bento rodrigues, mariana, mg

bento rodrigues, mariana, mg

por romério rômulo
 
1.
a dura terra de minas 
é mordida pelo ódio
da riqueza apodrecida
 
uns bolsos ficam tão cheios
de ouro, ferro, alumínio
topázios imperiais
terras raras, cal, nióbio
de carvões e gandarelas
mais topázios e aguaçais
 
e tantas e tantas bocas
de quase nenhum pedido
que só lhes traz a valia
de arrancar estas terras

 
quando muito ganham a lama
requentada e apodrecida
que lhes corta a vida quando
comem as carnes, em queda
 
as águas se avermelham
as bocas se estrebucham
e os corpos entupidos
viram outros logo então.
 
2.
dura terra que me come
com uns bois enlouquecidos
e umas  valas de ouro
a fazer o meu caminho
 
a terra que me recobre 
sempre produz sobressalto
no meu olho de tormenta
 
cada montanha é novelo
que foi costurado longe
e aqui se desenrola.
 
3.
sobra o direito da morte
onde a vida sempre falta.
 
romério rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome