nada de menos/poetas misturam/venenos, por Romério Rômulo

muitos enredos / muitos, demais / poetas têm segredos / reais.

Francisco de Goya

nada de menos/poetas misturam/venenos

por Romério Rômulo

1.

nada de mais

nada de menos

poetas misturam

venenos.

2.

nada de menos

nada de mais

poetas et ceteras

e tais.

3.

muitos enredos

muitos, demais

poetas têm segredos

reais.

4.

tenho-lhes medo

brabo:

poetas são levedo

do diabo.

 

Romério Rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  “Angústia”, de Graciliano Ramos, une introspecção e crítica social, por Claudia Costa

2 comentários

  1. Poetas são seres além das palavras???
    Deixo a dúvida
    que respondam os poetas
    todos eles
    os que fazem versos
    e aqueles que fazem poesia
    com o olhar…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome