Quanto de João Cabral cabe no texto?, por Romério Rômulo

Quem me desperta a letra? Quem me faz o desvio?

Salvador Dali

Quanto de João Cabral cabe no texto?

por Romério Rômulo

Quando eu escrevo
quem me olha?
Que mão aperta
meu ombro desaguado?
Quem me desperta
a letra? Quem me faz
o desvio?
De quantas sílabas preciso
no meu traço? O reto
e o curvo são um?

Quanto de isósceles
tem meu verbo?
Quanto de João Cabral
cabe no texto?
Que olho me corrompe
e me sangra?
Posso acender o fogo
e me queimar?

Romério Rômulo

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora