Suíça nega ter recebido pedido oficial de investigação contra Gilmar Mendes

O dossiê Intercept revelou que Deltan Dallagnol incentivou investigação contra Gilmar usando como justificativa o "boato" de que o ministro teria recebido dinheiro de Paulo Preto no exterior

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O Departamento de Justiça da Suíça informou que nunca recebeu um pedido oficial por parte do Ministério Público Federal brasileiro para investigar o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, em processo envolvendo o operador do PSDB, Paulo Preto. A informação é do jornalista Jamil Chade, no UOL desta quarta (7).

Segundo o correspondente, as “autoridades de Berna, na Suíça, esclarecem que não existiu cooperação [no âmbito da Lava Jato] relativa a esse nome.”

Nesta semana, o dossiê Intercept revelou que Deltan Dallagnol incentivou investigação contra Gilmar usando como justificativa o “boato” de que o ministro teria recebido dinheiro de Paulo Preto no exterior.

Procurada, a Lava Jato negou a iniciativa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Bolsonaro deve recorrer no STF para não prestar depoimento presencial

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome