Segunda Turma do STF retira de Moro depoimentos da Odebrecht contra Lula


Segunda Turma do Supremo – Foto: Reprodução
 
Jornal GGN – Outras acusações da Odebrecht contra o ex-presidente Lula foram retiradas das mãos do juiz Sérgio Moro pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (14).
 
O juiz da Vara Federal de Curitiba não poderá mais utilizar alguns trechos de depoimentos da Odebrecht, que foram transferidos agora para a competência da Justiça Federal de Brasília.
 
De acordo com os ministros, que julgaram o caso hoje, as acusações não têm relação com os crimes da Petrobras e, portanto, não devem ficar nas mãos de Moro. Por outro lado, a decisão não impede que o magistrado de Curitiba solicite o compartilhamento dessas informações enviadas a Brasília, caso o juiz considere que há alguma conexão com os processos que estão no Paraná.
 
Da mesma forma, as acusações da Odebrecht contra o ex-ministro Guido Mantega ligadas a planilhas de supostos pagamentos a campanhas do PT também foram enviados a Brasília. Outros depoimentos que tratam de repasses eleitorais foram remetidos ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Distrito Federal.
 
A decisão foi tomada por três votos contra a do relator, Edson Fachin, e contra a posição da Procuradoria-Geral da República (PGR), que defenderam que os casos se mantenham com Moro, em Curitiba.
 
 
 

1 comentário

  1. Ventos fortes, a canoa esta balançando?

    Segue abaixo link de materia do brasil247 onde ontem foi decidido pela 2ª turma do STF que pedido de processo baseado somente em delação premiada deve ser arquivado.

    https://www.brasil247.com/pt/247/poder/365280/Den%C3%BAncias-baseadas-apenas-em-dela%C3%A7%C3%A3o-devem-ser-rejeitadas-decide-STF.htm?utm_source=social_monitor&utm_medium=widget_vertical

    Como fica o caso de LULA e demais presos em Curitiba? Não cabe um HC neste momento junto a 2ªTurma pedindo para suspender os efeitos dos processos já abertos?

    E também saiu materia no JornalistasLivres informando que o Ministro Joaquim Barbosa e PGR Antonio Fernando de Souza teriam aberto um processo, sobre sigilo do STF, paralelo ao AP470 (Mensalão) onde esconderam da defesa provas que inocentariam alguns reús. Esta noticia procede?

    https://jornalistaslivres.org/ministro-do-stf-e-procurador-geral-da-republica-esconderam-provas-no-mensalao/

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome