A água viva do sono/tem um olhar de senhora, por Romério Rômulo

Andei muito e nem andei / Não saí nunca daqui.

Lucian Freud

A água viva do sono/tem um olhar de senhora

por Romério Rômulo

1.
A água viva do sono
Por onde eu andei agora
Tem um olhar de senhora
E um riso de abandono.
2.
Pisei forte onde pisei
Pela terra onde eu nasci
Andei muito e nem andei
Não saí nunca daqui.
3.
Sobre a missão q não temos
Sobre o amor q não amamos
Sobre as estradas dos demos
Sobre o olhar q não beijamos
Amargo, tudo q somos
Amargo, tudo q vemos.
Romério Rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora