Dicionário de Favelas Marielle Franco resgata memória e comunicação da periferia do Rio

O dicionário tem 67 colaboradores, entre pesquisadores e intelectuais da favela, além da contribuição da população em geral, incluindo de Marielle Franco

Fiocruz lança, dia 10/04, o Dicionário de Favelas Marielle Franco

Como parte das comemorações dos 33 anos do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde – Icict, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), haverá o lançamento do Dicionário de Favelas Marielle Franco, na quarta-feira, 10 de abril.

Um dos objetivos do Dicionário é ser um espaço facilitador e para o resgate da memória da cidade e identidades coletivas de agrupamentos territoriais e comunidades. Ele também é um espaço virtual para congregar o conhecimento sobre as favelas de forma interdisciplinar e interinstitucional, que busca mobilizar atores com diferentes inserções sociais em uma rede que busque a produção coletiva de conhecimentos neste campo. A sua plataforma é baseada em Wiki, daí o nome WikiFavelas.

Segundo Sônia Fleury, coordenadora do Dicionário de Favelas Marielle Franco, “ele é um resgate de memória das favelas e também da cidade do Rio de Janeiro”. O Dicionário já começa com 258 verbetes e já há 67 colaboradores, entre pesquisadores acadêmicos e intelectuais da favela, além da contribuição da população em geral.

Os verbetes são os mais variados. Por exemplo, é possível saber um pouco da história dos bailes funk, no verbete ‘baile funk’, ou saber o significado das AEIS – ‘Área Especia lde Interesse Social’, ou ‘Carnaval de rua na Maré’, ou ‘Guerra ao crime organizado? Favelas e intervenção militar’, ‘Projeto Vamos Desenrolar: Produção de Conhecimento e Memórias’, só para citar alguns exemplos.

A iniciativa pioneira do Dicionário teve o apoio e a participação de Marielle Franco, que não só foi uma entusiasta da obra, como – a convite de Sônia Fleury – escreveu uma ementa e uma proposta de verbete sobre a sua monografia “UPP – A redução da favela a três letras: uma análise da Política de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro”, que consta no Dicionário. Segundo a coordenadora do Dicionário, “ela estava realmente muito envolvida e entusiasmada. Com o seu assassinato, decidimos colocar o seu nome no Dicionário”, que passou de Dicionário Carioca de Favelas para Dicionário de Favelas Marielle Franco.

Durante o evento de lançamento haverá apresentações culturais, mesa de abertura, a apresentação do WikiFavelas – o Dicionário de Favelas Marielle Franco, uma roda de conversa e o encerramento, com mais apresentações culturais.

Leia também:  Manuel Bandeira da vida terna e eterna, por Urariano Mota

O lançamento será realizado a partir das 13h30, no Salão de Leitura da Biblioteca de Manguinhos, da Fiocruz, que fica na Av. Brasil, 4.365, em Manguinhos, no Rio de Janeiro (RJ). A entrada é franca, mas é necessária a inscrição no link https://eventos.icict.fiocruz.br

Dicionário de Favelas Marielle Franco

https://wikifavelas.com.br

Dicionário de Favelas Marielle Franco

https://wikifavelas.com.br

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

1 comentário

Comments are closed.