Sindicato de Advogados de SP defende inquérito sobre Aécio

Hoje de manhã o Sindicato dos Advogados de São Paulo protocolou junto ao Procurador Geral da República Rodrigo Janot uma representação requerendo do Ministério Público Federal a abertura de investigação criminal em relação ao senador Aécio Neves (PSDB-MG).

A representação se refere à delação do doleiro Alberto Yousseff, de que  “o PSDB, por intermédio do Senador Aécio Neves, possuiria influência junto a uma diretoria de FURNAS, conjuntamente com o PARTIDO PROGRESSISTA, e haveria o pagamento indevido de valores de empresas contratadas”.

Na sequência, o doleiro afirma que “o PSDB, por meio de Aécio Neves, “dividiria” uma Diretoria em FURNAS com o PARTIDO PROGRESSISTA, por meio de José Janene. Afirmou que ouviu que Aécio também teria recebido valores mensais, por intermédio de sua irmã, de uma das empresas contratadas por FURNAS, a empresa BAURUENSE, no período entre 1994 e 2000/2001”.

Segundo a representação, “no entendimento do PGR referidos fatos estariam completamente dissociados da investigação central (…) não havendo, por isso, indícios concretos para dar andamento a uma investigação formal contra o aludido parlamentar”.

Aí começa o questionamento do Sindicato dos Advogados.

Apesar dos fatos não estarem relacionados com a Petrobras, “é de se ter em vista a inequívoca existência de fatos e indícios contundentes acerca do flagrante envolvimento do Senador Aécio Neves da Cunha em graves ilicitudes relacionadas à estatal ‘FURNAS’”.

A representação anota que, apesar de ter requerido o arquivamento do procedimento criminal, o PGR não livrou Aécio das suspeitas sobre Furnas: “De qualquer modo, nunca é demais se frisar que não se está fazendo nenhum juízo insuperável acerca da procedência ou não de eventual participação do parlamentar referido no suposto fato relacionado a FURNAS”, escreve o PGR.

Leia também:  Sem provas e sem convicção contra Lula

Se o PGR não endossa nem a inocência nem a culpa de Aécio Neves, fica clara a “necessidade de investigação dos fatos narrados como condutas ilegais”.

A peça do PGR reforça essa necessidade.

“Conforme apurado por esta Procuradoria-Geral da República”, continua a representação , “(…) a acusação tecida em face do atual Senador mostra-se gravíssima, haja vista que eventual comprovação denotará não somente o cometimento de crimes contra a Administração Pública, como também a caracterização de ilícitos que perpetraram expressivo e imensurável prejuízo ao patrimônio público quando conjugados o extenso período de recebimento das verbas ilícitas e a dimensão financeira da estatal”.

A relevância das informações

A representação levanta um argumento irrespondível: se a delação-premiada do doleiro Alberto Yousseff é tão relevante a ponto de servir de base para toda a operação Lava Jato, como desconsiderá-las em relação ao senador Aécio Neves?

São informações relevantes, continua a peça, “porquanto advém de depoimentos de delator-premiado cuja atuação na intermediação do pagamento de verbas ilícitas é inconteste: assim, não cabe tratar como elementos insuficientes as acusações sobrevindas daquele que tem o dever de falar a verdade por força da celebração de acordo de cooperação premiada”.

Lembra a representação que “investigação criminal, como sabido, é um instrumento de natureza administrativa que tem por finalidade justamente expor o crime em sua primeira fase, a fim de que se descubra a autoria, a materialidade, suas circunstâncias etc. Quer dizer, é o veículo previsto na legislação processual penal para que sejam perscrutados os fatos e produzidas provas, seja para reforçar os indícios iniciais, seja para refutá-los (…) Porém, se esta Procuradoria-Geral, mesmo ante esta inegável imputação delituosa, resolve encerrar o caso, ainda antes de verificar minimamente a sua real ocorrência, a Sociedade fica totalmente indefesa”.

Leia também:  Conversas vazadas servem ao convencimento do STF no julgamento de Lula

A representação remete a outro trecho da peça de Janot:

“Nunca é demais se frisar que não se está fazendo nenhum juízo insuperável acerca da procedência ou não de eventual participação do parlamentar referido no suposto fato relacionado a FURNAS”.

Diz a representação: “se não há evidência da “não participação” do parlamentar no suposto esquema criminoso apontado pelo delator-premiado Alberto Youssef” houve equívoco no arquivamento.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

33 comentários

    • Acho que ainda não, mas

      o importante é perceber que o “custo” de esconder as falcatruas tucanas começa a ser inaceitável para uma parte crescente da burguesia brasileira, neste caso á do judiciário, mas percebo algo semelhante na classe empresarial. É isso que é a real novidade das últimas semanas, e vai em paralelo ao efeito das faixas da manif do dia 15/03 em Sampa, indo do grotesco ao fascista, sobre a parte menos tosca da classe média paulistana.

      As nuvens da política se movem, e com um vento menos boçal

      • Tenho visto que o pessoal não

        Tenho visto que o pessoal não tem defendido tanto o PSDB assim, pelo contrário, estão acanhados.

        Aliás, está difícil ver quem esteja hoje orgulhoso do dia 15, exceto os irrecuperáveis.

        Devemos considerar também que a Globo está em franca decadência, nos dois polos políticos vemos pessoas torcendo para que ela se lasque.

  1. Sobre Aécio há uma diferença
    Sobre Aécio há uma diferença fundamental na delação que PODE justificar a não abertura de inquérito.
    Ignorar isso é má fé, mesmo sabendo ser verdadeiras as denúncias

    O doleiro não fez qualquer delação sobre Aécio. Delação ocorre quando vc PARTICIPA dos ilícitos.
    No caso em questão, ele não delatou esquema em que teve participação. Ele apenas disse o que ouviu falar.

    São coisas absolutamente distintas!

    Eu espero que o inquérito seja aberto mas acho que não será desta vez.

    • Má fé é ignorar o seguinte:

      Em seu depoimento oral, Yousseff apresenta dados objetivos de fácil apuração.

      *  Diz que Aécio Neves recebia propinas através de uma diretoria de Furnas, segundo relato do finado deputado José Janene (PP), que também tinha uma diretoria por lá.

      *  Informa por onde passava o dinheiro da propina, a empresa Bauruense.

      *  Informa o valor presumido da propina, de US$ 100 mil mensais.

      *  Informa a possível destinatária da propina.

      *  Diz basear-se nas conversas que tinha com Janene e com o proprietário da Bauruense.

      Ora, com base nessas informações, bastaria requerer a quebra de sigilo da Bauruense, analisar seus extratos e balanços e fazer o mesmo da suposta ponta recebedora.

      http://jornalggn.com.br/noticia/janot-e-o-probo-aecio-neves 

        • Fato:
          O jornalista Luiz

          Fato:

          O jornalista Luiz Nassif é contrário à sua tese., A

          Aliás até analfabeto tem senso de justiça e sabe que onde existe fumaça tem fogo.

          Ao contrário do que Vossa Senhoria o PGR e outros zepellins querem nos fazer crer.

          • Ele está te conduzindo meu

            Ele está te conduzindo meu caro Zepellin.
            Apóie a abertura do inquérito SABENDO A DIFERENÇA  e porque vc está do lado de cá.

            Juntinho do Nassif….

    • Opa não participou?

      Talvez tenha passado desapercebido por Você, mas ele era operador do esquema, ia a Empresa apanhava o dinheiro e distribuia. Acho que esclarece!

      • Não, ele deixou CLARO que não

        Não, ele deixou CLARO que não participava deste esquema. É exatamente o contrário do que vc diz!

         

        E vc pode ver no comentário do meu comentário logo abaixo do seu a prova. Vamos a ela:

         

          Diz que Aécio Neves recebia propinas através de uma diretoria de Furnas, segundo relato do finado deputado José Janene (PP), que também tinha uma diretoria por lá.

        E tem mais:

        ” Diz basear-se nas conversas que tinha com Janene e com o proprietário da Bauruense.”

        Depois de tudo o que ele disse coloque, “de acordo com o que disse o finado deputado josé Jatene”.

        Ele disse o que ouviu falar, como eu disse em minha mensagem.

         

        PS>Porque existem Zepellins de direita e de esquerda…e O Povo foi feito apra ser conduzido.

        Seja contra Aécio mas fale a verdade! O esquema é verdadeiro e está lá mas O DEPOIMENTO tem esta inconsistência quer vc queira ou não. Está lá…como a lista de Furnas!

    • O fato é que a lista de

      O fato é que a lista de Furnas já foi entregue para o Janot ano passado por parlamentares do PT, com assinatura do Dimas Toledo diretor de Furnas periciada pela PF, com testemunhas, o lobista Nilton Monteiro, doido pra contar tudo, e os políticos Antonio Júlio e Roberto Jeferson que afirmaram ter recebido os valores mencionados na lista.

      Aí o cara me recebe uma denúncia que bate com o que ele já tem lá e finge de égua?

       

  2. Nassif ve se tem como deixar

    Nassif ve se tem como deixar em local disponivel e visivel um local único pra gente postar links….acho que todos os assuntos poderiam ficar em apenas um post

    12- PML: A CRISE NA FILA DO BANCO, NOS BOTEQUINS, NOS JORNAIS, NO STF…
    ”(…) Descubro através daquela senhora que a mentira não apenas triunfou na mente de muitos brasileiros. Milhões. Tornou-se opressora, perigosa”(…) 
    http://paulomoreiraleite.com/2015/03/25/verdade-e-que-estava-dando-certo/

  3. É sem futuro. O PGR vai

    É sem futuro. O PGR vai priorizar os petistas. Não terão tempo nem disposição e nem vontade para se preocupar com políticos do PSDB. O mesmo acontecerá no STF e na PF.

    • A Revolução Francesa foi um

      A Revolução Francesa foi um Julgamento dos “Poderosos” pelo Povo devido à Tiranias Acumuladas.

      PREVARICAÇÃO É CRIME.

      Tudo o que eles roubaram e todos os que ajudaram a encobrir seus crimes são réus nas mortes dos que precisaram da SAUDE PUBLICA, SEGURANÇA PUBLICA, ETC… e  no desencaminhamento dos que ficaram sem EDUCAÇÃO PUBLICA DE QUALIDADE, E de tudo que seria assegurado a todos com o dinheiro de impostos.

      LADRÕES, ASSASSINOS !

  4. Não será dessa vez …

    As instituições estão totalmente subordinadas aditadura da midia e de seus patrocinadores. Investigação sobre o PSDB não dá matéria no Fantastico nem capa da Veja. não promove os investigadores. Então não rola. Não acontece. É assim mesmo, como na republica velha pré 1930. Pau que bate em Chico não bate em Franscisco

  5. inacreditável !…

    Diante de tudo o que foi revelado, … se o PGR não reconhecer a própria falha e não providenciar o indiciamento vai jogar por terra a pouca credibilidade que tem.

     

    Incompreensível que o Janot tenha tomado a decisão de arquivar pedido de inquérito contra o aécio…  Ou o PGR confia cegamente  no poder da mídia para abafar o caso, .. ou desconhece a força da  internet, ….    

  6. Ora, ora e ora, não será esse

    Ora, ora e ora, não será esse dr. Janot (nós, janotas) quem irá investigar qualquer tucano vivo: afinal, são farinha do mesmo saco mineirim. Talvez fosse melhor esse PGR se aconselhar com qualquer criança de 4 anos. Aliás, seria bom que mudasse seu nome, para o conhecimento da sociedade: dr. avestruzatucanado.

  7. Não vai dar em nada, para o

    Não vai dar em nada, para o judiciário brasileiro PSDB significa:

    Partido Sem Delitos do Brasil

    • a questão não é essa.

      pode apostar que tem dedo do Serrote ai, no minimo querendo queimar o Áecio para sair um candidato de SP a presidente, Serra ou alckimin, foi por isso que os advogados de são paulo (conhecidência não) entraram com o pedido.

       

      so bicada entre tucanos isso ai, nada a ver com a busca pela verdade ou punir os culpados, so um jogo de sena visando interesses dentro do próprio PSDB.

  8. Pelos movimentos recentes

    Pelos movimentos recentes parece que Jano já foi cooptado pela mídia canalha e pelo psdb idem. Passou a proteger o psdb e seus santos.

  9. o que está pegando realmente?

    na minha opinião é o fato de que qualquer um na posição de Janot saberia exatamente as consequencias que um pedido de investigação desse tipo pode acarretar………………….

    investigações ocorrendo simultaneamente então, nem pensar, porque nada pode ser verdadeiro e falso ao mesmo tempo

    desenhando: primeira coisa a cair seria o entendimento, ou defesa, de que as doações para petistas são propinas

    investigar Furnas seria como calar a mídia, no que se refere às mentiras a respeito da origem das doações

    investigar Aécio seria dificultar a repetição do domínio do fato apenas sobre petistas

    ainda está por nascer alguém que tenha coragem suficiente para bater de frende com mafiosos

    este aí está sendo visto como corajoso só porque não teve medo de correr

    se não corre, mas também não faz nada, outro cagão de berço

    • O Sindicato dos Caminhoneiros

      O Sindicato dos Caminhoneiros não endossa nem a greve dos caminhoneiros…

  10. Simples

    Se o acusado fosse um grande do PT, o PGR não pediria investigação também. Indiciá-lo-ia de saída e pediria a sua transformação em réu. O JN faria no mínimo uma semana de noticiário de 20 minutos a cada dia sobre isso e haveria uma enorme reportagem a respeito no Cansástico, digo, Fantástico. Por muito menos do que pesa sobre o grão tucano ele mandou investigar outros denunciados pelos “santos” delatores. Como diria aquel apresentador amigo dos garis: “isto é uma vergonha!”.

  11. Jornalista Marco Aurélio Carone.

     No Viomundo o Jornalista Marco Aurélio Carone. disse: “Se o PGR não cumprir o seu dever constitucional, vou encaminhar denúncia ao Senado por crime de responsabilidade, com base na lei 1.079, de 10 de abril de 1950, artigo 40”, isso pode abrir caminho para o pedido de seu impeachment.” Agora o presidente do Sindicato da OAB faz a mesma exigência. Será que ele prefere o Ócio Pópara Never do que o seu trabalho?  No Conversa Afiada PH postou a petição http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2015/03/26/sindicato-de-advogados-quer-que-jano-peite-o-aecio/

     

  12. Porém, ao invés de estarem

    Porém, ao invés de estarem inutilmente tentando pegar Aécio, deveriam mandar uma junta de uns 30 advogados para defender Pizza lá na Itália

  13. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome