Sakamoto: mais jornalistas podem morrer até as eleições

Foto: Denis Maciel/Diário do Grande ABC
 
 
Jornal GGN – O jornalista Leonardo Sakamoto publicou em seu blog, nesta segunda (9), um artigo sobre os recentes ataques sofridos por profissionais de imprensa durante a cobertura de manifestações pró e contra Lula, preso na operação Lava Jato.
 
Sakamoto alertou que “uma sociedade que ataca repórteres na rua é doente e precisa se tratar”, mas também abordou a responsabilidade das empresas de comunicação nesses episódios e da própria categoria, em analisar a situação e projetar uma maneira de exigir mais segurança para a atividade.
 
“Seguimos um caminho perigoso. Se nossa categoria se visse como trabalhadora, já teria cruzado os braços diante da percepção de que veremos (mais) colegas sendo mortos até as eleições em outubro. Mas acho que nos enxergamos como outra coisa – um erro que pode nos custar caro demais.”
 
O jornalista também lembrou da “absurda morte do cinegrafista Santiago Andrade, atingido por um rojão disparado em uma manifestação, no Rio, em 2014.”
 
“A imprensa, como qualquer outro ator social, pode e deve ser criticada, mas isso não deve descambar nunca para ataques e violência. Jogar pedras contra o prédio de uma redação ou atacar repórteres é estúpido e não aceitável sob nenhuma hipótese e esses atos deveria, ser repudiados da mesma forma que nos indignamos contra a violência a manifestantes”, disse.
 
Na visão de Sakamoto, é preciso “punir os responsáveis é preciso e fundamental, seja quem for. Incluindo punir quem incita a violência contra repórteres, quem quer que seja, da esquerda à direita.”
 
Leia o artigo completo aqui.
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Celso de Mello encaminha à PGR pedido de investigação contra falas de Eduardo Bolsonaro

12 comentários

  1. Jornalistas, blogueiros,

    Jornalistas, blogueiros, fotográfos serão tratados como inimigos em caso de guerra, sejam eles de esquerda ou de direita. A imprensa tradicional já é vista como inimiga pelos militantes da esquerda, da mesma forma que os “jornalistas e blogueiros sujos” são vistos como inimigos pelos militantes da direita. Isso será inevitável.

  2. Cadê a Rachel Cheiro Azedo para dizer que é injustificável?

    Cadê a Rachel Sheherazade para dizer que ataques a jornalistas é justificável ou injustificável?

  3. E que tal punir a midia?
    Afinal foi ela quem mais incentivou o odio com fins nada louvaveis nesses anos todos

    Como disse o Alckmin, “se colhe o que se planta”

  4. Estão colhendo o que andam plantando?

    A resposta dada pelo pré-candidato tucano ao Planalto, quando perguntado sobre o atentado a bala contra a Caravana do Ex-Presidente Lula pelos estados do sul foi “Estão colhendo o que plantaram”. Ante a péssima repercussão dessa resposta que revela o fascista por trás do picolé-de-chuchu, com cara de padre bonachão, a assessoria de imprensa o aconselhou a remendar o estrago; no dia seguinte, Alckmin era visto com uma ‘cola’ nas mãos, para evitar declarações tão desastradas quanto verdadeiras.

    A fascistada que idolatra Bolsosnaro, assim como aquela que infesta o aparelho repressor do Estado, não tem a hipocrisia melíflua do picolé-de-chuchu, que manda sua PM espancar professores, trabalhadores e integrantes de movimentos sociais reivindicatórios, além de chacinar pobres na periferia e incendiar favelas. Essa turma parte para a agressão e confronto direto. As ameaças de assassinar o Ex-Presidente Lula,  chamando-o de lixo e pedindo para jogá-lo da aeronave (isso feito por pilotos e controladores de vôo), a negligência da FAB em investigar esse crime, o cometimento de crime por parte de um agente da PF (carcereiro??), ao agredir a deputada Mauela D’Ávila e o acobertamento e blindagem que ele recebeu de colegas da SR-DPF/PR mostra, de FORMA CABAL, que o fascismo e todo o mal que ele representa estão presente e dominantes em toda a máquina estatal brasileira.

    Na disseminação do ódio, que gerou o anti-petismo patológico e a evolução deste para o nazifascismio, que agride pessoas,  comete atentados  e assassinatos, teve ENORME contribuição de jornalistas e colunistas que atuam no oligopólio das 8 famílias (Globo, Band, Folha, Abril,  Estadão, abravanel e alguns satélites). Os demônios fascistas, alimentados por esse ódio disseminado pelo PIG/PPV, se multiplicam como moscas. O resultado é o desmonte do Brasil e essa iminência de guerra civil, a qual deve causar derramamento de muito sangue inocente.

    Enfim: os que semearam a a intolerância e o ódio devem colher o que plantaram. Triste é saber que as maiiores vítimas serão os brasileiros democratas e defensores dos direitos dos indivíduos.

  5. Vocêe ajudou

    Lembra dos seus textos na Folha nos anos de 2014,15 e 16? Eu lembro!

    Você uspiniano ajudou a insulflar o ambiente. Muitos que hoje estão contra o golpe ajudaram com espaço e conteúdo contra Dilma.

    Bons salários na mídia são pagos para isso.Ou esqueceu?

     

  6. Depende do jornalista. Quem

    Depende do jornalista. Quem criou o clima de ódio foi a imprensa. Seria injusto que os jornalistas não fossem vítimas do processo que eles proprios criaram. 6 milhões de desempregados, redução dos programas sociais e os jornalistas querem pairar acima dos dramas vividos por uma parcela gigantesca de cidadãos brasileiros?

    Convenhamos que o jornalismo que se pratica hoje no Brasil é tão ordinário como o caráter dos donos das empresas a que esses profissionais se submetem. Eles criaram a direita hidrófoba pois que sejam vítimas dela.

    A esquerda esta furiosa com a parcialidade da imprensa. Vamos fazer o quê? Posar de republicano como o Lula e a Dilma posaram e depois foram massacrados? 

    E a morte do Santiago foi causada por falta de equipamento de proteção ao trabalho que executava. Quem criticou a Band na época? Se o Sindicato dos Jornalistas fosse forte e atuante ele estaria vivo. E o sindicato não é forte porque os profissionais preferem ficar do lado do patrão do que fortalecer quem o contesta. E o rojão que o matou foi acidental. Já os tiros de borracha da polícia são intencionais. Tem jornalista criticando a polícia que mata pretos e pobres na periferia?

  7. Concordo, Sakamoto. É preciso

    Concordo, Sakamoto. É preciso punir os responsáveis. Todos os responsaveis pela intolerancia que domina a sociedde brasileira. Principalmente aqueles que detem o poder da informação e que por anos semearam o ódio, a mentira e  a intolerancia.

    A mídia semeou ódio contra petistas, contra a esquerda e contra qualquer política social de tal forma que os fascistas ficaram a vontade para sair do armário e atacar petistas, a esquerda em geral e até a bandeira do japão…. (!)

    Petistas passaram  a ser hostilizados em restaurantes, nas ruas, hoteis e até hospitais. Uma população enfurecida alimentada por uma mídia criminosa e manipuladora se achou no direito de desejar a morte de pessoas que pensavam diferente delas porque a mídia validou esse sentimento!!! Um sentimento fascista! 

    O sistematico  jornalismo de guerra esperava o quê?  Flores?  

    Quantas e quantas vezes esses jornalistas não insuflaram e enalteceram a violencia contra a esquerda. Quantas vezes vimos jornalistas instigando agressões e até ao assassinatdo de adversarios…  o que vcs esperavam?

    Me desculpe se eu estiver enganada mas não lembro de vc levantar bandeira contra esse jornalismo de guerra. 

    Alias, num recente texto seu “Ódio a Lula: A polarização política vai enterrar a democracia do Brasil” vc critica todo mundo mas não menciona nem uma vez  o papel da mídia na disseminação do ódio e da intolerancia.

    Sabe o que eu quero agora: uma autocritica.

    Porque sabe…. Quem planta vento…

    Lula deve morrer – Mario Vitor Rodrigues/ isto é 10/nov/17

    Agredidos na Paulista porque tinham uma bicicleta vermelha e cara de petistas

     

    Uma dessas revistas chegou a fazer uma capa com Dilma num caixão coberta de flores. Não encontrei a capa. Era uma afronta até para os baixos padrões dos golpistinhas.

    Joice hasselman chamou as petistas de cadelada, inventou diversas mentiras sobre Lula, Dilma e a esquerda. Afirmou que Lula era um cancer e deveria ser “tratado” como a doença perigosa que é pois ameaçava a vida no Brasil!!!! A justiça não viu nada demais nas palavras dela.

    Esse é o cometario mais curtido do vídeo em que ela falou isso:

    God’s Son 2 anos atrásO que está faltando pra alguém dar um tiro na testa do Lula?  

    O repórter do CQC, Guga Noblat, foi agredido por manifestantes que protestavam contra a presidente Dilma Rousseff  porque vestia uma camiseta vermelha, estava com a filha de sete meses no colo.

    Petistas foram hostilizados durante velório do ex-presidente do partido, José Eduardo Dutra, nesta segunda-feira (5) A sede do Partido dos Trabalhadores (PT) em Mogi Mirim, município da região leste de São Paulo, foi alvo da ação de vândalos A sede do diretório estadual do PT em Curitiba foi atacada na madrugada desta quinta-feira. A sede do Partido dos Trabalhadores (PT) do Paraná, em Curitiba, foi atacada (pela 4 vez) na madrugada desta quinta-feira (25) por duas pessoas encapuzadas, que arremessaram bombas de coquetel molotov contra o diretório Sede do PT-PB é atacada em dia de ato por Diretas Já Militância em defesa de Lula é atacada com bombas de efeito moral pela polí A nova sede do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores no Maranhão, situada no Cohafuma, foi atacada, durante a madrugada A sede do Partido dos Trabalhadores em Goiânia amanheceu com a entrada incendiada nesta sexta-feira, 18. A sede do diretório do PT em Jundiaí, em São Paulo, foi atacada neste domingo (15). Uma bomba de coquetel molotov foi lançada no prédio do partido O diretório regional do PT (Partido dos Trabalhadores), na região central de São Paulo, foi alvo de ataque por bomba na madrugada desta sexta-feira (27) A caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi atacada com pedras e ovos por manifestantes contrários ao petista durante a passagem por São Miguel do Oeste (SC), na tarde deste domingo, 25 Dois ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela região Sul foram atingidos nesta terça-feira (27) por tiros no caminho entre as cidades paranaenses de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul,  Página do diretório municipal do PT em São Paulo é atacado por hackers Depois de pedras terem sido lançadas sábado à noite contra o palco em que Lula fazia discurso em Chapecó, Santa Catarina… 

    • A “elite” brasileira vêm dos

      A “elite” brasileira vêm dos senhores de escravos. E como tal eles simplesmente não conseguem entender que “escravos” possam ter qualquer direito ou possam criticar qualquer coisa, para eles o poder do senhor de escravos é absoluto e não pode ser questionado.

      E para eles, vocês nunca deixaram de serem escravos.

    • A outra face

      Perfeito texto Luisa.

      Agora eles começam a dizer que nós somos anti Cristo, pois não estamos dando a outra face.

      Este direitona nunca viu os ataques sofridos por quem não admite as meias verdades ou completas mentiras que eles espalham todo dia.

  8. E tem mais…
    Voce e aquele

    E tem mais…

    Voce e aquele outro isentão do Pablo Ortellado sempre falando em polarização.

    Polarização o caralho

    Como diz  André Forastieri

    Chega de usar a palavra “polarização”. É imprecisa. Existem dois polos, sim, mas um está dando tiro em vereadora, caravana, ambientalista, defensor dos direitos humanos, pregando que a polícia tem que atirar para matar e tal. E o outro não está dando tiro em ninguém, nem defendendo dar tiro em ninguém. O polo da esquerda tem uma bela lista de defeitos. Mas quem está matando, defendendo matar, mandando matar, é o polo da direita. “Polarização” sugere que ambos usam as mesmas armas e métodos. Não é o caso.

     

  9. Waack diria que a violência contra jornalistas é coisa de preto

    Certamente que para o William Waack essa violência ‘gratuita’ contra jornalistas é coisa de preto, não de brancos.

  10. Pois é…

    … E para ilustrar o texto, não uma foto com um bolsonazi, mas de alguém com camiseta vermelha. Cadê o Wilson Ferreira para fazer a revisão semiótica dessa matéria? Assim fica difícil…

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome