Joaquinas&Anas&Alices, avós, por Romério Rômulo

As avós só me deixaram / Os atos dos seus segredos

Paul Klee

Joaquinas&Anas&Alices, avós

por Romério Rômulo

Minhas avós foram tantas
Que me perdi no caminho
Seus rastros nos meus desejos
Só me fizeram sozinho

São tantos os comensais
Do meu corpo fundo em lamas
Que minhas avós, as tais
Me arderam pelas chamas

Fiz abluções animais
Me arranquei de um estado
Minhas avós, tantas mais
Já me fizeram em pecado

Seus ouros e manguezais
Seus gados e seus lajedos
Rios perenes e mais
Me enterraram nos medos

Onde em Pompéu me lavaram
De Pitangui, nos levedos
As avós só me deixaram
Os atos dos seus segredos

Das orações que levavam
Às águas que me torciam
Fiz um resvalo de noite
Na minha cama vazia.

Romério Rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome