Eu não vou perder o meu olhar de paixão (poema em construção), por Romério Rômulo

Eu nasci onde nasceu Lumumba.

Eu não vou perder o meu olhar de paixão (poema em construção)

por Romério Rômulo

1.
Homens e mulheres, Áfricas e Américas
Eu não vou perder o meu olhar de paixão.
Instâncias da terra que carrego
Eu tenho os tigres como objeto de vida.
2.
Sebastopol me interessa. Andrequicé me interessa.
Sei que Balbeque é minha pátria.
Eu nasci onde nasceu Lumumba.
3.
Não vou esquecer um palmo de terra, água
Ou dragão.
Eles, todos, me fizeram responsável
Pelo destino humano.
4.
Devo tudo a todos
Como relatou Carlos Scliar.

Romério Rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Carta a Caravaggio, 4. Por Romério Rômulo

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome