexo de superioridade, não admite ser confrontado, muito menos se sentir inferiorizado diante dum réu que ele, por preferências político-pessoais, quer ver humilhado e, mesmo sabendo ser inocente, insiste em apenar

    ISSO é muito grave ..a academia poderia, SE QUISESSE, facilmente diagnosticar este transtorno obsessivo que transborda a olhos vistos, o mesmo transtorno que há anos esta envenenando o país inteiro

    ..e enquanto isso LULA (e vai saber quantos mais inocentes e torturados), sofrem passivamente na mão desse PSICOPATA 

  14. Não sou …

    Não sou da área do direito mas :

    O fato de réu ser famoso e amigo de famosos não o faz inocente.

    A defesa tem direito de citar isto.

     

    • Mas o réu não deve provar sua inocência

      Cabe não ao acusado provar a sua inocência, mas ao acusador provar a culpa do réu.

      O fato de ser famoso e amigo de famosos não torna culpado um presumido inocente.

    • Mas não faz NINGUÉM suspeito ou culpado

      Se   “o fato de réu ser famoso e amigo de famosos não o faz inocente” não faz uma pessoa inocente, muito menos a fa suspeita ou culpada de alguma coisa. Lula é inocente até que seja provada a culpa dele, o que NENHUM torquemada ou lavajateiro conseguiu até agora. O fato dele estar condenado e preso não significa que seja culpado ou que tenham sido obtidas provas de ilicitudes que ele porventua tenha cometido. Os que lemos o processo sabemos disso.

  15. Tribunal midiático

    Ora, propaganda se faz em veículos de mídia como jornais, revistas, televisão, rádio etc.

    Se Moro considera as palavras da testemunha como propaganda, então ele considera o seu próprio tribunal um veículo midiático.

    Em certo ponto ele tem razão. Aquilo já não é mais um tribunal e sim um veículo de mídia.

     

  16. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome