O MPF precisa ser defendido daqueles que o usam como escada, por Luis Nassif

Prezados procuradores, Jair Bolsonaro é coisa vossa, e do Ministro Luis Roberto Barroso. Mas a independência do MPF continuará sendo peça central da democracia

Em tempos der irracionalidade, não adiante chamar à razão. Por aqui mesmo, várias vezes alertava o Ministério Público Federal do suicídio que cometia investindo contra os demais poderes, contra direitos individuais e contra a própria Constituição da maneira mais irresponsável possível.

Deu-se plena liberdade à Lava Jato. Vendo a popularidade da operação, o próprio Procurador Geral da República Rodrigo Janot entrou na onda. Liquidou com os sistemas de autocontrole da instituição, permitiu que o MPF fosse agente ativo da manobra inconstitucional do impeachment. O poder incumbido de defender a Constituição entrou de cabeça nas libações do punitivismo mais primário. Os jovens procuradores passaram a se inspirar no exemplo dos deslumbrados da Lava Jato. Abuse do seu poder, cometa arbitrariedades, vaze informações para mídia. Depois vá comemorar com a torcida mais um gol. E o MPF que exploda, que sirva apenas de escada para carreiras individuais. E quem critica é inimigo da instituição e defensor da corrupção.

Hoje se tem um partido dentro do MPF, a Lava Jato, que se tornou mais poderoso que a própria instituição. Um poder de Estado partidarizado, entrando no jogo político e das celebridades, ameaçando o próprio Supremo Tribunal Federal e correndo o risco de ter um procurador do nível de um Airton Benedito como Procurador Geral.

Como declarou ontem Bolsonaro, só respeitará a lista tríplice se “houver um dos nossos lá”. Não tem sentido nomear um inimigo, disse ele, com a objetividade dos toscos.

A partir de agora, haverá procuradores se tornando evangélicos, saudando Bolsonaro como o novo Jesus Cristo, deblaterando contra o marxismo cultural e disputando o apoio das milícias digitais.

Leia também:  A República de Curitiba e a República do Galeão, tudo a ver. Por Vivaldo Barbosa

Prezados procuradores, Jair Bolsonaro é coisa vossa, e do Ministro Luis Roberto Barroso. Mas a independência do MPF continuará sendo peça central da democracia. Daí a importância do MPF ser defendido contra os que pretendem apenas usá-lo de escada.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

14 comentários

  1. Já virou metástase, meu caro. Em algum momento do futuro, essa coisa chamada MP vai ter que ser posta abaixo – o judiciário também. Daí recomeçar do zero, como de resto, o país inteiro. Não por acaso, destroçado por essa turma.

  2. VIOLAÇÃO DE DIREITOS

    A destruição do Estado brasileiro tem sido conduzida tanto através da conivência e cumplicidade com práticas de violação do Estado Democrático de Direito quanto por meio do fomento à estruturação e manutenção de estruturas que constituem, a rigor, o desenvolvimento de um estado paralelo, alheio e avesso às normas legais, aos direitos constitucionais, à liberdade, à dignidade humana e demais princípios civilizados.

    Zelar pelo pleno respeito aos verdadeiros deveres constitucionais do Ministério Público constitui obrigação elementar que deveria ser priorizada pelo próprio MPF e por órgãos como CNJ e STF, assim como por instituições representativas da sociedade, a exemplo da ABI, OAB, AJUFE, ANDIFES, CUT, ANJ, CNBB, e tantas outras.

    A fim de impedir o inadmissível prosseguimento dos desvios de finalidade que servem a interesses mesquinhos, favorecem práticas ilícitas e violam direitos essenciais, é preciso promover uma ampla mobilização institucional para clamar pelo respeito à Constituição e para amparar o embate ‘da razão contra os erros, da luz contra as trevas’.

  3. Como declarou ontem Bolsonaro, só respeitará a lista tríplice se “houver um dos nossos lá”.

    Ao ler isso, não pude deixar de pensar: como a política de conciliação do PT, nomeando esses neandertais direitistas para o STF e PGR, era covarde e ilusória.

    • Isso significa que você tá com Bolsonaro ? E veja bem, quando o PT nomeou eles não podiam ser chamados nem de direitistas. Um deles, que se tornou um verme na definição de um ex-amigo, era um que poderíamos chamar de esquerdista histórico. O PT foi vítima de traição não de implementar política covarde e ilusória.

      • Olha meu caro, meu apoio ao PT é estratégico, não religioso. Tenho senso crítico, não vou fazer vista grossa aos aspectos deprimentes da política do partido.

        Inclusive, acho muito grave você insinuar que quem não apoia incondicionalmente o PT apoia Bolsonaro. Me soa canalha. Eu apoio o PT condicionalmente, não acima de tudo, até porque não sou filiado ao partido.

        A traição é óbvia, agora, ceder para traíras é o quê? Covarde e ilusório.

        • Também não sou filiado ao PT nem a partido nenhum. Desde que não ultrapasse o limite das divergências a escrita é livre e a interpretação dela também, estejam certas ou erradas. Uma pergunta pode ser entendida como insinuação. Por outro lado uma afirmação de uma determinada conduta colocada como contraponto à outra considerada covarde e ilusória dá margem a que se entenda apoio a primeira. Tanto a insinuação como o apoio são corretos. Ou errados. Ou um correto e outro errado. Varia conforme a interpretação.

    • Caro André Lameira! Essa tese que vc defende teria fundamento se fosse considerada válida a ciência da PREVISÃO DO PASSADO. Nem mesmo a previsão do futuro, exercitada por astrólogos como Olavo de Carvalho, tem validade no campo das ciências.
      Porque hoje é possível dizer que um sujeito que tinha todas as qualificações e as melhores recomendações, depois de nomeado passou a se comportar como um bandido, como é o caso de Rodrigo Janot, por exemplo. Porém, no momento em que foi escolhido e nomeado, ele tinha as melhores referências e recomendações, inclusive do Respeitado jurista Eugênio Aragão, que amaldiçoa até hoje ter abonado o seu nome.
      https://www.revistaforum.com.br/aragao-desmonta-janot-em-carta-aberta/
      Diferentemente do grupo que está hoje no poder, forjado no contexto de um GOLPE de Estado, dentro “de um grande acordo nacional”…..”com STF, com tudo”, sustentado apenas no poder judiciário e na força militar, o governo anterior foi constituído dentro das regras da democracia que pressupõe que as decisões de governo e nomeações devem ser tomadas mediante consulta às entidades representativas da sociedade. E, mesmo agindo assim, era acusado diariamente pela imprensa de que estaria aparelhando as instituições de poder. Ou vc defende a DEMOCRACIA ou defende que o errado é que está certo.

  4. No frigir dos ovos não é nada diferente ,noves fora a suposta hipocrisia da pseudo isenção , adotada pelo antecessores.
    Bolsonaro:
    “Não quer dizer que vou desrespeitar a lista tríplice. Mas só vou acolher se incluírem um nome nosso. Não tem sentido colocar um inimigo.”

  5. É preciso lembrar que a semente desta insanidade, foi plantada e regada por décadas pelo próprio judiciário: a cultura da procranistação. Em nome de um falso “direito individual”, sempre se permitiu a impunidade de privilegiados, que podem pagar por custas judiciais e recursos infindáveis. Assim máquina judiciária cresceu e floresceu, sufocando legisladores e executivos. Aqueles que não se curvam, pagam o preço com a mesma desculpa, a impunidade. Check-mate: aos amigos a procrastinação, aos inimigos a punição. A justiça e a constituição não vem ao caso!
    Pelo menos, sinda temos o jornalismo descente!

  6. Alguém tem que dizer isso: Temos ótimos jornalistas no Brasil que estão lutando pela libertação de nosso país. No entanto, nenhum se compara a Luís Nassif. Além de destemido, é perspicaz, dotado de muito conhecimento, o que lhe propicia análises inteligentes, contundentes e esclarecedoras, que trazem luz às trevas que estamos vivendo e mantêm viva a chama da esperança. Eu te amo, Nassif! Que tu viva, no mínimo, 100 anos!

  7. Muitíssimo bom Nassif! Admiro suas reflexões. Acompanho sempre que posso. Parabéns pela sua coragem. Como nosso amado Brasil necessita de jornalistas sinceros e competentes como vc! Que Deus te abençoe! Gratidão!

  8. Ninguém pode estar acima da Lei. Distorções prejudicam todo o sistema. Hora de o país refletir sobre isso. Ótimo artigo, Nassif.

  9. há que transformar, haver mudança de governo,
    pra começar, para um governo democrático
    progressista, senão continuaremos nesse estado de
    exceção seletivo de sempre….

  10. Hoje no atual cenário em que o nosso querido país se encontra,eu não tenho a menor dúvida de que a eleição do Tiririca militar se concretizou não no dia da votação,mas sim desde aquela série histórica de manifestos inflamados,ridículos e carregados de paranóia moralista verde-amarela pelo impeachment de Dilma e contra o PT !!!
    Eu não sou o senhor da razão e nem é minha pretensão ,mas tudo indica que alguns daqueles milhões que foram às ruas,teleguiados pelos cãezinhos mimados do MBL ,Vem pra rua e claro uma parte da máquina midiática ,setor bancário,agronegócio e até membros da justiça buscando seus 15 minutos de fama, eram potenciais eleitores do lunático-beija pés dos EUA _ Jair imbecilnaro .Foi realmente um dos momentos mais marcantes e conturbados de nossa história,como pessoas auto-proclamadas racionais e patriotas ,defensores da moral e bons costumes ,sem o menor compromisso de fato com o combate à corrupção,tampouco com o fim da mesma se deixaram levar,iludir com o fantástico herói imaginário ,libertador e salvador da pátria construído/idealizado pelos segmentos mais hipócritas,moralistas,mercenários e oportunistas da nossa sociedade ,cujo único objetivo era destruir Lula e o PT desde o início.E hoje todos podem ver o resultado dessa paranóia delirante e síndrome de vira-latas que atinge parte de nosso povo ,pois temos um presidente que é a síntese do que há de pior e mais repugnante ,um ser que idolatra assassino torturador,cujos filhos e o próprio homenageiam milicianos ,disseminam mares de fake news,plantam “laranjas” e ainda rastejam aos pés de D.Trump e reverenciam a besta-guru “Olavo de Carvalho” _ Havemos de ter muita força,fé ,paciência e cautela nessa longa jornada …
    A ignorância política e total falta de senso crítico de alguns milhões ,superou todos os limites do cúmulo do ridículo e nos presenteou com uma criatura idêntica àquelas que aparecem em filmes de ficção científica !!!
    Nassif – Parabéns pelos excelentes textos e análise que você nos proporciona ***

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome