Bandolim&Luis&Poços (poema de aniversário), por Romério Rômulo

Chegou filho de Oscar / Teve mãe d. Tereza. / Este poema é do mar / Deixará muita certeza.

Bandolim&Luis&Poços (poema de aniversário)

por Romério Rômulo

1.
Tal Luis nasceu em Poços
E fez logo o seu vulcão
Num baú de tantos ossos
Ele compôs o refrão.
2.
Chegou filho de Oscar
Teve mãe d. Tereza.
Este poema é do mar
Deixará muita certeza.

Foi quando viu melodias:
As irmãs, todas Marias.
3.
E dizem que dia sim
Ele acorda bandolim
E dizem que dia não
Ele dorme violão.
4.
Eu sei que toda semana
Faz valsa pra Mariana.
Cantou a Luiza assim
Pra confrontar Tom Jobim.
Pra Chico e Edu, em giz
Ele compôs Beatriz.
Dora é a musa do crime
Foi um tiro no Caymmi.
5.
Disseram que dia sim
Ele dorme bandolim
Disseram que dia não
Ele acorda violão.
6.
Por tudo, em clave de choro
Da minha vida secreta
Cantando o poema em coro
Vai o abraço do poeta.

Romério Rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora