“Uma instituição que não aceita crítica não é verdadeiramente grande”, diz procurador da República

Procurador Fábio Seghese apela para que Ministério Público Federal dê importância às críticas que vem sofrendo. Mensagem é publicada no dia em que Estadão e Folha disparam contra o papel da Lava Jato de Curitiba na criação de um fundo privado com R$ 2,5 bilhões da Petrobras

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Conduta imoral, indecente e abjeta de Moro deve ser julgada pelo STF, por Eric Nepomuceno

4 comentários

  1. E você acha que pilantras criminosos como essa merda chamada de dalagnol aceitam criticas? esses vermes têm que ser pisoteados e esmagados no chão como qualquer barata….pena que sejamos um monte de palermas que tememos por fazer justiça cortando suas cabeças….pois a justiça safada desse país faz de conta que não vê crime de lesa pátria, agora, e crimes diversos contra empresas e contra pessoas que os vermes consideram seus inimigos (até aqui). Se deixarmos que continuem agindo criminosamente, vão botar na cadeia até mesmo ministro do STF que os criticar……..tudo porque os merdas daquela instância superior não têm vergonha na cara e não ceifam as malandragens dalagnolescas, moríticas e agora dessa outra idiota que copia sentença de um caso para outro….por pura incompetência….e instâncias superiores acabarão confirmando suas cópias……

  2. O STF se apequenou e a república de Curitiba só está faltando a separação do Brasil, querem caminhar com suas próprias interpretações da lei. Os espetáculos das investigações trouxeram prejuízos para as empresas e por consequência desemprego e perda do conhecimento de toda uma cadeia. Prejuízo incalculável. Estamos vendo que não estão muito preocupados com o País.

  3. As únicas instruções que não aceitam críticas e julgam seus próprios opositores são as “Organizações criminosas”.

    Organizações criminosas como tráfico, máfia, milícia, terrorista e outras, são as instituições que não usam orgãos oficiais pra investigar ou o judiciário e a constituição pra julgar seus opositores.

    Não falta evidências que demonstram que o STF e a Lava Jato são organizações criminosas. No STF temos uma atividade que não usa a constituição e concede Habeas corpus a seu critério ao invés do critério estipulado na constituição, ofertando Habeas corpus a indiciados da lava jato a seu gosto, soltando criminosos confesos e mantendo preso quem é indiciado por uma investigação fraudulenta da Lava jato que atribui como provas sítio e tríplex que não é do acusado.

    Sem falar nos Habeas corpus concedido a pessoas envolvidas na morte de mais de 300 pessoas de forma tão rápido que os criminosos não chegam nem na delegacia em alguns casos.

    A única coisa que o STF conseguiu com a atitude de investigar e julgar seus próprios opositores e críticos é assumir que é uma organização criminosa. E pior, uma organização criminosa que está em uma briga interna pelo poder.

  4. Todos, STF, PGR todos composto por bandidos. A quem apelaremos? Se o STF não punir o Dallagnol, eu também vou apedreja-lo, pois todos são Canalhas, Canalhas, Canalhas.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome