PGR denuncia Roberto Jefferson e Cristiane Brasil ao STF

Foto Reprodução Facebook

Jornal GGN – Raquel Dodge, procuradora-geral da República (PGR) denunciou ontem, dia 27, ao Supremo Tribunal Federal (STF) 26 investigados por suspeitas de fraudes no Ministério do Trabalho, que envolve a concessão de falsos registros sindicais.

Entre eles, estão o ex-deputado Roberto Jefferson e sua filha, deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), além do ex-ministro do Trabalho Helton Yomura.

As denúncias vêm na esteira das investigações da Operação Registro Espúrio, da Polícia Federal, deflagrada há um ano, que tomou por base denúncia sobre concessão de falsos registros sindicais. 

No pedido, Raquel Dodge afirmou que eles participaram do esquema de corrupção que consiste na cobrança de vantagens indevidas em troca da concessão do registro de entidades sindicais.

“Os elementos probatórios reunidos no inquérito indicaram que representantes das entidades sindicais ingressam no esquema criminoso em razão da burocracia existente na Secretaria de Relações do Trabalho, que dificulta – e muitas vezes impede – a obtenção de registro àqueles que se recusam a ofertar a contrapartida ilícita que lhes era exigidas”, argumentou Raquel Dodge.

Na denúncia, Raquel Dodge pede que os acusados percam os cargos públicos e sejam condenados pelo pagamento de R$ 8 milhões em dandos morais e materiais pelos delitos. A denúncia será analisada pelo ministro Edson Fachin, e depois será julgada pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, sem data marcada.

Na denúncia estão também os deputados Nelson Marquezelli (PTB-SP), Jovair Arantes (PTB-PB), Paulinho da Força (SD-SP) e Wilson Filho (PTB-PB).

Cristiane Brasil, em nota, disse que as acusações foram feitas sem provas e com o objetivo de ‘criar um fato contra políticos’. E Roberto Jefferson disse que fez solicitações políticas mas sem pedido de vantagens em troca.

 

 

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Orlando Soares Varêda

- 2018-08-28 15:22:47

  Quando a Dona Raquel

 

Quando a Dona Raquel Chevette vai apreciar as bandidagens do fhc, engavetadas pelo colega dela, o tal de Brindeiro?

Orlando

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador