#PorLulaLivre, de romério rômulo

#PorLulaLivre

de romério rômulo

 
quantas grades de Lula eu ergo e solto
ele arranca o Brasil da podridão?
os calhordas e asseclas que o lavraram
são rasteiros, cruéis: isto eles são.
 
Lula fez por aqui a profecia
de um Brasil abraçado como irmão
onde todos, graçados de alforria
podem sempre, por tudo, dar as mãos

 
sem a fome na terra, sem o rito
insensato da dura exclusão
sem a dor semeada, sem o mito
que a igualdade é só desolação.
 
deixo aqui meu abraço de amigo
para Lula, a semente do trovão.
 
romério rômulo
 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Um mundo em decomposição, por Wilton Moreira

4 comentários

  1. Linimento!

    Romério,

    Sua poesia é um linimento para a minha alma, tão machucada com essa injustiça perversa perpetrada contra o maior dos brasileiros que eu conheci!

    Cada condenação descabida proferida pelos algozes com o peso de suas togas e de suas penas imorais, me dói como o açoite de um chicote que lacera a ele, a mim e a todos os brasileiros!

    É revigorante ver o brilho de seus poemas nessa escuridão odienta que assombra o país!

    #LulaLivre

    #BrasilLivre

    Obrigado!!

    Mário Mota 

  2. A Palavra Lula

    A Palavra Lula 

    A palavra cão não morde
    A palavra ave não pia                     
    A palavra peixe não nada
    A palavra depois não adia 
             
    A palavra vento não sopra
    A palavra sol não ilumina
    A palavra chuva não molha          
    A palavra semente não germina  

    A palavra criança não brinca        
    A palavra legume não nasce na horta   
    A palavra casa não abriga
    A palavra amigo não conforta

    A palavra comida não mata a fome
    A palavra orgasmo não sacia
    A palavra dinheiro não paga as contas
    A palavra liberdade não alforria

    A palavra sono não dorme
    A palavra flor não vem do jardim
    A palavra dor não sofre
    A palavra infinito tem começo e fim

    A palavra injustiça persiste
    A palavra Deus existe
    A palavra verdade insiste
    A palavra Lula resiste!

    (Cafu)

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome