Vice-procuradora que negou indiciamento de Pimentel sugere que PF extrapola limites

Jornal GGN – A vice-procuradora-geral da República Ela Wiecko de Castilho negou, no dia 11 de dezembro, autorização à Polícia Federal para dar continuidade a procedimento que chamou de “inquisitorial” contra o atual governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT). Em seu despacho, segundo informações da Folha, a magistrada lembrou à PF os limites de sua função ao investigar uma figura com foro privilegiado.

Pimentel foi alvo de um pedido da Polícia Federal para ser interrogado e eventualmente indiciado no âmbito da Operação Acrônimo, por lavagem de dinheiro, corrupção e formação de organização criminosa.

Ao se manifestar sobre o assunto, Wiecko, representando a Procuradoria Geral da República, enviou ao Superior Tribunal de Justiça uma petição em que nega as solicitações da PF. O ministro Herman Benjamin, do STJ, deve dar a palavra final quando retornar do recesso do Judiciário, em fevereiro.

Wiecko sinalizou que cabe ao STJ, e não à PF, o indiciamento de autoridade com foro privilegiado. E é o Ministério Público Federal que deve decidir “o momento oportuno” da realização de interrogatórios, quando há fundamentação para isso, “em razão da legitimidade exclusiva para investigar detentor de prerrogativa de foro”. “Ademais, (a Legislação) não prevê que o Ministério Público Federal autorize a realização desse tipo de procedimento inquisitorial”, sustentou a vice-procuradora-geral.

A Acrônimo investiga desde maio de 2015 suspeita de desvio de dinheiro público para a campanha de Pimentel, com participação dos empresários Benedito de Oliveira Neto, o Bené, dono de uma gráfica em Brasília, e Otílio Prado, da OPR Consultoria e ex-sócio de Pimentel. 

Leia também:  MPF cobra informações do governos sobre reforma agrária

“Um relatório sigiloso da PF apontou que Bené pagou gastos com transporte e hospedagem do então ministro do Desenvolvimento e de sua mulher, Carolina Oliveira, no Maraú Resort, na Bahia, em novembro de 2013”, publicou O Globo nesta terça (12).

“A PF também investiga se o Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (Sindiextra) pagou no mesmo ano R$ 500 mil à OPR Consultoria, empresa de consultoria que pertencia ao governador. O GLOBO revelou ainda que a consultoria recebeu R$ 1,1 milhão do sindicato das concessionárias do transporte público na Grande BH, o Sintram, a título de avaliação mercadológica. A PF suspeita que houve caixa 2 para a campanha de Pimentel”, acrescentou o jornal.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

18 comentários

  1. Fascismo ou Democracia

    A PF suspeita e o cidadão já está nas manchetes como criminoso.

    Até quando vamos tolerar esses assassinatos de reputação ?

  2. Globo, jornalzinho da

    Globo, jornalzinho da denúncia seletiva e do ‘acesso preferencial a textos sigilosos’. 

  3. pode ser uma declaração tipo

    pode ser uma declaração tipo denúncia contra a pf ou

    uma briga pelo poder maior  entre membros de duas instituições…

    o curioso mais uma ez é que a matéria do globo provém de algo que era sigiloso…

    ora, pela lógica que ainda não foi abolida da  filosofia –  

    como um segredo, um sigilo pode vir à luz assim  sem

    maiores consequencias, como se tudo fosse muito natural?

  4. Santa inquisição ao PT

    Chama atenção da PF so investigar campanhas petistas. Não tiveram “curiosidade” para saber de onde veio  dinheiro para as campanhas de Aécio ao governo e presidência, Alckmin, Serra e tanta gente mais.

  5. A pf não investiga mais

    A pf não investiga mais tucano. É só petista. É incrivel a parcialidade e o partidarismo desse orgão. E os bunda moles do PT não fazem nada. 

    Sinceramente, merecem.

  6. ao que parece…

    uma parte da PF continua sendo a fonte de conteúdo da Globo, suspeitas envolvendo petistas

    em todas que se meteu, e que envolviam tucanos, operações não renderam nada

    duas fontes de conteúdo? parece

  7. A PF no Brasil

    A PF no Brasil atualmente virou uma Gestapo!

    Muitos delegados e policiais deveriam estar atrás das grades!

    São mais criminosos que os “criminosos” que eles dizem investigar!

    • ]   A PF no Brasil atualmente

      ]   A PF no Brasil atualmente virou uma Gestapo!   [  de fato, só falta que a lei  , tal qual no nazismo, seja invertida para que  se investigue quem se recuse ser corrupto e até seja premiado quem  tiver o melhor método de corrupção.  Com isso, teria que demitir todos esses e nomear outros de moral invertida

  8. qualquer um pode achar que

    qualquer um pode achar que tal lei é imoral, como é todo nosso arcabouço dito jurído,  mas por mais imoral que seja issoi, o diploma é para seguir e aplicar tal qual por mais nauseanbte e escatol[ógico que seja. Quem não gosta, deveria ter nascido noutro pa´si

  9. Pelo menos lei que os piores

    Pelo menos lei que os piores vagabundos implataram para eles começa também  ser usada para ajudar petista

  10. Não vejo o que a PF viu, mas

    Não vejo o que a PF viu, mas por aqui um simples graduado inexperiente , não apenas  filho do Lula , como de quase todos, consegue facilmente assesoria que paga milhões e pode feita em duas horas, imagine quanto não ganha um dos maiores especialista do mundo em qualquer área que for necessário.

  11. Ela Wiecko de Castilho foi

    Ela Wiecko de Castilho foi candidata em todos as eleições para a montagem da lista tríplice para procurador-geral da república no período petista. Salvo engano, esteve presente em todas as listas tríplices. Mas Lula e Dilma e seus ministros da justiça e da Casa Civil preferiram os tucanos. 

  12. Servidores sem pagamento mas verba para tinta

    http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/governo-prev%C3%AA-r-3-4-mi-para-pintar-farm%C3%A1cias-de-vermelho-1.1208272

    o Estado de MG não tem dinheiro para pagar os servidores, mas tem verba para pintar de vermelho as farmácias populares, que tinham a cor verde universal da Saúde. Motivo relevante para o gasto desnecessário: as farmácias  foram criadas pelo governo do PSDB. É assim que se emprega bem o dinheiro público, isto é, o seu, o meu, o nosso dinheiro.

  13. A PF, sempre cuidadosa em

    A PF, sempre cuidadosa em causar tumulto na vida dos petistas, dos quais é contra visceralmente, jamais cuidou de ir atrás das maracutais do antecessor de Pimental, nem mesmo dos Perrellas – amigos do Aébrio -, porque, pra eles, uma montanha de meia tonelada de cocaína não vem ao caso. 

    Querem destruir tudo que venha do PT. Por exempl: Jaques Wagner tá sendo denunciado porque incomoda à oposição sua indicação ao cargo de Ministro por Dilma, mas a turma não quer apenas atacar o Ministro por ser Ministro, mas por ele ter sido governador petista, como o é Pimentel, afinal as denúncias envlvendo o baiano, se prendem a fatos de quando ele foi governador. É preciso fazer um pacote bem-feito, até que a pessoa, o homem J.W., sinta sua imagem destruída. 

     

  14. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome