Temer é desmentido por dono do Grupo Libra no inquérito dos Portos

Foto: Lula Marques
 
 
Jornal GGN – O empresário Gonçalo Torrealba, dono do Grupo Libra, desmentiu o depoimento que Michel Temer prestou à Polícia Federal por escrito, no inquérito dos Portos. O presidente informou às autoridades que o Coronel João Baptista Lima jamais atuou como arrecadador de dinheiro para suas campanhas. Mas Torrealba disse que o policial militar aposentado solicitou recursos para Temer há mais de 15 anos.
 
“Se verdadeira, a informação corrobora os depoimentos prestados pelos irmãos Batista, do grupo J&F, que, em colaboração premiada, afirmaram que o coronel era quem arrecadava dinheiro para Temer”, observou o Estadão.
 
Torrealba disse à PF que, apesar do pedido, o Grupo Libra jamais aceitou fazer repasses a Temer que não estivessem em conformidade com a legislação eleitoral. Ele também afirmou que a empresa não tinha como política não fazer doações para candidatos individuais, apenas para partidos.
 
Reportagem de O Globo ainda mostrou que a família Torrealba doou ao MDB nacional, em 2006, R$ 75 mil. Em 2010, mais R$ 500 mil. Em 2014, quando Temer presidia o partido, o repasse foi de R$ 2 milhões. 
 
Torrealba ainda disse que as doações não buscavam nenhuma “contrapartida” junto aos governos dos quais o PMDB fez parte.
 
“À PF, Torrealba afirmou ainda que em 2015 solicitou ajuda do Coronel Lima para marcar uma reunião com o então ministro da Secretaria dos Portos, Edinho Araújo, que confirmou ter se encontrado com o empresário para tratar da prorrogação dos contratos da empresa”, completou o Estadão.
 
O depoimento do empresário foi colhido no início de abril. Temer e Coronel Lima não quiseram comentar.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador