Quando eu te elejo/a pátria do meu corpo, 2, por Romério Rômulo

Te entrego toda / Te desabito

Basquiat

Quando eu te elejo/a pátria do meu corpo, 2

por Romério Rômulo

1.
Ardente e louca
Quando tramares
Com a tua boca
Sobre meus mares
2.
Te entrego toda
Te desabito
Na calma frouxa
De qualquer grito
3.
Do corpo em pátria
Carne que sobra
Elo corrente
Da minha obra.

Romério Rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora