“Toffoli dará um choque de gestão no STF”, espera Barroso

Foto: Agência Brasil
 
Jornal GGN – É destaque na coluna de Mônica Bergamo, nesta segunda (11), os afagos de Luis Roberto Barroso em Dias Toffoli, ministro prestes a assumir a presidência do Supremo Tribunal Federal. Embora tome decisões que o colocam em polo oposto ao de Toffoli em matéria de Direito, Barroso passou a dizer que ambos têm muitas “afinidades”, que Toffoli é “uma boa pessoa” e ainda afirmou que tem a “expectativa de que o ministro Toffoli dará um choque de gestão no STF.”
 
Barroso quer que Toffoli reduza o número de recursos do que o Supremo julga anualmente. Segundo Bergamo, a corte deve passar a priorizar os casos. “Chegam ao Supremo 100 mil recursos por ano. Temos que selecionar. O que não, for transita em julgado, ou seja, o processo acaba”, disse o ministro. Ainda de acordo com a colunista, “Toffoli já anunciou que acatará a sugestão.”
 
“A bandeira branca está sendo erguida no STF”, escreveu Bergamo. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Lava Jato usa conta imaginária e sentença de Moro para denunciar Lula pela 4ª vez em Curitiba

7 comentários

  1. Onde já se viu recurso transitar em julgado, Barroso?

    Quais os critérios serão utilizados para se selecionar os recursos que serão julgados e os que transitarão em julgado?

    Essa sugestão do jenial Barroso me lembra de um sujeito que minutava documentos, imprimia-os e, após verificar que estavam certos, os inutilizava e mandava e mandava imprimir outro. Ora, ao selecionar os recursos que transitariam em julgado, o assessor já faria a minuta de acórdão e submeteria a quem de direito.

    Um dia desses minha Mãe me perguntou: “Meu filho, você pode vir aqui amanhã, pois dependendo de uma resposta que eu tiver hoje, eu preciso falar com você amanha.

    Eu disse: “Acho que não, Mãe, mas se eu não puder vir, eu virei lhe avisar que não poderei vir. Ok?”

    Ela disse: “Ok. Burraldo”.

    “Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:(…)

    LV – aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são assegurados o contraditório e AMPLA DEFESA, com os meios e RECURSOS a ela inerentes;(…)”

  2. Trabalhar

    Além de tudo que já demonstrou ser, não é chagado a trabalhar? Ou só tem tempo para os “inimigos”?

  3. Isso é mais um golpe. O que
    Isso é mais um golpe. O que Barroso pretende é supressão de instância.
    O presidente da corte vai jogando pela janela os recursos que chegam a corte e passa a considerar o processo transitado em julgado, sem que o plenário avalie o recurso. E um golpe monarquista. O presidente da casa vira um Rei.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome