Perdidamente apaixonado, Lamartine Babo vai ao encontro de seu grande amor

Por Sebastião Nunes O trem estava parado na estação de Três Corações, depois de 18 horas desde a Pedro II, no Rio de Janeiro. Quanto tempo mais? Não sabia. Preguiça de perguntar ao fiscal. Pernas doendo. Cabeça latejando. Lalá se recostou na poltrona ensebada da primeira classe, acendeu um cigarro e desabafou alto:             – … Continue lendo Perdidamente apaixonado, Lamartine Babo vai ao encontro de seu grande amor