Os grupos políticos da PF e a omissão de Dilma, por Weden

Por Weden

Os grupos políticos que hoje atuam na Polícia Federal já anunciavam sua atuação enviesada desde o segundo semestre de 2014. Pouco antes das eleições, delegados e agentes portavam claro discurso eleitoral, mostrando que a intenção era utilizar a operação Lava Jato de forma a interferir no resultado do pleito. Dilma nada fez. E continuou nada fazendo, ao manter um ministro da Justiça inerte e inépto após o 26 de Outubro.

A omissão pode custar muito caro para o governo, para o PT e para o país. Poder  paralelo em grupamentos armados é como um câncer. Não há como extirpá-lo sem prejuízo para o corpo. Embora a ação seja necessária.

Hoje Monica Bergamo afirma em sua coluna que Lula reclamou da  ação de grupelhos políticos na corporação e no Ministério Público. Ora, pelo menos na PF, estes grupelhos são bem conhecidos; eles próprios, confiando na permissividade do governo, não tentaram ser discretos.

Pelo contrário. Quanto mais o ministro da Justiça usava de sua demagogia característica, ao evocar um suposto republicanismo, mais a  PF era tomada de assalto por agentes e delegados opositores ao governo, sem nenhuma responsabilidade republicana.

Dilma não mexeu um dedo para evitar que o pior acontecesse. Tentou capitalizar politicamente junto a seu ministro a sua não ação. Pensou que poderia passar à história como aquela que deixou livre o “combate à corrupção”. Não vai. Junto à opinião pública, mesmo injustamente, vai passar à história como um dos governos mais corruptos da história, carregando para a lama o seu antecessor.

Leia também:  Polícia Federal vasculha gabinete de deputado em operação contra propina

É preciso reafirmar que o combate à corrupção é necessário e justo. Mas a atuação política num órgão como a PF não. E é esta atuação política que vem alimentando manchetes e envenenando a opinião pública.

Em 1999, quando Vicente Chelotti, então diretor geral da PF, garantiu ter informações incômodas ao governo, foi imediatamente afastado por FHC. A exoneração era uma mostra de  que ali tinha governo e comando.

Como se não bastasse a omissão de Dilma e a inépcia de José  Eduardo Cardozo, os dois ainda foram extremamente cúmplices dos grupos de mídia que vinham fustigando Lula de forma leviana.

Ao procurar a Veja para lhe oferecer entrevista, sabendo dos modos de ação desta revista, o ministro da Justiça escarneceu de todos aqueles que,  nas  redes e movimentos sociais, vinham alertando para o tipo de campanha que tomava pulso durante o ano.

O mesmo fez Dilma Rousseff, ao procurar a Folha de S. Paulo, para publicar um artigo de início de ano, acreditando que poderia domar as feras com  dermonstrações de  gentileza. O que soou como uma atitude de desprezo por aqueles que, nos novos veículos, vinham advertindo o governo para uma atitude mais reponsável em relação à PF.

Como resultado, em janeiro, Lula passou a ser vítima de uma perseguição ainda mais implacável e realmente pode ver complicada sua vida política e sua história. Ora, a grande imprensa não conseguiria tantos “fatos novos” se  não fosse a promiscuidade entre servidores públicos, que são os agentes da PF e procuradores,  e grandes e bilionárias corporações midiáticas.

Leia também:  ONGs pedem fim de sigilo sobre ações contra óleo no Nordeste

Tudo por erro de Dilma Rousseff, que pode passar à história,  com sua inação diante da “polícia política” instalada numa corporação que deveria ser comandada a partir de um dos seus ministérios, como a responsável indireta pela destruição da imagem do seu maior padrinho político e o responsável por sua ascensão à Presidência.

O que custará muito também, se o PT sair de cena muito enfraquecido, para milhões de pessoas beneficiadas pelas políticas sociais implementadas pelo partido.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

43 comentários

    • Esse é um ponto central

      Você tocou num ponto central. Lendo esses dias o terceiro volume da biografia de Getúlio Vargas, percebi que seu governo começou a desandar quando, por razões de curto prazo, abriu mão do general nacionalista Newton Estillac do Ministério da Guerra. A partir daí as Forças Armadas se converteram em algo parecido com a PF que Weden descreve neste artigo.

      • E o pilantra do irmão de

        E o pilantra do irmão de Getúlio, vc já leu ?

         Até seu chefe de segurança FORTUNATO ( que não se perca pelo nome) tbm roubava a céu aberto.

           Continui lendo.

         

  1. ”Dilma não mexeu um dedo

    ”Dilma não mexeu um dedo para evitar que o pior acontecesse”

      É Weden mesmo escrevendo ou foi clonado ?

       ps: Será que é esta coluna ao contrário ?

      Pega Dilma,Salva Lula( é só trocar Dilma por Lula )

    A única coisa sensata que Dilma Rousseff tem a fazer, do seu ponto de vista, é torcer pela desgraça de Lula. É sua chance de sobreviver, ainda que remota. É claro que ela sabe disso, embora seja obrigada a tolerar no Palácio do Planalto tipos como Jaques Wagner (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), que buscam atrelar a sorte do seu mandato ao destino do ex-presidente.

    Dilma é uma péssima gestora –e os próprios petistas, de todos os matizes, o admitem sem cerimônia– e uma articuladora sofrível. Se “a política como a arte do possível” é adágio que pode abrir a senda para o conformismo, o inconformismo de Dilma transforma o impossível numa meta sempre a ser dobrada. O resultado são desastres em série. Mas, obviamente, estúpida ela não é. A esta altura, já percebeu que não há mais salvação para Lula.

    Ainda que ele não venha a ser atropelado tão cedo pela lei, tendo até de visitar, quem sabe?, o xilindró, é claro que está acabado. Duas ou três vezes eu o chamei nesta coluna, citando um poeta, de “cadáver adiado que procria”. Pois o adiamento deu lugar à precocidade. Lula morreu mais depressa do que supunham seus adversários e seus fiéis.

    Tenho ouvido com frequência pessoas das mais variadas tendências e estratos sociais e intelectuais a atribuir os desastres do governo Dilma à, ora vejam!, “herança maldita” de Lula – faço uma ironia porque, é evidente, não se recorre a esse vocabulário. Essa leitura transforma a presidente numa espécie de vítima de seu antecessor, como se ele estivesse na raiz de todos os desatinos cometidos nestes pouco mais de cinco anos de gestão.

    A avaliação não é de todo despropositada. Os fundamentos tortos, que depois degeneraram em bagunça administrativa, econômica e política, vêm mesmo da sapiência divinal do demiurgo, mas a inocência de Dilma é escandalosamente falsa. Ao contrário: ela é culpada de ter insistido no erro com determinação cega, alheia a todas as advertências e apelos. E o fez, entre outros motivos, para vencer uma eleição.

    Ainda que todos os desatinos da presidente fossem meramente culposos, e não acho que tenham sido, o estelionato eleitoral é doloso. Para vencer a disputa, Dilma flertou de maneira deliberada com o abismo. É uma pena que não possa ser impichada também por isso.

    Resta evidente, no entanto, que há “spin doctors” a serviço do Palácio operando para que Lula, o totem do PT, seja agora rebaixado à condição do bode expiatório. O PT percebeu e organiza o contra-ataque. A campanha ridícula que o partido tenta emplacar –”somos todos Lula”– busca apelar à velha solidariedade das esquerdas, tentando arrastar também o governo em defesa daquele que não tem salvação.

    Dilma sabe que os petistas estão furiosos com ela porque esperam que se solidarize de forma mais enfática com Lula. Mas a governanta tem claro que já não há mais nada a fazer. Agora é torcer para que o bode seja mandado para o deserto e lá expie os pecados do PT. É a chance que tem a governanta de se salvar.

     

    Cuidado, leitor! Há uma espécie de operação “pega-Lula-e-salva-Dilma”. Não é um bom enredo. Até porque a gente morre no fim.

  2. “Dilma não mexeu um dedo para

    “Dilma não mexeu um dedo para evitar que o pior acontecesse. Tentou capitalizar politicamente junto a seu ministro a sua não ação. Pensou que poderia passar à história como aquela que deixou livre o “combate à corrupção”. Não vai. Junto à opinião pública, mesmo injustamente, vai passar à história como um dos governos mais corruptos da história, carregando para a lama o seu antecessor.

    Tudo por erro de Dilma Rousseff, que pode passar à história,  com sua inação diante da “polícia política” instalada numa corporação que deveria ser comandada a partir de um dos seus ministérios, como a responsável indireta pela destruição da imagem do seu maior padrinho político e o responsável por sua ascensão à Presidência.

    O que custará muito também, se o PT sair de cena muito enfraquecido, para milhões de pessoas beneficiadas  pelas políticas sociais ignoradas  pelo partido.”

     

    Concordo. A Dilma não entrará para a história como ela pensa. Se prenderem o Lula a coisa poderá ficar muito pior para a biografia dela. 

    Penso que no futuro seu governo será visto como trágico em todos os sentidos.

    É uma pena que em menos de cinco anos ela tenha conseguido jogar na lama tudo o que o PT construiu em mais de trinta anos de luta.

  3. Dilma x PF

    O problema é que, contra fatos não há argumentos. O PT errou ao permitir tanta corrupção em seus governos. Deveriam ter criados leis mais rigorosas, processos licitatórios transparentes, etc .Neste caso, não tem como segurar uma investigação desta envergadura, ainda mais com o respaldo das instâncias superiores, como é o caso do STF.

  4. Excelente análise – como sempre faz o Weden
    Parabéns Weden pela sua certeira e realista análise. E vem se juntar a outras igualmente relevantes que juntas explicam o momento político e as suas consequências em todos as áreas da vida nacional.

  5. Lula também tem culpa.
    Parabéns, Weden, mas Lula começou tudo isso ao defenestrar Paulo Lacerda do comando da PF… para agradar Gilmar (Psdb- MT), Demóstenes (DEMO) e veja.
    Plantou, colheu.

  6. Pois é

    Concordo plenamente. Fiz esta crítica por aqui e fui malhado a torto e a direito, por não ter entendido o quanto republicana, inocente e bem intencionada a Dilma era frete aos que querem destruí-la. Pois bem, faltaram me malhar por apontar o óbvio, além disso não me responderam a pergunta que repito: qual a diferença entre um “republicano” e um “fouxo”; resposta: um frouxo sempre se diz republicano, enquanto um republicano detesta um frouxo.

    • Eu também concordo plenamente

      Eu também concordo plenamente com o texto. Quando Zé Roela disse que o maior legado do governo de Dilma seria o combate a corrupção eu fiquei perplexo pensando esse ministro não sai as ruas para converssas com as pessoas…As pessoas sabem que sempre existiu corrupção, mas de tanto receberem informações do PIG,  24 por dia, sobre envolvimento do PT em corrupção que todos falam que no governo do PT a corrupção é maior. Assim sendo, qual legado Dilma vai deixar?

    • Que democracia?
      Mas que democracia teremos com Lula preso, condenado sem provas, impedido de concorrer a qualquer cargo eletivo pela lei de ficha limpa; STF acovardado; PIG à vontade para mentir e manipular a massa; blogueiros condenados a pagar multa ou presos; registro do PT cassado…
      É esse o quadro a que a omissão de Dilma vai nos levar.
      Prefiro acreditar que a não ação de Dilma se deva ao medo e incompetência e não por traição a Lula. Quero acreditar nisso. Preciso acreditar nisso.

  7. A PF PARECE AQUELES BLOCOS DE SUJOS DO CARNAVAL.

    A PF parece aqueles blocos de sujos do carnaval, ninguém sabe quem é limpo, dizem as más linguás que lá dentro ninguém mais confia em ninguém. Chega a ser incompressível como uma polícia dessa categoria foi entrar num troço desses, manchar a reputação e ser colocada ao nível da polícia carioca. Esse top de golpista não vai sair nunca mais.

  8. Bem… como diz a presidente,

    Bem… como diz a presidente, melhor isso do que o silêncio da censura.

    Precisa ver só como é em países parecidos com o nosso em formação, os EUA por exemplo: boneco de vinil é pouco… Precisa ver o que fazem os noticiários de lá. Ok, em países de siciedade civilizada pouca gente compra essas bobagens da imprensa. A gente, tanto nós quanto os EUA, ainda levaremos um tempo até amadurecermos nossa noção de cidadania…

  9. caro Weden, pelo jeito sem

    caro Weden,

    pelo jeito sem jeito do andar da carruagem… neste “país criptosocialista da comissão”, seja esta questão da polícia federal, mais uma omissão de Dilma, nossa discípula fundamentalista do guru ciberperfeccionista Jobs… Steve nunca fez política de gabinete  – não estava em seus genes nem em seus jeans no salto alto, comentou Jay Elliot. Além disso, ele era arrogante demais para bajular alguém. Por exemplo, quando tentou angariar o apoio de Del Yocam, Jobs não resistiu e disse que entendia de gerência de operações mais do que ele. […] Mais tarde, Murray enviou um memorando diretamente a Jobs criticando o modo como ele tratava os colegas e repudiando “o gerenciamento por massacre psicológico”. […]  Mas ele percebeu que não fazia parte da natureza de Jobs dividir o controle. […] Como Hoffman lamentou mais tarde: “O campo de distorção da realidade (de Jobs) pode servir de estímulo, mas depois a realidade fala mais alto”.

  10. Eu também concordo plenamente

    Eu também concordo plenamente com o texto. Quando Zé Roela disse que o maior legado do governo de Dilma seria o combate a corrupção eu fiquei perplexo pensando esse ministro sai as ruas e converssas com as pessoas…As pessoas sabem que sempre existiu corrupção mas de tanto receberem informações do PIG,  24 por dia, sobre envolvmento do PT em corrupção que todos falam que no governo do PT a corrupção é maior. Assim sendo, qual legado Dilma vai deixar?

  11. Sra. Presidente

    Estou chegando à triste conclusão que a sra. não poderia ter ganho a última eleição. A 1ª mulher presidente do Brasil está também passando a idéia de incapacidade das mulheres p/ governar o país. Só a senadora Jandira, do PCdo B nos salva.

  12. BELO E CIRÚRGICO TEXTO DO

    BELO E CIRÚRGICO TEXTO DO WEDEN…

    E A “CRIATURA SE VOLTOU CONTRA O CRIADOR”.

    VENHO DENUNCIANDO AQUI ESSA “OMISSÃO” QUE NA VERDADE É UMA “AÇÃO SILENCIOSA”!!!

    A VERDADE É QUE DILMA REOUSSEF ENCONTROU UMA MANEIRA DE DESTRUIR O PT E O EX-PRESIDENTE LULA. A RESPONSABILIDADE É TODA E EXCLUSIVA DELA E NÃO DO SEU “AMIGUINHO PARTICULAR” QUE RESPONDE PELA ALCUNHA DE “ZÉ”. 

    O TEMPO IRÁ PROVAR ISSO…

  13. De que dispositivos Dilma

    De que dispositivos Dilma dispõem para enquadrar a PF, já que MPF e o resto da justiça estão acima do bem e do mal, segundo a constituição de 1988? Do jeito que a coisa está -e faz tempo- parece que a única forma de assumir o controle do estado para promover os expurgos e alterações necessárias da constituição seria através de um regime de excessão. Não se consegue vislumbrar saída democrática porque o eleitorado é conduzido feito gado pelos barões da mídia e seus empregadinhos, enquanto o poder judiciário foi aparelhado pelos poderosos faz tempo. Francamente, não vejo como corrigir alguma coisa dentro desta democracia fajuta que existe. Os apoiadores de golpes, desde os tempos de GV, e colcaboradores da ditadura de 1964 nunca foram punidos ou sequer afastados da vida pública e mais de 60 anos depois estão aí pintando e bordando. A vontade que dá, mesmo, é dizer: o Brasil é uma merda porque tem uma elite escrota e uma parte da população que se coloca docilmente de quatro diante dela.

  14. Existe o Ministério da Justiça?

    Ora, toda esta discussão para nada.

    Todos sabem que não existe o Ministério da Justiça.

    Ele é mais inerte que o oco de um toco vazio.

    Quem, de fato, manda hoje no Judiciário Brasileiro, com apoio do PIG e toda a manada coxinha do Brasil?

    Quem?

    Ora, Weden não deveria nem ter começado esta discussão.

     

     

  15. A esquerda está achando a Lava-jato ruim?

    Pela primeira vez na história deste país, a direita endinheirada está entrando em cana. E a esquerda está achando ruim?

    Pela primeira vez na história deste país, a mídia de direita é obrigada a divulgar que seus anúnciantes estão entrando em cana. E a esquerda está achando ruim?

    Pela primeira vez na história deste país, dezenas de políticos estão sendo denúnciados como corruptos, sendo a esmagadora maioria de direita. E a esquerda está achando ruim?

    Então o que é bom gente?

  16. Dilma é Lula e Lula é Dilma (ambos, evidentemente, do PT)

    1. A atuação ‘enviesada’ dos grupos que existem na Polícia Federal ocorre desde sempre. Em relação a Lula e ao PT, essa atuação se intensificou com o caso do “mensalão” e em especial após o desmonte da Operação Satiagraha. Essa estória de dizer que Dilma “nada fez” é apenas isto, uma estória. No tempo em que Tarso Genro era o Ministro da Justiça de Lula choviam reclamações contra ele e a sua “inépcia”. Um “blogueiro progressista”, com uma conversa supostamente afiada, chegava ao cúmulo de chamá-lo de ‘Abelardo Jurema’, nome do Ministro da Justiça de Jango em 1963/64.

    2. O “poder paralelo” que o autor identifica em ação na PF existe de fato. Mas não está na PF! O “poder paralelo” está em outro poder, mais especificamente no Poder Judiciário, e atende pelo nome de Sérgio Moro. Sem as autorizações dele nem a PF e nem o MPF tem poder de agir, de prender ou de soltar quem quer que seja. Moro estabeleceu um contubérnio com a mídia venal e é bastante provável que seja ele próprio o “Vazador-Geral da República”.

    3. O autor se equivoca rotundamente ao dar destaque para a colunista Monica Bergamo, funcionária da Folha de São Paulo. Emprestar credibilidade às informações de Monica Bergamo, funcionária da Folha, a respeito do que Lula disse ou deixou de dizer, ou a respeito daquilo sobre o quê Lula reclamou ou deixou de reclamar, já se mostrou em mais de uma oportunidade ser um erro político. A coluna de Monica Bergamo, no caso específico, é apenas um factoide que busca intrigar Dilma com Lula e vice-versa. Se Dilma tem uma reclamação a fazer para Lula e se Lula tem uma reclamação para fazer a Dilma, ambos erguem o telefone do gancho e resolvem a questão. Fazem isto, aliás, desde 2011 (se falam semanalmente). 

    4. O autor se equivoca novamente ao dizer que Dilma e José Eduardo Cardozo praticam uma “demagogia” ao falar em republicanismo. Em primeiro lugar, esse questão da república é um tema antigo no PT, mas isso nem é o principal. O principal, no caso em questão, é que é o ex presidente Lula o mais entusiasmado, até os dias de hoje, com o novo modelo implementado no país, a partir dos seus governos, no que tange à atuação da PF e do MPF. Dilma apenas segue o modelo criado e defendido até hoje, com unhas e dentes, por Luiz Inácio Lula da Silva. E mais, Dilma não tentou capitalizar politicamente coisa nenhuma. O que ela fez, em relação à Petrobras e à Lava Jato, não é novidade nenhuma. A presidenta disse com todas as letras, no pleito de 2014, quando falou sobre a Lava Jato, que não sobraria pedra sobre pedra a respeito do assunto. Logo, ela apenas está dando sequência ao que disse em 2014 (algo público e notório). 

    5. O que o caso Vicente Chelotti tem a ver com o caso atual, da Lava Jato? Nada, absoluta e rigorosamente nada! A não ser que o autor imagine que Dilma devesse demitir o atual Diretor-Geral da PF, sr. Leandro Daiello. Se for isso, deveria ter dito de forma explícita no texto. 

    6. Não há omissão nenhuma de Dilma ou de José Eduardo Cardozo. O que há é uma ansiedade descomunal por parte da esquerda em relação ao tema Lava Jato. Isto acontece principalmente porque a economia está em recessão. Se a economia estivesse de vento em popa podia ter mais umas duas ou três Lavas Jatos que o país andaria normalmente. As críticas contra a suposta “inépcia” e contra a suposta “omissão” de Dilma e Cardozo são absolutamente idênticas às críticas que se fazia a respeito das supostas “inépcias e omissões” de Lula e de Tarso Genro quando factoides aconteciam e quando agentes públicos ultrapassavam certos limites. 

    7. Quanto a falar para a revista Veja ou para a Folha, acho que de fato, na atual conjuntura, é um erro. Mas um erro que também acontecia nos tempos de Lula (ele próprio mandava textos para a publicação na mídia venal). 

    8. O autor fala da perseguição que se faz contra Lula. A perseguição é evidente. Mas atribuir culpa à Dilma em relação a isso é um estrondoso erro de avaliação. A própria Dilma já foi investigada dos pés a cabeça por todos os órgãos de controle que existem no Brasil. Farão o mesmo agora com Lula. Como o golpe de estado do impedimento está aparentemente fadado ao fracasso retumbante, o consórcio máfio-midiático e o sr. Moro viraram as suas baterias contra Lula. Não há inação nenhuma de Dilma. Há uma investigação em curso, tocada com nítidos fins políticos pelo sr. Moro. 

    Por fim, hoje Dilma e Lula encontrar-se-ão, como fazem desde sempre. Mais especificamente, como fazem desde os tempos em que Dilma era a Ministra Chefe da Casa Civil. Lula e Dilma se falam semanalmente desde que ela virou presidenta da república. De março a outubro do ano passado se falaram diariamente, articulando juntos uma saída para barrar o golpe de estado. 

    Este texto, muito bem intencionado, esbarra no erro de tentar imputar à Dilma responsabilidades que ela não tem a respeito do que se faz hoje com Lula. Nem Lula acredita nisso. E mais. O texto, sem querer, evidentemente, contribui para atiçar essa bobagem colossal que a oposição fracassada e a mídia venal tentam fazer desde janeiro de 2011. Qual seja, a colossal bobagem de tentar inutilmente colocar Lula contra Dilma ou Dilma contra Lula. 

  17.  
    Por falar em crescimento da

     

    Por falar em crescimento da corrupção nos governos do PT. Onde diabo Lula meteu o dinheiro que amealhou durante 8 anos de propinas? Teria sido naquele triplex fubento e no Sítio de Atibaia? Tá! Tudo bem. Sei, tem o iate que Dona Marisa comprou pro Lula pescar, dois pares de sandália de dedo, um caniço e um samburá. Na verdade, uma caixa de isopor pra carregar as piabas.  Tem os dois pedalinhos (?), não seriam 2 Jet skis camuflados de pedalinhos?  …O quê mais? Ah! Tem o apartamento em Paris num endereço chique: Avenue Foch is a street in Paris, France, named after Maréchal Ferdinand Foch.

    Apartamento atribuido pelos maledicentes petistas, como de propriedade do professor Fernando Henrique Cardoso amigo do Lula. Coitado, o cabra é apenas um dedicado ex-professor, atualmente, fundeado no estaleiro e vivendo  com o salário de prof. aposentado brasileiro. 

    Na verdade, em breve o juizeco dr. moro deverá apresentar a escritura esclarecendo tudo. Mas, como na vara do Paraná tudo vazajato. Comenta-se que: o imóvel em tela, está no nome do consagrado doutor Honoris Causa pela Universidade de Salamanca, na Espanha, e mult doutor Honoris Causa Lula da Silva, Ao que se diz no vazodouro do moro, o Lula é seu legítimo proprietário. Sendo que, por Lula não ser fluente na lingua de Gustave Flaubert, o autor do celebre romance “Madame Bovary”. O Lula, prefere emprestar o mesmo ao seu amigo Fernandinho bom de língua fracesa, não! Não, refiro-me ao nosso professor Cardoso. O outro Fernandinho é o pecuarista. O bom de língua é aquele que inclusive, segundo levantamento da grande imprensa tapuia, por lá, pelo ap. da Av. Foch, só no ano passado, lá esteve por mais de cento e cacetadas de vezes, 

    Orlando

  18. Dizer que não há um poder paralelo também na PF…

    é não enxergar o óbvio. Dilma errra em manter este republicanismo de araque. Ela precisa colocar no ministério da justiça alguém que mude o diretor geral e obrigue a PF a agir dentro da lei. Fazendo isto ela dá um passo importante para desativar o golpe jurídico midiático contra seu governo e contra o Lula.

     

  19. Acho interessante que, até

    Acho interessante que, até 2014, todo mundo aqui no blog cantava a PF em verso e prosa.

    Com a Lava Jato, agora ninguém lá presta mais.

    Não vi ninguém aqui reclamando quando a PF prendeu, pela primeira vez na história do Brasil, um governador no exercício do mandato (Arruda), da oposição (DEM), o que levou à perda de seu mandato.

     

     

    • “Acho interessante que, até

      “Acho interessante que, até 2014, todo mundo aqui no blog cantava a PF em verso e prosa.”

       

      Não é verdade. Eu acompanho o blog desde o início de 2012 e nunca vi  isso.

      Sinceramente, você acha correto, justo e aceitável o que a Polícia Federal está fazendo? Concorda mesmo  com essa esculhambação? Se sim, concluo que é por puro corporativismo.

  20. A MINHA TENDÊNCIA É A DE CONFIAR NO GOVERNO.

    E infelizmente não posso dizer o porquê.

    Mas, uma leitura atenta ao meu silêncio pode revelar muito mais do que cinquenta laudas revelariam.

    Eu tenho escrito aqui e acolá que a Polícia Federal é composta majoritariamente por gente legalista. Gente de bem.

    Eu custo a crer que a Polícia Federal , enquanto instituição, pactue com a ilegalidade por um motivo muito simples e lógico….

    Se a Polícia Federal pactuar com golpe de Estado ou com sandices da mídia, a própria direita ao assumir reconhecerá o perigo que a instituição representa, enquanto fortalecida,  e fará de tudo para torná-la absolutamente desvalorizada e inoperante.

    É ou não é lógico o que eu escrevo aqui ?

    Quantas operações a Polícia Federal fez na era FHC ?

    Quem foi preso por corrupção  na era FHC ?

    E na era Lula / Dilma, quantos corruptos foram expulsos pela CGU ?

    Portanto….

    Vamos aguardar.

    Acho que os macartistas que há na Polícia Federal, no Ministério Público e no Judiciário não passarão.

    A mensagem subliminar foi :  “O Brasil é maior que o  mosquito”.  Sacou ?

     

  21. Incógnita

    Será que é a mescla tupiniquim dos mitos gregos da destruição do criador, por não alcançar os feitos do criador, uma mistura de       Urano,Cronos e Zeus e Gaia? Ou será a tal síndrome de alienação parietal? Ou complexo de inferioridade perante o criador? O será que compartilha dos desvanecidos histéricos, da classe pseudo intelectual que teme que Lula “O apedeuta” , vire um Stalin ou Mão e o PT o PC chinês? Ou será pura inveja? 

    A razão só o senhor da verdade -o tempo- esclarecerá.

     

     

     

  22. Excelente texto. Também acho

    Excelente texto. Também acho que a culpa da corrupção é da PF e da Lavajato. Se a PF não investigasse e descobrisse a corrupção,ela, a corrupção, não existiria. Afinal, o que os olhos não veem o coração não sente. Nenhum destes políticos que estão sendo investigados e presos são corrutos. Foi a PF quem criou a corrupção. Também acho que a população não pode saber dos casos de corrupção, porque isto pode prejudicar na hora de eleger seus politicos inocentes. O patrimônio destes políticos são condizente com o salário que eles recebem e não há nada de errado. Isto é fruto da inveja. Corrupta é a população que tem que trabalhar cinco meses no ano para pagar impostos. Com saúde, segurança e educação de  péssima qualidade. O Político tem o direito de amealhar o máximo que puder, afinal de contas não sabe se será eleito novamente. Eta Brasil….A culpa é dos outros.

  23. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome