Toffoli lista elogios ao PGR Augusto Aras e diz ser vítima de “críticas injustas”

Segundo Toffoli, Aras "tem tido muita prudência, muita parcimônia, (...) com altivez, com firmeza, com liderança"

Jornal GGN – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, elogiou nesta segunda (08) o procurador-geral da República, Augusto Aras, no qual ele considera ser vítima de “críticas injustas” e manifestou seu “respeito e admiração pessoal e institucional”.

Segundo Toffoli, Aras “tem tido muita prudência, tem atuado com muita parcimônia, tem atuado do ponto de vista a não trazer problemas, exercendo as suas funções, (…) com altivez, com firmeza, com liderança, mas sem -como num passado infelizmente recente- fazer holofotes”.

Sem deixar claro que se referia ao então procurador-geral Rodrigo Janot sobre os holofotes, fez a crítica indireta ao PGR que carregava a característica de adotar palcos e microfones para discursos e posturas polêmicas.

“Vossa Excelência, fica aqui o meu testemunho da firmeza, da coragem de atuação e, mais do que nunca, de não cair na vaidade que outros no passado caíam, de achar que o holofote é a solução, quando não é”, acrescentou o ministro.

As declarações de Toffoli foram feitas durante um evento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Leia a íntegra da fala de Toffoli, disponibilizado pelo Painel, da Folha de S.Paulo:

Aqui também fica o nosso agradecimento, o nosso respeito às funções essenciais da Justiça, a começar pelo senhor procurador-geral da República que tem sido uma pessoa que, neste momento por que o país passa, tem tido muita prudência, tem atuado com muita parcimônia, tem atuado do ponto de vista a não trazer problemas, exercendo as suas funções –também tenho que dar o meu testemunho–, exercendo as suas funções com altivez, com firmeza, com liderança, mas sem –como num passado infelizmente recente– fazer holofotes. E assim que tem que ser, tem que atuar nos autos, atuar sem fazer muita chama ou iluminação, tem que atuar com o que há nos autos. Não é por meio da mídia, não é por meio de discursos que as coisas se resolvem. As coisas se resolvem com atuação concreta, com o que existe de concreto nos feitos. Vossa Excelência, fica aqui o meu testemunho da firmeza, da coragem de atuação e, mais do que nunca, de não cair na vaidade que outros no passado caíam, de achar que o holofote é a solução, quando não é. É o trabalho, é a dedicação, é o conteúdo, é a defesa da instituição e é o que Vossa Excelência vem fazendo. Fica aqui a nossa solidariedade em relação a críticas injustas que lhe foram dirigidas, dr. Augusto Aras, e saiba do meu respeito e da minha admiração pessoal e institucional pelo trabalho de Vossa Excelência e de sua equipe.

 

8 comentários

  1. Nao considero o atual presidente do STF pessoa de muita confiança. Primeiro convidou um general para assessora-lo, protagonizou entendimentos, a meu ver espúrios, com o presidente e agora tece elogios ao advogado do Bolsonaro, digo ao chefe da PGR. Essas ações, no meu entender, não são muito condizentes com a posição q o STF deveria adotar.

    • Essa nota do Toffoli foi escrita com o assessoramento do general Ajax Porto Pinheiro ?
      A nota foi solicitada pelo general Villas Boas ?

  2. Ele foi escoltado por um cabo e um soldado? Esse sujeito deveria continuar internado. A ofensiva que o stf estava fazendo em relação ao desgoverno vai sofrer um revés com a volta de dias toffoli.

  3. Como falam os Ministros do STF !
    Queria não precisar saber do nome dos ministros.
    Vê-los no aeroporto e não saber quem é.
    Seria bom.

  4. No caso do brasil, a lata de lixo da história não é lata, é um lixão. E este covarde do toffoli já garantiu um lugar nele. Vai ser medroso, panaca e otário assim lá nos quintos.

  5. Fraquinho. Pena que vai ficar muito tempo e o PT já se arrependeu e vai ficar sofrendo por muitos anos. Os traidores não são esquecidos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome